Encontre uma Pregação

1

Intenções e Reações

-Tema: TEMPERAMENTO
João 18.1-12
-Introdução: Em muitas situações temos boas intenções, mas não temos boas reações. Por quê? Alguém já dizia que de ‘boas intenções o inferno está cheio’ para mostrar como muitas pessoas têm boa intenção, mas não sabem controlar seus impulsos, reagindo de maneira negativa à provocações ou imprevistos do dia a dia. Intenção é a vontade ou propósito da pessoa. Reação é a atitude que a pessoa tem em resposta à situação presente.
O inimigo sabe que você não erraria por intenção, mas pode cair por reação negativa. Certamente você já deve ter caído em alguma armadilha para reagir negativamente colocando ‘a faca e o queijo’ na sua mão para você errar. Por isso precisamos aprender como determinar nossas intenções e controlar nossas reações.
Jesus orou no Getsêmani e logo em seguida teve o seu último combate com os seus inimigos antes de se entregar à cruz. Este momento foi crucial para o sacrifício de Jesus ser perfeito. Se Ele reagisse negativamente ficaria maculado e seu sacrifício não seria perfeito.
Este momento de tumulto ilustra muitas situações em nossa vida que trazem à tona nossas verdadeiras intenções e revelam as reações que temos diante de imprevistos. Há um combate dentro de cada um de nós, em nossa mente e coração. Uma luta interior que eclode quando enfrentamos situações de conflito.

Quais são as suas intenções e como você tem regido?
À luz desta passagem, vamos ver as intenções e reações de Jesus e dos homens ao seu redor:

1- INTENÇÕES:
Vejamos as intenções Humana e Divina neste texto:
a)      Humana:
-Judas tinha má intenção, pois sabia onde Jesus estava e foi para lá com a intenção de surpreendê-lo (v.2);
-os soldados tinham apenas a intenção de defender seu povo e obedecer a seus líderes (v.3);
-Pedro tinha intenção de estar com Jesus até o fim mesmo que tivesse que dar a vida por amor a Jesus (João 13.36,37). Mas também tinha má intenção, por que estava armado. Por outro lado tinha intenção de defender Jesus, uma boa intenção equivocada.

b)     Divina:
-Jesus tinha a intenção de orar (v.1) no jardim como sempre fazia junto com seus discípulos;
-Jesus sabia todas as coisas (v.4) mesmo assim tinha intenção de deixar as coisas acontecerem;
-Jesus se entregou voluntariamente, pois tem poder para vencer todos eles com uma só palavra (v.6,8).
-Jesus tinha intenção de salvar todos os discípulos “para se cumprir a palavra que dissera: não perdi nenhum dos que me deste” (v.9).

O versículo 6 diz que “quando pois, Jesus lhes disse: Sou eu, recuaram e caíram por terra”. Isso é impressionante. Jesus mostrou todo o seu poder. Ao dizer ‘sou eu’ Jesus estava usando o nome de Deus IHWH que significa ‘EU SOU’. Isso nos mostra o poder do nome do Senhor sobre as circunstâncias que enfrentamos. Todos os inimigos caem por terra com o poder do nome de Jesus.
Não importa a circunstância tenha boas intenções sem medo de armadilhas do inimigo. Jesus disse que devemos fazer aos outros aquilo que gostaríamos que fosse feito a nós (Mateus 7.12) e que na medida em que medirmos as pessoas seríamos medidos (Mateus 7.2).
Ninguém pode dizer qual é a intenção dos outros, mas podemos ver em nós mesmos qual a nossa própria intenção se é boa ou má.
O coração humano é enganoso (Jeremias 17.9) e suas intenções nem sempre são boas (Marcos 7.21). Contudo Deus sempre terá um bom plano para nós (Jeremias 29.11) e sua vontade é “boa, perfeita e agradável” (Romanos 12.2). Seja qual for a má intenção humana, Deus sempre quer o melhor para seus filhos.
Você tem tido boas intenções?
Queira o melhor e Deus te defenderá!
                              
2- REAÇÕES:
Vejamos as reações Humana e Divina neste texto:
c)      Humana:
-Judas agiu friamente como tinha planejado. Poderia ter uma reação diferente se arrependendo ao ver o olhar de amor de Jesus, mas manteve-se em seu propósito maligno (v.3);
-Os soldados caíram por terra com medo ao ouvir a voz poderosa de Jesus (v.6);
-Pedro reagiu cortando a orelha do soldado Malco (v.10);
d)     Divina:
-Jesus se adiantou a perguntar o que queriam por que queria ter o controle da situação evitando os erros dos homens (v.4);
-Jesus manda Pedro guardar sua espada com intenção de protegê-lo (v.11);
-Jesus se entregou voluntariamente, pois poderia se defender, além de ter oportunidade de fugir quando os soldados caíram, mas não quis (v.12);
-Jesus curou o soldado, mostrando até em sua morte sua intenção de amar todas as pessoas até quem lhe fazia mal (v.11) “Mas Jesus acudiu, dizendo: Deixai, basta. E, tocando-lhe a orelha, o curou” (Lucas 22.51);

O ser humano quase sempre cai em reações negativas quando está em uma situação de risco ou se sente pressionado. Mas a Bíblia nos ensina “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12.21).
Deus sempre reage com o bem para vencer o mal. Jesus nos ensinou a dar a outra face, caminhar a segunda milha e além da capa dar a túnica (Lucas 6.29).
Não importa a reação que você já teve e foi negativa, lembre-se que Deus sempre te amará e reagirá com amor.
Como posso vencer as reações negativas? A bíblia ensina “andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne” (Gálatas 5.16). À medida que somos guiados pelo Espírito Santo passamos a ter os frutos do “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,mansidão e domínio próprio” (Gálatas 5.22).
Por isso há situações que é melhor não fazer nada, somente orar e deixar Deus agir por nós.
 Você tem tido boas reações?
Busque o Espírito Santo e terá suas reações controladas por Deus!

Cuide de suas intenções e reações!
-CONCLUSÃO:
Meu pai dizia que ‘num minuto de bobeira você perde a vida inteira’.
Deus quer nos capacitar para não somente ter boas intenções, mas também reagir positivamente e não cair nas armadilhas do inimigo para nos derrubar.
Devemos nutrir nossa alma de amor e paz fugindo de intenções como ira e mágoa que podem causar reações perigosas.
O autor Augusto Curi fala em seus escritos sobre a ‘ditadura da resposta’ como um pensamento interior das pessoas de que tem que responder à quem nos provoca. Muitas vezes temos o direito de reagir a uma provocação, mas podemos renunciar este direito como Jesus que ficou calado quando era interrogado por seus acusadores.
Peça perdão ao Senhor por intenções negativas. Não permita que cresça em você raízes de amargura (Hebreus 12.15). Busque ser semelhante a Jesus e não caia naquela ‘se eu fosse você’ faria isto ou aquilo, por que isso é provocação de pessoas que querem te ver fazer coisas erradas, gostam de ‘ver o circo pegar fogo’ e você fica sendo marionete.
O ser humano nem sempre tem intenções e reações boas, mas Deus sempre quer e faz o melhor “porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (Filipenses 2.13).
Entregue suas intenções ao Senhor, e agrade ao Senhor (Salmos 37.4,5) e deixe o Espírito Santo controlar suas reações e tudo dará certo.
Guarde sua espada! Use o nome de Jesus!

Um comentário:

  1. Em um segundo você poder perder anos de tua vida em um presidio. É sempre bom pensar antes de falar e agir.

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
Muito obrigado por participar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...