Curso de Pregação
10

A unção com óleo

-Tema: UNÇÃO
Isaías 61.1-3
-INTRODUÇÃO: Usar óleo para untar o corpo era algo comum na Bíblia. Os hóspedes eram ungidos quando recebidos em uma casa. Certa vez uma mulher ungiu os pés de Jesus (Lucas 7.38) e Ele chamou a atenção do anfitrião por não ter lhe ungido a cabeça (Lucas 7.46). Também era costume da época preparar os corpos das pessoas que morriam com óleos aromáticos para conservar mais tempo (Mc 14.8; Lucas 23.56). O óleo era usado sobre a pele para proteger do calor para não ressecar e espantar moscas. Esta unção natural servia para refrescar e revestir a pessoa. Daí vem o sentido Bíblico da unção como revestimento e proteção. 

No Novo Testamento, a palavra unção (do grego: chrisma) só ocorre três vezes (Ver 1 João 2.20,27). O verbo ungir (chrío) aparece cinco vezes (Lucas 4.18; Atos. 4.27; 20.38; 2 Coríntios 1.21; Hebreus 1.9). Já o adjetivo christós (Cristo ou ungido) ocorre mais de 500 vezes, em diversas referências, como em Mateus 1.1 e Apocalipse 22.21. Ou seja, a unção pertence a Cristo que é colocada sobre pessoas e não apenas sobre coisas ou mesmo o óleo somente.
A unção espiritual é um instrumento poderoso ensinado por Deus para ministrar bênçãos aos seus servos. A unção que deve ser feita com fé. Contudo não deve ser oferecida como uma coisa banal.
A unção deve ter um propósito específico, como em Isaías 61.1-3 e Lucas 4.18,19 onde o profeta Isaías e o Senhor Jesus disseram que “O Senhor me ungiu PARA”:
- pregar boas-novas aos quebrantados, [evangelizar]
-curar os quebrantados de coração, [ministrar cura]
-proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; [libertar]
-apregoar o ano aceitável do SENHOR; [ministrar esperança]
-a consolar todos os que choram; [consolar]
-pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; [trazer alegria]
Como ministrar a unção com óleo?
Vamos aprender o que a Bíblia ensina sobre a unção com óleo:
O que é a Unção?
Unção significa ‘ato ou efeito de ungir’.  Contudo, unção não é o óleo em si e sim a manifestação do poder de Deus através do Espírito Santo que nos unge. A unção espiritual é a capacitação dada por Deus a alguma pessoa para cumprir uma missão específica e especial, dentro de propósitos divinos. Unção é poder!

Quem é ungido?
A unção do Espírito Santo foi derramada sobre:
JESUS: Jesus foi ungido pelo Espírito Santo (Lucas 4.18). O próprio título de Jesus, chamado Cristo significa Ungido (Atos 10.38). Jesus foi ungido "com óleo de alegria" (Hebreus 1.9).
OS APÓSTOLOS: Pedro era ungido de tal modo que as pessoas colocavam os doentes sob sua sombra para que fossem curados (Atos 5.15,16). As pessoas procuravam Paulo levando "lenços e aventais e as enfermidades fugiam deles" (Atos 19.11,12).
OS CRENTES FIÉIS: Servos do Senhor que buscam a unção espiritual, "mas o que nos confirma convosco em Cristo, e o que nos ungiu é Deus, o qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações" (2 Coríntios 1.21, 22).
Ungido é a pessoa que tem a unção do Espírito Santo em sua vida!

O que é unção com óleo?
É o ato de derramar óleo sobre alguém ou sobre algum objeto, com o sentido de torná-lo consagrado a Deus, ou de buscar a cura divina sobre o enfermo. Ungir quer dizer: "untar com óleo ou com ungüento"; "aplicar óleos consagrados" (Dic.).

O que é o óleo da unção?
Composto de "principais especiarias" como mirra, canela aromática, cálamo aromático, cássia e azeite de oliveiras, considerado como o "azeite da santa unção" (Ver Êxodo 30.22-25). Era santo, com utilização definida não podendo ser usado para qualquer outra coisa senão para ungir (Êxodo 30.31-33).
O óleo preparado para ungir é um símbolo utilizado em obediência à ordenança da Palavra de Deus. Este óleo é consagrado em oração e jejum ao mesmo tempo em que as pessoas que ministrarão a unção se prepararam para isso.

O quê pode ser ungido?
O ato de ungir os objetos com o "azeite da santa unção" dava-lhe um caráter sagrado (Êxodo 30.26-29; 40.9-11). A partir do momento que era ungidos, não podiam se utilizados para outras finalidades. O rei Belsazar foi castigado por ter feito uso indevido dos vasos consagrados do templo do Senhor (Ver Daniel 5.2-5; 23).
Instrumentos e utensílios da Casa de Deus devem ser ungidos como consagrados para o santuário.

Quem deve ser ungido?
A unção deve ser ministrada para cura, autoridade e dedicação do ministério:
A UNÇÃO DOS SACERDOTES: Os sacerdotes, após ungidos, eram considerados santos, devendo dedicar-se ao serviço do Senhor (Êxodo 30.30; 29.7; Levítico 8.12). Hoje, no Cristianismo, todos somos “sacerdócio real” (1 Pedro 2.9), porque temos a unção espiritual.
A UNÇÃO DOS REIS: O azeite era derramado sobre eles, na consagração para o cargo real, como servo de Deus. Alguns reis que foram ungidos: Saul (1 Samuel 10.1); Davi (1 Samuel 16.13; 2 Samuel 2.4; 11.7); Jeú (2 Reis 9.1,3); Salomão (1 Reis 1.39). Esta é uma unção de autoridade.
A UNÇÃO DOS PROFETAS: Elias ungiu Eliseu como sinal de que o mesmo Espírito que estava sobre sua vida se manifestaria sobre Eliseu como seu sucessor (1 Reis 19.16).
 A UNÇÃO DOS ENFERMOS: Os leprosos deveriam ser ungidos ministrando sobre suas vidas o perdão a cura (Levítico 14.13-18). Mas não é o azeite que cura, mas a fé no Nome de Jesus, da parte dos que oram e da parte do enfermo.
A unção deve ser ministrada para cura de enfermos e para autoridade espiritual sempre que alguém é levantado para exercer um ministério.

Quem pode ungir?
A unção deve ser ministrada por pessoas separadas para este ministério:
DISCÍPULOS: Marcos 6.13
Os seguidores de Jesus praticavam a unção ordenada por ele para curar enfermos. Certamente, era algo muito comum, embora as curas operadas por Jesus não utilizassem o óleo como elemento auxiliar porque Jesus é a própria unção em pessoa. Para ungir é preciso primeiro ser um discípulo de Jesus!
PRESBÍTEROS:
Tiago 5.14
Presbítero significa pastor ou supervisor. Algumas traduções dizem ‘ancião’ para designar o líder espiritual. Ou seja, uma pessoa responsável pelo rebanho. Este texto deixa bem claro que somente pessoas separadas para ungir podem ministrar a unção.
No Antigo Testamento a unção era ministrada por sacerdotes ou profetas, mas no Novo Testamento manda que sejam os seguidores de Jesus responsáveis por esta tarefa. Na ausência dos ministros e presbíteros, em situações especiais, é admissível que diáconos, auxiliares, e obreiros em geral untem os enfermos desde que tenha autorização pastoral (Hebreus 13.7).
Jesus ordenou que se ministrasse a cura e libertação sem cobrar nada de quem recebe porque “de graça recebestes, de graça dai” (Mateus 10.8). Então ninguém pode cobrar para ungir ou mesmo insinuar que a pessoa oferte em troca.

Quais partes do corpo podem ser ungidas?
Normalmente, deve-se ungir a cabeça do doente com o diz o Salmo 23.5 “unges-me a cabeça com óleo” e o Salmo 133.2 diz que a unção vem sobre todo corpo “como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes”.
No caso do leproso era aplicado o óleo de unção na orelha direita, dedo polegar do pé direito e dedo polegar da mão direita. Depois o restante do azeite era derramado sobre a cabeça do leproso como símbolo de cura total (Levítico 14.17,18). A mulher ungiu os pés de Jesus, mas não em caso de enfermidade (Lucas 7.38).
Atualmente existem certas práticas, utilizadas por alguns, de ungir inclusive partes íntimas. Isso é exagero, e não tem base na Palavra de Deus. Quando se unge a cabeça significa que todo o corpo recebe a unção.

Como ministrar a unção com óleo?
Quando se ministra a unção com óleo deve-se como foi dito, jejuar e se consagrar para este ministério. Sempre que alguém pedir para ser ungido, precisa saber o motivo pelo qual precisa da unção e se crê. Sendo assim, o ministro deve impor a mão sobre a pessoa e ministrar a unção orando sobre ela. É muito importante falar palavras de fé que levem a pessoa a entender o evangelho e crer verdadeiramente. Nunca realce apenas o óleo em si e sim a o poder do Espírito Santo que unge o próprio óleo. Se destacar somente o óleo, pode se tornar uma espécie de idolatria.

-CONCLUSÃO: I João 2.20 e 27
A unção ensina e traz sabedoria ao povo de Deus. O Espírito Santo vem sobre todos e nos ensina sobre tudo (João 14.26). Como no Pentecostes quando os discípulos estavam com medo e cofusos, mas foram ungidas pelo Espírito Santo para ministrar às pessoas que falavam outras línguas pregando o evangelho (Atos 2.11).
Muito mais do que o simples ritual de untar com óleo, precisamos buscar a verdadeira e genuína unção do Espírito Santo de Deus. Quem é ungido por Deus ministra com autoridade espiritual, mas se a pessoa não for ungida, de nada adianta o óleo ser consagrado.
A unção espiritual deve fazer parte da vida dos crentes e em especial da vida dos obreiros. A oração pelos enfermos deve ser prática comum em todas as igrejas cristãs. Sempre há pessoas necessitadas de receber a oração da fé, com o recurso da unção com óleo. Esta deve ser feita não apenas como mero ritual, mas como um gesto de fé no poder do nome de Jesus.

COMPARTILHE esta Pregação:

10 COMENTE!

obrigado pela explicação me auxilou muito no trabalho sobre óleo da unção

Respostas

nao tenho muito o que falar porque o que E de deus nos cristao temos que aperfeisoar as nossas mente pra poder fazer o mas correto pra deus e tudo que esta escrito sobre o oleo com serteza e de deus

Respostas

Que Deus continue te abençoando como canal de ensinamento de bença, temos tirados muitas duvidas. Obrigado pela explicação

Respostas

QUE O SENHOR CONTINUE LHE INSTRUINDO PARA QUE POSSAS INSTRUIR A OUTROS, COMO O SENHOR TEM FEITO. QUE A PAZ DE CRISTO QUE EXCEDE TODO ENTENDIMENTO GUARDE O SEU CORAÇÃO EM NOME DE JESUS, SHALOM!

Respostas

Gostei muito nosso ben porde se ungindo ou nao obrigada

Respostas

Ensino muito objetivo e nesta explanação vi que o óleo em si nao tem poder de cura ou restauração e a ação do Espirito Santo sobre o agente qualificado preparado que esta ungindo o enfermo.

Respostas

Um belo estudo, que Deus continue abençoado!🎶🎶🎶

Respostas

Os que se dizem líderes espirituais devem entender que o óleo era um simbolismo do verdadeiro oléo que é Jesus, que hoje na pessoa do Espirito Santo unge todos quantos se chegarem a Ele com fé e em Espirito e em verdade.

Respostas

No Novo testamento só aparecem duas vezes menção de unção com óleo e as duas em caso de doença.
Não há NENHUM único versículo de unção de NENHUM objeto no Novo Testamento. Não há NENHUM caso de consagração de pessoas com unção com óleo no Novo testamento, essa prática foi claramente substituída pela imposição das mãos.
É claro que a Igreja primitiva entendeu que nós já temos a Unção (Espírito Santo) I Joao 2:20 e 27 que habita em nós e aboliu a prática usada no antigo testamento que representava o E.S. que já foi derramado em atos 2. Lembre-se que o Antigo testamento terminou com o rasgar do véu.
Isso se chama JUDAIZAÇÃO da Igreja, é trazer práticas que eram "sombras" do que havia de acontecer, no caso o derramar do E.S. para nossos dias e promover a idolatria no meio das Igrejas. Irmãos que acreditam que o óleo é místico ou poderoso, tem quem acredite até que o óleo é como bateria de carro que você dá uma "carga" nele, quanto mais orar perto dele, mais carga ele recebe e fica mais "poderoso" Pelo amor de Deus, quanta Heresia!!!!
O E.S. é a terceira pessoa da Trindade, é Deus, é Onisciente, onipotente, não é uma energia que pode ser carregada no óleo!!!
Estamos vendo a repetição do que aconteceu com a serpente no deserto. Quando ela foi feita, por orientação de Deus, foi benção, mas quando, na época errada, cerca de 200 anos depois, continuou sendo mantida pelo povo, virou objeto de idolatria e precisou ser destruída pelo Rei Ezequias.
Óleo era no ANTIGO TESTAMENTO, era a representação do E.S. trazer essa prática para nossos dias não tem nenhum sentido, nenhuma orientação Bíblica, a não ser em caso de doença, por iniciativa do doente e o que cura NÃO É O ÓLEO, é a oração da fé!!

Respostas

Postar um comentário

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!