A Síndrome de Jonas

COMPARTILHE:

16 comentários

-Tema: MINISTÉRIO
Jonas
-Introdução: Frequentemente ouvimos falar de Jonas como ‘o profeta fujão’. Contudo Jonas cometeu outros erros além de fugir e mesmo assim manteve o status de profeta. Além disso, quem somos nós para julgar Jonas? Muitas vezes fazemos as mesmas coisas.
A Síndrome de Jonas é como vamos chamar uma série de erros cometidos pelo profeta e que muitas vezes repetimos em nosso ministério. A maneira como reagimos diante de um desafio mostra sintomas de como entendemos o chamado de Deus para nossas vidas.
Como você reage ao chamado de Deus?
Vamos refletir alguns erros ministeriais que caracterizam a Síndrome de Jonas:

1- FUGA: Jonas 1.3 “Jonas se dispôs, mas para fugir da presença do SENHOR, para Társis; e, tendo descido a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem e embarcou nele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR”
O primeiro sintoma da Síndrome de Jonas é a Fuga. Note que o texto inicia dizendo que “Jonas se dispôs, mas para fugir”, ou seja, ele achou que estava fazendo algo de bom, mas no fundo sabia que estaria desobedecendo a Deus. Na primeira oportunidade de fugir, embarcou e ainda pagou sua passagem para garantir que nada daria errado. A distância para Nínive era de 800 km por terra, já para Társis seria de 3.000 km de navio. Mesmo assim Jonas preferiu o caminho mais longo e difícil.
A fuga muitas vezes aparenta agradável, mas sempre é a pior escolha. Às vezes fugimos fazendo outra coisa e não o que recebemos como mandato de Deus. O excesso de atividades ocupa o tempo que temos para realizar nosso ministério principal. Um pastor, por exemplo, acumula tantas funções administrativas que se torna um office boy da igreja deixando a desejar o seu chamado pastoral de cuidar das ovelhas com a desculpa de ‘não tenho tempo’.
Se você tem um chamado de Deus, foque naquilo que o Senhor te deu (Atos 6.2-4). Não confunda sua missão com outras tantas coisas ‘urgentes’ que surgem e tomam seu tempo. Evite fugas que aparentemente são agradáveis e fáceis, mas que tirarão o seu destino principal.
Não fuja!
                              
2- PREGUIÇA: Jonas 1.5 “Então, os marinheiros, cheios de medo, clamavam cada um ao seu deus e lançavam ao mar a carga que estava no navio, para o aliviarem do peso dela. Jonas, porém, havia descido ao porão e se deitado; e dormia profundamente
O segundo sintoma da Síndrome de Jonas é a preguiça. Enquanto todos estavam apavorados e lutando para salvar suas vidas, orando e trabalhando ao mesmo tempo, Jonas dormia ‘profundamente’. A sua consciência estava aparentemente tranquila e não queria nem saber se o barco estava afundando. Nem mesmo o chacoalho das ondas e os gritos acordaram Jonas.
O desânimo é um grande perigo para o ministério. A falta de metas ou até mesmo da organização de uma agenda de atividades, faz com que a ociosidade tome conta do ministério. Enquanto todos estão trabalhando e muitas vidas estão sofrendo não podemos ficar na inércia esperando as coisas acontecerem.
Muitas tempestades que enfrentamos são culpa nossa mesmo como no caso de Jonas (Jonas 1.7-15). Gaste tempo em oração e seu ministério fluirá acalmando as tempestades (Jonas 1.6). Se você ficar esmorecido e sem animo para trabalhar lembre-se da palavra que diz “ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono?” (Provérbios 6.9).
Os grandes pregadores da história que alcançaram milhares de vidas para o Senhor renunciavam muitos de seus privilégios para se dedicar à obra de Deus. Entretanto vemos hoje muitos líderes que gastam mais tempo com TV, internet e lazer do que com a obra de Deus.
Cuidado com a Preguiça!

3- MEDO: Jonas 2.1 e 7 “Então, Jonas, do ventre do peixe, orou ao SENHOR, seu Deus” “Quando, dentro de mim, desfalecia a minha alma, eu me lembrei do SENHOR; e subiu a ti a minha oração, no teu santo templo”
O terceiro sintoma da Síndrome de Jonas é o medo. A única motivação de Jonas para orar dentro do ventre do peixe foi o medo que sentiu ali na escuridão (Jonas 2.4,5). Na verdade o medo já acompanhava Jonas em toda sua fuga. Tenha medo do futuro e da reação das pessoas de Nínive ou o que pensariam dele.
O medo persegue quem foge dele como alcançou Jonas. Começa trazendo tempestades e na pior das hipóteses somos engolidos. Este pavor é capaz de paralisar nosso pensamento limitando a capacidade de agir e decidir corretamente. Por isso os nossos medos devem ser questionados e confrontados. Satanás usa o medo baseado em suas mentiras para atrasar nossas vidas. Então não podemos aceitar isso, pois confiamos em Deus e “no amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo” (I João 4.18). Se Deus está conosco não há o que temer.
Muitos líderes cristãos são intimidados por causa do medo. As exigências externas e a dúvida se vai conseguir alcançar os objetivos, muitas vezes amedrontam pessoas altamente capacitadas por Deus e com isso não conseguem sair do lugar. Por isso a Palavra de Deus traz tantas declarações do Senhor para seus servos dizendo “não temas”. Se o medo tentar te impedir de ir adiante não aceite e enfrente como uma nuvem passageira que impede a visão, mas pode ser rompida com facilidade.
Enfrente o medo!

4- INCREDULIDADE: Jonas 3.4 “Começou Jonas a percorrer a cidade caminho de um dia, e pregava, e dizia: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida”
O quarto sintoma da Síndrome de Jonas é a incredulidade. Depois de ser salvo do grande peixe, Jonas foi a Nínive levar a mensagem de Deus, mas não porque acreditava realmente e sim porque temia algo pior sobre sua vida.
A cidade de Nínive era tão grande que se gastava “três dias para percorrê-la” (Jonas 3.3), contudo com apenas um dia de caminhada e pregação, toda a cidade acreditou desde o menor até o próprio rei (Jonas 3.5-9). Esta é a história de um grande avivamento espiritual ao ponto de Deus não deixar que nada de mal lhes acontecesse (Jonas 3.10).
Esta é a pior faze da Síndrome de Jonas, pois quando você não acredita nem naquilo que prega, se torna cada vez mais frágil e vulnerável. O povo de Nínive teve mais fé do que o próprio profeta. Isso ensina que às vezes pensamos que as pessoas não vão acreditar na mensagem, mas na verdade nós é que estamos duvidando.
Muitas vezes em nosso ministério fazemos o que sabemos ser certo não por vontade, mas para ‘bater o cartão’ e cumprir uma obrigação. As decepções com as pessoas nos fazem ficar com o coração endurecido e desacreditado. A falta de fé traz uma cegueira espiritual onde não conseguimos visualizar o agir de Deus. Não deixe sua fé se esfriar e nem duvide do que Deus pode fazer através de sua vida.
Nunca perca a fé!

5- IRA: Jonas 4.1 “Com isso, desgostou-se Jonas extremamente e ficou irado
O quinto sintoma da Síndrome de Jonas é a ira. Este é o momento em que o profeta fica com raiva do povo e até de Deus, porque não queria a salvação da cidade (Jonas 4.3). Preferia morrer a ver a libertação daquelas vidas (Jonas 4.3). Sua ira era baseada na falta de fé e de amor, por isso Deus lhe perguntou duas vezes “é razoável essa tua ira?” (Jonas 4.4 e 9).
A raiva de Jonas era tão grande que ainda faltavam dois dias para concluir sua missão de anunciar a mensagem para todo povo e ele saiu da cidade e subiu num monte para fiar olhando “até ver o que aconteceria à cidade” (Jonas 4.5). Agora estava disposto até a acreditar que Deus destruiria Nínive.
Conviver com pessoas não é nada fácil. Frequentemente somos testados pelo povo e passamos por situações embaraçosas. É preciso muito equilíbrio para saber lidar com temperamentos diversos no meio da comunidade. Por isso muitas vezes nos tornamos impacientes e intolerantes com as pessoas. Não podemos achar que somos mais importantes que os outros como Jonas que subiu num monte para dizer que estava acima de todos.
Um líder nunca pode ter raiva de seus cooperadores. O relacionamento cristão deve ser baseado no amor que tolera até mesmo os erros dos irmãos. Não deixe a ira tomar o lugar do amor que Deus te deu pelas vidas e peça ao Espírito Santo que te dê os frutos de “mansidão e domínio próprio” (Gálatas 5.23).
Cuidado com a ira!

6- COMODISMO: Jonas 4.5,6 “Então, Jonas saiu da cidade, e assentou-se ao oriente da mesma, e ali fez uma enramada, e repousou debaixo dela, à sombra, até ver o que aconteceria à cidade. Então, fez o SENHOR Deus nascer uma planta, que subiu por cima de Jonas, para que fizesse sombra sobre a sua cabeça, a fim de o livrar do seu desconforto. Jonas, pois, se alegrou em extremo por causa da planta”
O sexto Sintoma da síndrome de Jonas é o comodismo. Jonas achou que já tinha feito o bastante e saiu da cidade para se assentar num lugar onde poderia ficar só olhando. Ainda fez uma cobertura para ter sombra. Tudo estava dando certo e até nasceu uma planta para refrescar mais ainda. Agora Jonas estava confortável e satisfeito.
Um grande perigo para o ministério é o conforto. Verdade. O incômodo nos faz reagir e querer fazer algo para melhorar, mas o conforto nos faz acomodar e pensar que tudo está bem. Por isso vemos pessoas com grandes limitações realizar obras grandiosas enquanto outros com muitos recursos não conseguem ir muito longe.
Quando começamos o ministério, nos esmeramos ao máximo naquilo que fazemos, mas com o tempo vamos acomodando e relaxando um pouco em algumas coisas. Se o ministério começa a ter sucesso então achamos que já está bom e começamos a parar de fazer coisas essenciais como evangelismo, visitação, oração e estudo da Bíblia. Por isso não podemos nos deixar acomodar, mas estar despertos e atentos para o que Deus nos chamou.
Não se acomode!

7- DESAMOR: Jonas 4.10,11 “Tornou o SENHOR: Tens compaixão da planta que te não custou trabalho, a qual não fizeste crescer, que numa noite nasceu e numa noite pereceu; e não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que há mais de cento e vinte mil pessoas, que não sabem discernir entre a mão direita e a mão esquerda, e também muitos animais?”
O sétimo e pior sintoma da Síndrome de Jonas é a falta de amor. Jonas não estava nem aí para o povo de Nínive. Teve mais gosto pela planta que lhe dava sombra do que pelas pessoas que estavam perecendo naquela cidade. Por isso Deus fez que a planta nascesse e depois morresse, para que Jonas percebesse a dureza de seu coração.
Vivemos em um tempo que as pessoas são avaliadas pelo que têm e não pelo que são. Por isso o amor tem se esfriado (Mateus 24.12). Somos treinados a descartar as coisas e depois inconscientemente pensamos que podemos nos desfazer das pessoas. O materialismo faz com que as coisas sejam mais valorizadas do que a vida. Mas para Deus ninguém é descartável e uma vida tem muito valor (Mateus 6.26).
Certa vez aprendi com um pastor experiente que se eu quiser ser bem sucedido no meu ministério devo ‘pregar o evangelho e amar as vidas’. Se o líder não sentir amor pelas pessoas, não será capaz de suportar as dificuldades na obra de Deus. Somente por amor é que somos capazes de nos doar para outras pessoas.
Infelizmente nos vemos muitos líderes que “se apascentam a si mesmos (Ezequiel 34.2) e estão interessados no que as ovelhas podem oferecer mais do que na salvação de suas vidas. Então não podemos deixar esfriar o nosso amor e buscar preservar aquele “primeiro amor” (Apocalipse 2.4,5).
Nunca deixe de amar!

Deus tem um chamado para sua vida!
-CONCLUSÃO: Jonas 4.11 “?”
O livro de Jonas termina com um ponto de interrogação. A pergunta de Deus continua ecoando e espera uma resposta de nossa parte. Será que muitas vezes não estamos vivendo esta Síndrome de Jonas? Avalie sua vida e ministério refletindo nestas fazes e busque o remédio o mais rápido possível. A boa notícia é que se Jonas viveu um grande avivamento mesmo em tanta crise, nós também podemos viver pela Graça de Deus que supera os nossos dilemas.
Deixe Deus curar o seu ministério!

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodsita de São Paulo.
Siga Google+.

16 comentários:

  1. Meu Irmão, tenha a certeza de que Deus te usa de uma maneira extraordinária, as vezes eu uso um de seu Sermões na igreja, e pode crer, essas palavras tem transformado vidas, pois sempre apresenta nosso Senhor Jesus Cristo como o único salvador capaz de dar a vida eterna. você estará nas minhas orações para que Deus continue te usando.

    ResponderExcluir
  2. MUITO FORTE QUE DEUS CONTINUE TE USANDO COM ESTE DOM LINDO INTERPRETAÇÃO , COM TODO RESPEITO PARABÉNS

    ResponderExcluir
  3. gostei muito mesmo .....gosto dessa pregação

    ResponderExcluir
  4. Temos que esta sempre ouvindo a voz do nosso Deus..... muiito bom mesmo estudar sobre jonas

    ResponderExcluir
  5. Foi muiito bom estudar mas sobre jonas

    ResponderExcluir
  6. Gostei muiito dessa pregacao

    ResponderExcluir
  7. Pregação maravilhosa , falando do que temos vivido nos dias atuais.

    ResponderExcluir
  8. Amei,lindo seu esboço,Deus abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom. . S ou presbitero e gosto muito de esatudar apalavra do Deus Todo Poderoso ; tem me ajudado bastante. Marcos,

    ResponderExcluir
  10. Miito rico os ensinamentos sobre jonas

    ResponderExcluir
  11. topicos importantissimo foi pra mim como um bloqueio na estrada na qual ia no meu carro não conseguindo continuar dei meia volta e voltei na tentativa de fugir de fugir do caminho do Senhor JESUS CRISTO. A gora posso orar pregar aos ninivitas da minha cidade Deus te abençoe muito mais e que a unçao do Espirito Santo continue com vc meu irmão e esteja sempre postando a mensagem de DEUS O TODO PODEROSO NO CEU NA TERRA E DEBAIXO DA TERRA.

    ResponderExcluir
  12. Gleidson Freitas
    Palavra que nos ensina bastante tanto na nossa vida cristã quanto profissional.

    ResponderExcluir
  13. Uma ótima palavra amei, me tirou várias dúvidas e vou poder trazer mais e mais para a igreja a respeito sobre a história de Jonas, foi muito profundo nessa memsagem a cerca da síndrome de Jonas Parabéns

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.