Os Remadores de Deus

COMPARTILHE:

6 comentários

-Tema: MISSÃO
“Porque nós somos cooperadores de Deus” e “Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo” I Coríntios 3.9 e 4.1
- Introdução: Os cooperadores eram os remadores de navios. Quando o apóstolo Paulo usa esta expressão está pensando nas galeras de homens que ficavam no andar debaixo do navio remando para que chegue ao seu destino.
Paulo cita uma lista de seus cooperadores: Prisca, Áquila (Romanos 16.3), Marcos, Aristarco, Demas, Lucas (Filemom 1.24), Jesus chamado Justo (Colossenses 4.11) e Clemente (Filipenses 4.3). Estas pessoas eram simples companheiros de luta do apóstolo.
No barco da Igreja não somos capitães porque nosso comandante é Cristo. Também não somos hóspedes ou simples viajantes. Nossa missão é remar e levar o barco da Igreja adiante até o fim.

Você está trabalhando na obra de Deus?

Vamos aprender com o exemplo dos remadores:

1- Sincronia:

III João 1.8 “Portanto aos tais devemos acolher, para que sejamos cooperadores da verdade”.
A primeira lição que aprendemos com os remadores é sobre Sincronia.
A palavra cooperadores é sunergos (συνεργος)1 que significa colaboradores. A expressão deu origem ao termo sinergia que indica uma organização, apoio e aproximação.
Os remadores tinham que saber a hora certa de remar no ritmo certo. Precisavam trabalhar unidos e sincronizados. Havia um dirigente que batia um tambor marcando o ritmo que os remadores deveriam remar.
Na obra de Deus precisamos aprender a remar junto com nosso irmão e respeitar o ritmo do nosso próximo. Não podemos pensar que vamos conseguir chegar ao destino sozinhos. É preciso união e mútua colaboração.
Aprenda a remar com o seu irmão!

ASSISTA:
2- Força:

Filipenses 4.3 “E peço também a ti, meu verdadeiro companheiro, que as ajudes, porque trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os outros meus cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida”.
A segunda lição que aprendemos com os remadores é sobre Força. Os homens escolhidos para remar em um navio deviam ser fortes. Eles também sabiam que não eram capazes de levar um barco sozinhos. Sua força provinha de sua união.
Paulo chama seus colaboradores para o apoiar no trabalho missionário. Pede a seus amigos um apoio para o serviço cristão. A recompensa de um remador vem de Deus e não do homem.
Como os remadores que deviam que precisavam colocar toda sua força no remo, também devemos remar com mais vontade para fazer a obra de Deus (Mateus 11.12). Não seja fraco! Se esforce mais um pouco e conte com ajuda de seus companheiros na obra de Deus.
Se esforce e faça o melhor para Deus!

3- Submissão:

II Coríntios 1.24 “não que tenhamos domínio sobre a vossa fé, mas somos cooperadores de vosso gozo; pois pela fé estais firmados”.
A terceira lição que aprendemos com os remadores é sobre Submissão.
A palavra usada para os ministros é huperetes (ὑπηρέτης)2 que são especificamente os remadores do último porão de um navio (I Coríntios 4.1). Estes homens ficavam na parte inferior dos navios remando até a morte, sem luz, sem água e sob o chicote de um carrasco ouvindo o ritmo de um tambor.
Os remadores deviam ser submissos e obedecer o comando. Eram pessoas condenadas e escravos. Pessoas anônimas que poderiam morrer sem ninguém ficar sabendo. Não tinham nenhuma esperança a não ser remar e sonhar em ver a luz do dia para poder se alimentar novamente.
Quando falamos que somos “ministros da palavra” (Lucas 1.2), devemos lembrar que na verdade somos apenas remadores. Precisamos ser mais submissos a nossos líderes e principalmente a Deus.
Seja submisso a sua liderança!

Não pare de remar!

-CONCLUSÃO:
Colossenses 4.11 “...os meus cooperadores no reino de Deus; os quais têm sido para mim uma consolação”.
Somos apenas remadores! Mas o barco precisa de cada um de nós. Antes tínhamos sido condenados pelo pecado (Romanos 6.23), mas agora temos uma missão de levar a Palavra de Deus para todos que precisam de salvação.
Se você está desanimado na obra de Deus, volte a remar e aprenda a seguir o ritmo da Sincronia com seus irmãos. Peça a Deus que te dê forças para continuar e não desista. Também aprenda a ser mais humilde e Submisso a sua liderança. O barco da Igreja não pode parar.
Continue remando!

______________________________
1 STONG, James. Dicionário Grego do Novo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Página 2412, verbetes 4903 e 4904.
2 STONG, Página 2439, verbete 5257.
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP.
Siga Google+.

6 comentários:

  1. Isso mostra o quão é necessário a unidade dentro da igreja, todos com o mesmo objetivo e com o mesmo interesse, glórias á DEUS por essa palavra!

    ResponderExcluir
  2. Um pregação muito importante! contribui muito para nossa consciência em levar a obra de Deus adiante.

    ResponderExcluir
  3. Q benção de pregação!Grande despertamento p cada um de nós cm Igreja.Remar sempre!!

    ResponderExcluir
  4. nao gostei da analogia remadores eram escravos e ficavam acorrentados

    ResponderExcluir
  5. Como está dificil ter remadores que vivam em sincronismo, que põem toda sua força, e sejam submissos àquele que marca o ritimo.
    precisamos todos chegar ao objetivo juntos!
    Oremos para que isso mude.

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.