O desafio da Santificação

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” Hebreus 12.14
-Introdução: Um dos maiores desafios ao cristão nos dias atuais é buscar a santificação. Contudo ela é imprescindível. Não é opcional. Devemos nos santificar, pois esta é a única forma de nos prepararmos para encontrar com Deus. Santo significa separado (Êxodo 26.33), consagrado especificamente para Deus (I Crônicas 23.13).
Falar de santificação também é um desafio, pois existem coisas que só podem ser realmente mostradas na prática. Não adianta exigir normas que só resultam em legalismo (Colossenses 2.21-23). Um ponto de equilíbrio para discutir o tema deve ser falar sobre o assunto pensando em si mesmo e não nos outros.

Como buscar santidade?

Vamos refletir sobre algumas ações que nos direcionam à santificação:

1- Arrependimento: Tiago 4.1-10

A primeira coisa que acontece para nossa santificação é o arrependimento, como obra do Espírito Santo em nossos corações (João 16.8-11).
Algumas considerações de Tiago sobre a santificação:
a) Os prazeres da carne: v.1 “De onde procedem guerras e contendas que há entre vós? De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne?”. A vontade da carne que faz com que pequemos.
b) As cobiças: v.2,3 “Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres”. Os desejos carnais nos fazem pecar (Marcos 7.21-23).
c) O mundanismo: v.4,5 “Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?”. Não devemos nos envolver com coisas deste mundo, mas ser luz no mundo (Mateus 5.14), sabendo que somos propriedade de Deus e embaixadores de seus Reino (II Pedro 2.9).
d) O orgulho: v.6,7 “Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. A soberba é uma característica satânica que faz as pessoas serem obstinadas e não querer se arrepender de seus erros. Por isso precisamos resistir ao diabo em nossas próprias vidas.
e) O ânimo dobre: v.8 “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração”. Ânimo dobre significa inconstância. As pessoas se tornam volúveis diante do pecado, por isso devemos purificar nossas mãos.
f) Se humilhar diante de Deus: v.9,10 “Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará”. Este arrependimento nos faz ficar tristes por causa do pecado e a tristeza que vem de Deus é porque nos arrependemos dos erros cometidos (II Coríntios 7.10).

A busca da santificação deve ser íntima e pessoal. Só você e Deus sabem o que precisa mudar em sua vida. Peça ao Espírito Santo que produza profundo arrependimento em seu coração para você não querer mais o pecado e sim desejar a presença de Deus.
Para santificar-se é preciso arrependimento!

2- Mudança de Atitude: Isaías 55.1-7

O desafio da santificação passa por uma mudança de comportamento (Salmo 1.1,2). Mas mudar a forma de agir não é algo tão fácil assim. Somente com Deus, que nos criou pode nos ajudar a voltar à sua semelhança (Gênesis 1.27).
O profeta Isaías traz um desafio para mudança de atitude:
a) Buscar a presença de Deus: v.1,2ª “Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor, naquilo que não satisfaz?”. Não existe prazer maior do que estar na presença de Deus e somente com o Senhor podemos não querer mais o pecado.
b) Ouvir a Palavra de Deus: v.2b e 3ª  “Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares. Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá”. Quando ouvimos a Palavra de Deus somos cheios de fé (Romanos 10.17) para vencer o mundo (I João 5.4,5)
c) Aliança com Deus: v.3b “porque convosco farei uma aliança perpétua, que consiste nas fiéis misericórdias prometidas a Davi”. Fazer uma aliança com Deus é um compromisso de pertencer ao Senhor. Davi era um pecador, mas tinha uma aliança com Deus e se arrependia de seus pecados.
d) Testemunho de vida: v.4,5 “Eis que eu o dei por testemunho aos povos, como príncipe e governador dos povos. Eis que chamarás a uma nação que não conheces, e uma nação que nunca te conheceu correrá para junto de ti, por amor do SENHOR, teu Deus, e do Santo de Israel, porque este te glorificou”. Assim como Davi, devemos testemunhar para outros todas as pessoas sobre o amor de Deus. Quando preocupamos com o nosso testemunho, deixamos de pecar para não escandalizar as pessoas.
e) Não perder tempo: v.6 “Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”. Deus é paciente para conosco, mas a oportunidade passa (Efésios 5.16). Como diz o hino: ‘meu amigo hoje tens a escolha, vida ou morte qual vais aceitar? Amanhã pode ser muito tarde, hoje Cristo te quer libertar’.
f) Conversão: v.7 “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar”. Precisamos deixar tudo que não é bom, porque não pertence a nós e nos abster de toda forma de mal (I Tessalonicenses 5.22). a conversão é mudar de direção, pois antes íamos em busca do pecado e agora devemos fugir dele.

Deixar velhas atitudes é um grande desafio para a santificação. Muitas vezes estamos viciados em fazer coisas erradas, tornando-se difícil mudar. Mas com ajuda de Deus é possível viver uma verdadeira transformação.
Para santificar-se é preciso mudança de atitude!

3- Nova conduta: Efésios 4.21-30

Uma nova conduta é o fruto da busca pela santificação. Precisamos aprender tudo novamente para viver uma nova vida em Cristo.
Conselhos do apóstolo Paulo aos Efésios para buscar santificação:
a) Deixar o velho homem: 4.21-24 “se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”. Devemos viver como uma nova criatura deixando todo o passado para traz (II Coríntios 5.17). Aquela pessoa antiga já não existe mais (Gálatas 2.20).
b) Deixar as mentiras: 4.25 “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros”. Fomos libertos por Cristo de toda forma de engano do inimigo (João 8.32).
c) Temperamento: 4.26 “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira”. Uma mudança que precisa ser almejada é para um temperamento segundo o fruto do Espírito (Gálatas 5.22,23).
d) Ser mais espiritual: 4.27 e 30 “nem deis lugar ao diabo” “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção”. Precisamos saber que estamos em meio a uma batalha espiritual e não devemos dar lugar ao diabo, nem entristecer ao Espírito Santo que está intercedendo por nós (Romanos 8.26).
e) Honestidade: v.28 “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado”. Não existe separação entre a vida profissional e a vida cristã. Devemos ser honestos em tudo. Aqui também podemos incluir o dízimo para não roubar a Deus (Malaquias 3.8-10).
f) Cuidado com as Palavras: v.29 “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem”. Nossas palavras precisam ser cuidadosas e moderadas como o sal que tempera a comida e não pode ser nem pouco nem muito (Colossenses 4.6). Devemos cuidar do que falamos e pedir ajuda de Deus (Salmos 141.3).

A nova conduta cristã precisa ser treinada em nossas vidas para desaprender a fazer as coisas erradas e aprender a fazer o que é certo. Mas o Espírito Santo é nosso professor que nos “ensinará todas as coisas” (João 14.26).
Para santificar-se é preciso aprender uma nova conduta!

Busque a santificação!

-CONCLUSÃO:
Podemos comparar a busca pela santidade com uma estrada em direção a um caminho muito distante. Enquanto você estiver na estrada, então estará no caminho certo e só Deus sabe quando chegará ao destino. Assim, é a santificação, pois devemos ir nesta direção, mas não podemos dizer que já chegamos (Filipenses 3.13-15). Mas o importante é estar no caminho certo e o Caminho é Jesus (João 14.6). Para isso precisamos pedir e buscar ajuda de Deus (Mateus 7.7,8).

A santificação deve ser buscada!

______________________________
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodsita de São Paulo. Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Siga Google+.

3 comentários:

  1. baixei wpp, e ja estou maravilhada (pregações)♡ Santificação♥paralavra linda.
    AMÉM!.

    ResponderExcluir
  2. Que Deus continui ti usando.e tudo que preciso. Muito bom

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.