Quem é o dono do seu nariz?

-Tema: CONVERSÃO


Jeremias 32.38-41
-INTRODUÇÃO: Quando conhecemos alguém é comum fazermos algumas perguntas, como por exemplo: Quem é você? Qual o seu nome? Onde você mora? É filho de quem? Onde nasceu? O que faz? ... e outras.
Ou até mesmo sem estas perguntas, ao se apresentar, qualquer pessoa já fala algumas dessas coisas. Mas a pergunta que gostaria de fazer é: DE QUEM É VOCÊ?
Em nossa cultura atual onde o ter é mais valorizado que o ser, talvez seria mais fácil responder à pergunta: O que você tem? Ou, o que é seu? E você poderia citar algumas coisas, e entre elas poderia dizer: “Eu sou meu” ou “Eu tenho a mim mesmo”.
E graças a Deus, o Nosso Senhor nos tem dado o livre-arbítrio e podemos decidir sobre a própria vida.
Volto à intrigante pergunta: Você é de quem? É de sua esposa, filhos, pais, amigos? É dos bens?

Você pertence a Deus?

Vamos refletir sobre isso e aprender que pertencemos ao Senhor:

I – DEUS É NOSSO E NÓS SOMOS DELE! v. 38

Este versículo diz: “Vós sereis o meu povo e Eu serei o vosso Deus”. Qual será o verdadeiro sentido desta frase que se encontra tantas vezes na Bíblia e dita por Deus? “Vós me sereis filhos e eu vos serei Pai” (II Coríntios 6.18).
a)      “Eles serão o meu povo”
Aqui Deus está dizendo que nós somos Dele, o Senhor nos dá a promessa de que se quisermos, podemos pertencer a Ele. Você sabia que pertence a Deus?
Talvez você pense: “Mas nós somos criaturas de Deus, dependemos Dele, e Ele é dono de tudo”. Isso tudo é verdade, mas Deus com Seu infinito amor tem o imenso prazer de nos ver nos entregando ao seu domínio por livre e espontânea vontade.
Deus quer estabelecer um relacionamento conosco e a primeira coisa para isso é nos entregarmos para sermos Dele. Quando nos entregamos para sermos propriedade de Deus, passamos a ter um Dono, um Senhor e então não somos mais de nós mesmos e sim de Deus.
Um dono cuida do que tem. E nós podemos ficar tranqüilos porque o nosso Deus toma conta de nós. Essa é uma das grandes vantagens de pertencer a Deus: Ele cuida de nós. E nós podemos ficar tranqüilos porque “os impossíveis para os homens são possíveis para Deus”.
            b) “E eu serei o vosso Deus”
Aqui o Senhor diz que vai ser o nosso Deus e que da mesma forma como nós podemos nos entregar nas mãos Dele, Ele se entregou e se dá a nós por amor. Esse Deus é o SEU Deus?
            “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor de seus amigos” (João 15.13).
Como um relacionamento de troca (de amor mútuo correspondido) onde nós os entregamos a Deus e Ele já se entregou por nós! O Senhor quem nos amou primeiro.
O fato de nós, criaturas de Deus e dependentes Dele, nos entregarmos é comum e fácil de compreender, mas o Criador, Senhor Soberano do Universo, se dá a nós é algo que só quem experimenta e crê, entende.
É maravilhoso pensar que Deus que é o Autor de todas as coisas, o dono de tudo neste mundo tão imenso, tão cheio de pessoas e de problemas, venha se preocupar comigo e com você especificamente, conhecendo a nossa vida, sabendo dos nossos problemas.
Certa vez ouvi uma frase que diz: ‘Dentro do coração do homem há um vazio tão grande que cabe Deus dentro’. O que o Senhor mais quer é ser o nosso Deus e para isso nós precisamos ser Dele. Mais maravilhoso ainda é saber e crer que esse Senhor é o nosso Deus.

II – SOMOS UNS DOS OUTROS: v.39

Nós somos o seu “povo”, Deus não se limita a apenas alguns ou a algum grupo. Nosso Deus é Onipresente e assim como está em mim, está em todo aquele que confessa que Jesus Cristo é o Senhor.
Deus se preocupa e se entrega a cada um de nós individualmente, mas com o objetivo de que formássemos um corpo e fôssemos unidos e também pertencêssemos uns aos outros.
Como conseqüência de sermos povo de Deus, temos:
v. 39“um só coração e um só caminho” e então passamos a amar uns aos outros e a termos um só caminho: Jesus (João 14.6).
     Somos uns dos outros porque temos algo em comum: O amor de Deus!
     Você é de seu irmão? Afirme isso pra ele: Eu sou!

III – A ALIANÇA: v. 40

O que é aliança?
Aliança é um pacto, um acordo, um trato. Esta aliança que Deus quer fazer conosco não é um acordo comum que se pode desfazer, mas é ETERNA: para sempre.
Jesus disse: “... e eis que estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Atos 28. 20b).
Deus nos ama tanto que Ele não quer junto Dele, por um tempo e sim para sempre.
O amor de Deus não é como no mundo onde hoje ama e amanhã odeia, o amor de Deus a cada dia aumenta e dura eternamente.
A Igreja é a esposa de Cristo. O casamento é uma aliança de amor eterno onde o marido é da esposa e a esposa é do marido. Assim como nós, a Igreja é como esposa de Cristo: Nós somos de Deus e Deus é nosso!
Mas todo acordo tem: direitos e deveres.
a)Direitos:
“Nunca deixarei de lhes fazer o bem” (v. 40)
“para o seu bem e de seus filhos” (v.39)
 “fazendo-lhes o bem” (v.41)
Temos todas as promessas de Deus por nós e tudo que Deus faz é bom. O Senhor tem nos prometido fazer o bem.
Nós podemos ficar tranqüilos porque “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus’ (Romanos 8.28).
b)     Deveres:
“porei o meu temor no seu coração para que nunca se apartem de mim” (v. 40).
O nosso dever como servos de Deus é temer: amar e respeitar, admirar o Nosso Senhor e principalmente nunca nos apartarmos de Deus porque Ele com seu grande amor nos quer sempre perto Dele.

IV – A ALEGRIA: v.41

Deus se alegra quando nos entregamos a Ele e unidos como Seu Corpo estamos em Aliança com Deus.
“Plantá-los-ei firmemente nesta terra” (v. 41).
Deus também nos dá alegria ao nos fazer o bem e nos faz permanecer firmes e dando frutos. Quando colhemos frutos de uma planta, ficamos contentes e a alegria é um fruto do Espírito (Gálatas 5.22).
“de todo o meu coração e de toda a minha alma” (v. 41)
Deus se alegra muito quando nos entregamos a Ele e aqui o Senhor diz que essa alegria e essa entrega de Deus por nós é de todo o coração e de toda alma, assim também devemos amar a Deus completamente (Deuteronômio 6.5).
Imagine o tamanho do coração e da alma de Deus e verá o tamanho do Seu amor ao se entregar por nós e o tamanho da sua alegria quando nos entregamos a Ele.
Será que temos nos entregado a Deus de todo o nosso coração e nossa alma?
Deus tem se dado por inteiro para nós e temos aproveitado de tudo de Deus para nossas vidas?

Você pertence a Deus!

CONCLUSÃO

A palavra bíblica Adonai, referindo-se a Deus com o significado de Senhor tem sentido literal de dono, proprietário ou senhor de escravos. Quando chamamos a Deus de Senhor devemos ter em mente que Ele é o nosso dono mesmo e que pertencemos a Ele para sempre como escravos que foram libertos, mas que por amor mantém fidelidade e obediência ao seu amo.
Deus quer que sejamos o seu povo e quer ser o nosso Deus. Para nos tornarmos unidos como um corpo em aliança com o Senhor alegrando-o e recebendo sua alegria de todo o coração e de toda a alma.

Entregue sua vida ao Senhor!

Tecnologia do Blogger.