Dependência Divina

-Tema: GRAÇA


II Coríntios 12.7-10
-IntroduçãoSaulo [o Grande] se tornou Paulo [o pequeno]. Era fariseu, poderoso, estudado e temido, para depois se tornar um cristão pobre, desprezado, considerado louco e perseguido. Aos olhos humanos ele piorou ou melhorou? Certamente melhorou porque teve a maior de todas as riquezas que é a presença de Deus. Mas teve que perder muita coisa para aprender a depender de Deus.
      Antes Paulo vivia por si mesmo, depois aprendeu a depender de Deus “já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim, e esse viver que agora vivo na carne, vivo pela fé no Filho de Deus" (Gálatas 2.20).

Você depende de Deus?

Este texto nos fala de quatro coisas que nos ensinam a depender de Deus:

1- Espinhos 

v.7 "E, para que eu não ficasse orgulhoso com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que eu não me exalte"
Ilustração: criança que tem medo de deixar tirar o espinho que encravou na pele.
As lutas e tribulações são como espinhos para nos ferir. Mas, já pensou como seria a vida se não tivéssemos problemas? Às vezes muitos problemas que temos são provocados por nós mesmos e não é Deus que tem que resolver.
Deus prefere nos ver tristes perto Dele do que rindo longe de sua presença.
O pecado também é como espinhos para a humanidade porque quando o homem pecou Deus amaldiçoou a terra e a partir de então surgiram os espinhos (Gênesis 3.17,18). Mas Jesus levou na cabeça uma coroa de espinhos para trazer perdão para todos os nossos pecados (Mateus 27.29).

2- Oração 

v.8 "Três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim."
Deus respondeu a oração de Paulo? Sim.
O missionário Stanley Jones, que pregou na Índia, escreveu um livro chamado ‘A resposta Divina’ dizendo que mesmo quando Deus diz não, espera ou sim, sempre será sim porque é o melhor para nós.
Os espinhos devem nos levar a orar.
Problemas são motivos de oração e se orarmos serão resolvidos.
Jesus orou a noite toda antes de escolher seus discípulos, de fezer milagres e de ser preso.

3- A Graça


v.9 "Então ele me disse: “A minha graça é o que basta para você, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza.” De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo"
Deus ensinou Paulo a viver pela Graça.
A Graça de Deus é bastante ou suficiente para nos abençoar e não precisamos de mais nada além dela.
Quem está com Jesus tem tudo!
O poder de Deus repousa sobre nós e se aperfeiçoa em nossas fraquezas.
Como conhecer a Graça? Ela se manifesta suprindo nossas fraquezas. Um peso que agüento carregar eu pego sozinho, quando não agüento peço ajuda de alguém.

4- A Força de Deus 

v.10 "Por isso, sinto prazer nas fraquezas, nos insultos, nas privações, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então é que sou forte"
Paulo disse que sente prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo.
Quem disse que o crente não tem prazer? (Salmos 1.2) e quem disse que não tem lutas?
Quando não temos nenhuma força, lutamos com a força que vem de Deus!
Estamos do lado mais forte porque Deus nunca perde e nele tudo é possível (Filipenses 4.13).

Aprenda a depender de Deus para tudo!

CONCLUSÃO

Quando vierem os espinhos, ore, receba a graça e seja forte!
Não seja forte aos próprios olhos, confie na força de Deus para tudo e será bem sucedido.

Tecnologia do Blogger.