Amizade à prova no fogo

-Tema: AMIZADE 
“entre todos, não foram achados outros como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; por isso, passaram a assistir diante do rei”.
Daniel 1.19
-Introdução: Muitas amizades são frágeis. Assim como as pessoas estão acostumadas a utilizar as coisas, também estão usando e descartando pessoas, como copos descartáveis, por exemplo. Verdadeiras amizades suportam o fogo e não se desfazem.
Daniel e seus três amigos Misael, Hananias e Azarias viveram tempos difíceis como escravos e foi em meio a tantas dificuldades que mais se uniram para vencer tudo juntos. Quanto mais lutas passaram, mais amigos ficaram. Estes quatro companheiros são um grande exemplo de amizade que passaram juntos pelo fogo.

Sua amizade suporta o fogo?

Vamos refletir sobre alguns desafios que estes amigos suportaram juntos e se tornaram provas de uma verdadeira amizade:

1- Tempo: 

Daniel 1.3-5 “Determinou-lhes o rei a ração diária, das finas iguarias da mesa real e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, ao cabo dos quais assistiriam diante do rei”.
Aqueles jovens judeus haviam sofrido a perda de seus familiares, de sua nacionalidade, foram feitos eunucos, perdendo sua dignidade e até seus nomes foram trocados (Daniel 1.7). Possivelmente já se conheciam em Israel, mas somente no palácio da Babilônia ficaram três anos juntos sendo preparados para servir ao rei Nabucodonosor.
A primeira prova de uma amizade é o tempo. Não se conhecem uma pessoa hoje e por uma simples identificação de ideias já se torna um amigo. Por enquanto é apenas um conhecido. Mesmo com pessoas que convivemos por muito tempo trabalhando, estudando juntos ou sendo vizinhos, são apenas colegas se não houver uma aproximação real. Para saber se uma amizade é verdadeira é preciso passar tempo juntos para conhecer e através dos desafios conhecerem um ao outro.
O tempo é uma prova de amizade!    

2- Identidade

Daniel 1.8-15 “Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se”.
Daniel e seus amigos haviam recebido nomes de deuses babilônicos [veja detalhes em Daniel 1, A Juventude do Profeta], mas não deixaram sua identidade original de judeus, servindo ao Senhor. Eles tinham um propósito que os unia. Precisavam estar juntos para cuidar um do outro. Uniram-se para preservar sua identidade. Eram educados e obedientes, por isso pediram autorização ao seu líder local (Daniel 1.9-12) e foram bem sucedidos. Nem os nomes dados a eles, nem as comidas oferecidas mudaram seu jeito de ser.
A segunda prova de uma amizade é a identidade. Verdadeiros amigos respeitam quem você é e te ajudam a melhorar, nunca pioram sua situação. Além disso, se uma pessoa demonstra hoje ser de uma forma e depois se revela com outro comportamento, você deve tomar cuidado, pois pode estar se escondendo em uma falsa identidade. Um amigo aceita o outro como é e não tenta mudar sua essência e personalidade. É preciso haver empatia e respeito à individualidade de cada um.
O respeito à identidade é uma prova de amizade!

3- Sabedoria: 

Daniel 1.17-20 “Ora, a estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos”.
Daniel e seus amigos amavam a sabedoria. Estavam ali como para prestar um concurso que preservaria suas vidas. Tinham prazer não somente no conhecimento das ciências humanas, mas também na sabedoria quem vem de Deus Passaram por testes e se destacaram entre centenas de outros jovens. O temor de Deus era para eles “o princípio da sabedoria” (Salmos 11.10).
Quando precisamos de um conselho, logo procuramos pessoas que temos amizade. Verdadeiros amigos precisam se conhecer bem, mas acima de tudo devem buscar sabedoria. Muitos amigos querem ensinar ao outro o que fazer, colocando-se como mestre e não como companheiro. Então devemos procurar pessoas sábias para fazer amizade e também buscar ser sábios para ser amigo de quem precisar de nossos conselhos. Tenha cuidado com conselheiros que ensinam coisas estúpidas ou radicais, porque na hora da dificuldade pode te deixar sozinho. Um verdadeiro amigo não diz ‘se eu fosse você’, mas sim que ‘eu estou com você’, como sinal de compreensão e companheirismo.
A sabedoria é uma prova de amizade!

4- Espiritualidade

Daniel 2.17,18 “Então, Daniel foi para casa e fez saber o caso a Hananias, Misael e Azarias, seus companheiros, para que pedissem misericórdia ao Deus do céu sobre este mistério, a fim de que Daniel e seus companheiros não perecessem com o resto dos sábios da Babilônia”.
Quando o rei Nabucodonosor mandou matar todos os sábios do reino por causa da esperteza de seus adivinhadores (Daniel 2.13), então Daniel pediu um tempo ao soldado e chamou seus amigos para orar juntos. A sua fé os unia na presença de Deus. Diante da dificuldade se revelaram amigos de oração.
A força de uma verdadeira amizade é a oração. Ser amigo apenas por estar perto um do outro é algo físico. Ser amigo por afinidade de opiniões é algo intelectual, ou da alma. Mas quando um amigo ora pelo outro, estão unidos em espírito. Um relacionamento que acontece apenas em momentos comuns da vida e quando as coisas pioram cada um vai para o seu lugar é superficial. Mas se a pessoa for amiga mesmo, vai até o espírito. Por isso, precisamos fazer amizade com pessoas que nos abençoem. Amigos devem fazer mais que caminhar juntos, aprendendo a se ajoelhar juntos em oração.
A espiritualidade é uma prova de amizade!

5- Fidelidade

Daniel 2.49 “A pedido de Daniel, constituiu o rei a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego sobre os negócios da província da Babilônia; Daniel, porém, permaneceu na corte do rei”.
Quando Daniel foi reconhecido pelo rei Nabucodonosor como governador por ter revelado o sonho e o seu significado, Daniel não se esqueceu de seus amigos que oraram com ele. Então Daniel pediu ao rei Nabucodonosor que também desse uma oportunidade para Misael, Hananias e Azarias. Por causa do pedido de Daniel, os seus amigos foram exaltados junto com ele.
Existem amigos que quando crescem se esquecem de seus companheiros. Uma verdadeira amizade traz uma cumplicidade não somente nos problemas, mas também no sucesso. A ingratidão tem feito muitas pessoas se esquecerem de suas origens e de quem o ajudou a crescer. O egoísmo leva as pessoas acharem que conseguiram tudo sozinhas e por isso não querem recompensar seus colaboradores. Amigos verdadeiros são fiéis tanto na hora da luta como no tempo da prosperidade.
A fidelidade é uma prova de amizade!

6- Companheirismo: 

Daniel 3.16-18 “Responderam Sadraque, Mesaque e Abede-Nego ao rei: Ó Nabucodonosor, quanto a isto não necessitamos de te responder. Se o nosso Deus, a quem servimos, quer livrar-nos, ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei. Se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que levantaste”.
Quando Nabucodonosor, por vaidade, mandou fazer uma estátua de adoração e os três amigos de Daniel não se prostraram diante dela, passaram por mais uma prova de fogo, literalmente. Neste episódio, Daniel não é citado, provavelmente porque não estaria no mesmo local nesta ocasião, talvez por estar em viagem oficial a serviço do império.
Os três jovens não aceitaram se prostrar diante da imagem estando dispostos a ser lançados na fornalha de fogo.  O rei ficou tão irado com eles que mandou aumentar a potência da fornalha sete vezes mais (Daniel 3.19). Eles foram jogados no fogo que era tão intenso que matou os homens que os lançaram lá dentro (Daniel 3.22).
Existem amigos que estão juntos somente nos bons momentos e quando a coisa ‘pega fogo’ sai de perto e deixam o companheiro sozinho. São assim alguns amigos de jogo, ‘de copo’, de festas, passeios e outros mais que só aparecem nas horas alegres. Quando a coisa fica feia mesmo você passa por tribulação estes amigos de deixam.  Precisamos procurar amigos que sejam determinados e companheiros. Pessoas que nos ajudem a ser firmes contra o erro e fiéis a Deus. Além disso, é terrível passar pelo fogo sozinho, então devemos estar perto de pessoas ‘quentes’, que suportem o calor e principalmente devemos buscar a presença de Jesus que nunca nos abandona (Isaías 43.2 e Mateus 28.20).
O companheirismo é uma prova de amizade!

7- Presença de Deus

Daniel 3.23-27 “Tornou ele e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, sem nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante a um filho dos deuses”.
A presença de Jesus estava com Misael, Hananias e Azarias no meio da fornalha. Até o rei viu que dentro do fogo havia quatro pessoas andando no meio do fogo (Daniel 3.24,25). Nabucodonosor os chamou para sair da fornalha e reconheceu que não estavam sozinhos no fogo porque Deus estava com eles (Daniel 3.26-28). O resultado foi que “o rei fez prosperar a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego na província da Babilônia” (Daniel 3.30). Saíram da fornalha e louvaram a Deus por seu livramento.
Muitas pessoas não sabem ser amigos porque nunca conheceram alguém tão amigo como Jesus. Seria uma grande falha se formos amigos de alguém e não lhe apresentarmos nosso melhor amigo que é Jesus Cristo (João 15.14,15). A presença de Jesus como Amigo deve ser um critério para todas as nossas amizades. É na hora do fogo e da provação que Jesus revela sua presença no meio de qualquer relacionamento. Se Jesus não estiver presente, tudo se desfaz como palha diante do fogo. Mas se Jesus estiver junto, tudo pode ser suportado e Deus é glorificado. Então procure amigos que conheçam a Jesus Cristo e leve este Amigo para quem ainda não o conhece.
A verdadeira amizade tem a presença de Jesus!

Amizade verdadeira suporta o fogo!

-CONCLUSÃO:
Através da experiência destes jovens amigos, podemos aprender que uma verdadeira amizade passa por provas de fogo. Suporta o tempo. Respeita a identidade pessoal de cada um. Porta-se com sabedoria edificando-se um ao outro. Tem espiritualidade, temor de Deus e vida de oração. Verdadeiros amigos são fiéis um ao outro. São companheiros nas horas difíceis. E principalmente para ser um bom amigo é preciso conhecer o melhor e maior de todos os Amigos Jesus Cristo.

Leve Jesus para seus amigos!


Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

Um comentário:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.