Montes de Qumran - Lugar da Palavra

-Tema: GEOGRAFIA BÍBLICA  

“apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados.” (Marcos 1.4).
Altitude: -300m*
Os montes de Qumran estão próximas ao Mar Morto, a região mais profunda da terra, chegando a quase 400 metros abaixo do nível do mar. 1 Por isso, mesmo sendo montes, ainda estão abaixo do nível do mar. Qumran significa “cidade do Sal” e este nome era usado para designar a principal comunidade dos Essênios, um grupo de judeus piedosos que resolveram viver no deserto para se refugiar do domínio romano. 2

O que os Montes de Qumran nos ensinam?

Vamos refletir sobre a importância de Qumran e os Manuscritos do Mar Morto:


1) Significado Histórico de Qumran

Na região do Mar Morto havia um grupo de pastores de rebanhos que vivia no deserto separados do mundo, em consagração. Esta comunidade era conhecida como Essênios. Dedicavam toda a sua vida a copiar os textos sagrados e conservando-os em vasos bem escondidos nas cavernas. Estudiosos dizem que João Batista fazia parte deste grupo, por suas características e preferência pelo deserto (Mateus 3.1). 3

2) Significado Profético de Qumran

Em 1947 foram encontrados os manuscritos do Mar Morto em Qumran. Este achado revolucionou a arqueologia e pesquisa bíblica, visto que foi a maior comprovação da originalidade das Escrituras com as cópias mais antigas dos textos originais. 4 Os Essênios talvez não pudessem dimensionar a importância do trabalho que prestaram para a humanidade ao deixar com precisão registros das Escrituras. Mediante a crescente incredulidade, fruto do racionalismo após a segunda guerra mundial, o mundo recebeu uma prova da veracidade das Escrituras (I Pedro 1.19-21).

3) Significado Espiritual de Qumran

Os essênios dedicaram toda a sua vida em consagração a Deus e copiando a sua Palavra. A dificuldade da vida deste povo vivendo no deserto, escondidos do imperador e sempre buscando a Palavra de Deus, nos dão lições da necessidade de nos empenharmos mais no serviço cristão.

Conclusão:

Hoje temos a Bíblia em nossas mãos e não podemos achar difícil de ler (Romanos 10.6-9), precisamos nos dedicar mais à Palavra de Deus (João 5.39), aproveitando a liberdade para ouvir e pregar o Evangelho, como Jesus ordenou (Marcos 16.15).

Busque mais a Palavra de Deus!

1 DOWLEY, Tim. Pequeno Atlas Bíblico. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. Página 63.
2 FILLION, Louis-Claude. Enciclopédia da Vida de Jesus. Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2ª Edição, 2008. Página 103.
3 Bíblia de Estudo Arqueológica NVI. São Paulo: Editora Vida, 2013. Página 1604 e 1679.
4 LAWRENCE, Paul. Atlas Histórico e Geográfico da Bíblia. Barueri/SP: Sociedade Bíblica do Brasil- SBB, 2013. Páginas 127, 134, 135.

* Número aproximado, visto que as fontes divergem.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.