Ads top

A vinda do Filho do Homem

-Tema: VOLTA DE JESUS   

Mateus 24.27-31

-Introdução: A expressão “filho do homem” (v. 27 e 30) aparece 185 vezes na Bíblia. Na maioria das vezes tem o sentido literal de: filho de Adão (ben adam – ם֙דָאָ ןבֶּ no AT e huios tou anthropou - υἱός τοῦ ἀνθρώπου no NT) 1, mas pode ser usada referindo-se:
Ao ser humano em geral referindo-se à humanidade (Jó 16.21Salmos 8.4 e 144.3Isaías 5.12);
À uma pessoa específica, como por exemplo o profeta Ezequiel que foi chamado de “filho do homem” 93 vezes (Ezequiel 2.1);
À pessoa de Jesus, o profeta Daniel se referiu em sua profecia sobre o Messias como “filho do homem”em uma teofania que é uma aparição Divina em figura humana (Daniel 7.13 e 10.16) e o próprio Jesus se apresentou com este título nos evangelhos (Mateus 24.27, 30; Marcos 14.21; Lucas 17,22; João 2.13,14). Estêvão em sua morte vê Jesus “e disse: Eis que vejo os céus abertos e o filho do homem, em pé à destra de Deus” (Atos 7.56). No Apocalipse Jesus também é chamado de Filho do homem (Apocalipse 1.13 e 14.14).
O propósito desta expressão é declarar a humanidade de Jesus, que embora seja Divino, também é homem. Jesus é chamado de Filho do homem porque é comparado a Adão, criado diretamente por Deus, mas sem pecado para viver eternamente (I Coríntios 15.45). O Messias vem cumprir todo o propósito de Deus para a humanidade e viver para Deus. 2
Jesus assume esta figura do Filho do Homem para cumprir as profecias e anunciar sua volta depois que fosse morto e ressuscitasse subindo ao céu de onde voltará (Marcos 14.62). Em seu sermão profético, também chamado de Apocalipse de Jesus, o Senhor Jesus usa muito a expressão Filho do Homem para falar de sua volta (Mateus 24; Marcos 13; Lucas 21).

Como será a volta de Jesus?

Vamos entender algumas verdades e desfazer enganos sobre o retorno de Jesus:


1- A volta de Jesus será Repentina:

Mateus 24.27 “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem. ”
Verdade
Texto
Engano
1- A volta de Jesus será repentina
Mateus 24.27
A volta de Jesus em duas etapas
A vinda de Jesus não será em etapas, sendo em duas etapas,  primeiro arrebatamento e depois sua volta, mas será definitiva e muito rápida.
Este retorno repentino significa:
- Inesperado: Lucas 17.26,27 “Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. ”
A vinda de Jesus surpreenderá a todos, como um trovão que mesmo sabendo haverá nos assusta quando o ouvimos. Jesus compara sua volta com os dias de Noé, que apesar de tantos avisos, as pessoas não se preparam para este momento e foram pegas de surpresa (Lucas 21.34).
- Muito Rápido: I Coríntios 15.52 “num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. ”
A volta de Jesus será tão rápida que não haverá chances de mudar os acontecimentos. Como um raio que ao disparar no céu não pode ser contido e como o piscar dos olhos que de tão rápido não pode ser impedido.
Jesus voltará muito rápido!

2- A volta de Jesus será para o Juízo Final:

Mateus 24.28 “Onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres. ”
Verdade
Texto
Engano
2- A volta de Jesus será para o Juízo Final
Mateus 24.28
Juízo Final separado da volta de Jesus
Na segunda vinda de Jesus acontecerá o Juízo Final. Não serão eventos separados, mas a volta de Jesus e o julgamento serão juntos.
Jesus usa um ditado popular semelhante ao que se diz: ‘onde há fumaça tem fogo’ para expressar que o momento será percebido por todas as pessoas. Este ajuntamento de ‘abutres’ simboliza a multidão de pessoas no julgamento final e também o sinal de que a volta de Jesus será para o julgamento.
A comparação com ‘cadáver’ e ‘abutres’, embora pareça pejorativo, na verdade era uma forma de os ouvintes da época entenderem. Quando um pastor perdia uma de suas criações e suspeitava que tivesse sido morto, ao invés de olhar para a terra procurando, devia olhar para o céu e por onde estivessem as aves de rapina poderia encontrar a carcaça. Jesus está sinalizando que devemos olhar para cima e esperar os sinais de sua volta.
Neste momento, todas as pessoas que já viveram em toda a história da humanidade, serão reunidas diante de Deus para o Juízo Final (Mateus 25.31-46 e Apocalipse 20.11-15). Deus é Justo Juiz e não condenará ninguém de maneira injusta, por isso se faz necessário o julgamento.
O Cristo que veio humilde, nasceu em um curral, dormiu numa manjedoura, trabalhou de carpinteiro e morreu na cruz, voltará como o Messias vitorioso e cheio de poder para julgar a humanidade de seus pecados.
Jesus voltará para julgar!

3- A volta de Jesus será após a Grande Tribulação:

Mateus 24.29 “Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. ”
Verdade
Texto
Engano
3- A volta de Jesus será após a Grande Tribulação
Mateus 24.29
A Grande Tribulação depois da volta de Jesus
Este texto deixa claro que a volta de Jesus será após a Grande Tribulação e não depois como tem sido ensinado por muitos. Marcos confirma isso no sermão profético Jesus (Marcos 13.24). Separar a volta de Jesus da Grande Tribulação é um grande erro, pois seria necessário que voltasse para arrebatar a igreja e depois retornasse após a tribulação para o julgamento.
A presença dos eleitos, que são os salvos, na terra confirma que a Igreja passará pela Grande Tribulação, porque “não tivesse o Senhor abreviado aqueles dias, e ninguém se salvaria; mas, por causa dos eleitos que ele escolheu, abreviou tais dias (Marcos 13.20). O povo de Deus será alvo de todo tipo de tentativa de engano e também de perseguição “pois surgirão falsos cristos e falsos profetas, operando sinais e prodígios, para enganar, se possível, os próprios eleitos (Marcos 13.22). Uma igreja que sabe que precisa ser vigilante, se torna mais lutadora e preparada. Jesus só voltará depois que a igreja pregar o evangelho em todo o mundo (Marcos 13.10).
A Igreja que Jesus vem buscar precisa estar preparada e para isso primeiro terá que suportar tribulação, sabendo que Deus lhe dará livramento (Lucas 21.18). Este período será um tempo de preparação para a Igreja que precisará ser perseverante para vencer (Lucas 21.19). Deus não quer levar uma igreja que não está pronta para lutar e sim uma igreja santa (Efésios 5.27). Por isso a igreja precisa passar pela Grande Tribulação para ser peneirada e preparada para o encontro com Cristo.
Jesus voltará após a Grande Tribulação!

4- A volta de Jesus será visível:

Mateus 24.30 “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória. ”
Verdade
Texto
Engano
4- A volta de Jesus será visível
Mateus 24.30
Retorno invisível de Cristo
A volta de Jesus não será invisível, mas “todo olho verá” (Apocalipse 1.7). Dizer que o retorno de Cristo será invisível é uma forma de remendar os erros já citados, justificando que arrebataria a Igreja primeiro sem que ninguém o visse, aconteceria a Grande Tribulação e somente depois voltaria. Mas a Palavra deixa claro que haverá sinais no céu e na terra de forma que todos poderão ver (Marcos 13.26).
Certamente não será preciso de auxílio de aparelhos de televisão ou da internet para mostrar a volta de Jesus. Todo o mundo parará diante dos acontecimentos finais e contemplarão o retorno de Cristo. Todas as pessoas ficarão abaladas com tudo o que acontecerá (Lucas 21.25-27).
Jesus voltará de forma visível!

5- A volta de Jesus será no Arrebatamento da Igreja:

Mateus 24.31 “E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus. ”
Verdade
Texto
Engano
5- A volta de Jesus será no Arrebatamento da Igreja
Mateus 24.31
O arrebatamento primeiro e a volta somente depois da Grande Tribulação
Jesus voltará para levar a sua noiva a Igreja (Apocalipse 22.2,9 e 17). Este é um dos maiores propósitos do retorno de Jesus. Portanto não há como separar a volta de Jesus do arrebatamento da igreja, pois serão eventos conjuntos. Primeiramente os mortos em Cristo ressuscitarão e em seguida, mas no mesmo momento, a Igreja será arrebatada para se encontrar com Cristo nos ares (I Tessalonicenses 4.16,17).
O arrebatamento da Igreja será surpreendente. As pessoas desaparecerão de forma instantânea e humanamente sem explicação (Lucas 17.24-26). Os salvos serão colhidos da terra e levados para o céu para sempre (Marcos 13.27). Por isso a Igreja precisa estar preparada como uma noiva para o casamento (Mateus 25.1-13).
Jesus voltará para arrebatar a Igreja!

Prepare-se: Jesus Voltará!

-CONCLUSÃO:
Algumas coisas precisam ser esclarecidas sobre o que Jesus ensinou a respeito de sua volta para não haver enganos. Neste trecho que fala especificamente sobre o momento do retorno de Jesus, aprendemos cinco verdades que desfazem outros cinco enganos. Confira:

Verdades
Texto
Enganos
1- A volta de Jesus será repentina
Mateus 24.27
A volta de Jesus em duas etapas
2- A volta de Jesus será para o Juízo Final
Mateus 24.28
Juízo Final separado da volta de Jesus
3- A volta de Jesus será após a Grande Tribulação
Mateus 24.29
A Grande Tribulação depois da volta de Jesus
4- A volta de Jesus será visível
Mateus 24.30
Retorno invisível de Cristo
5- A volta de Jesus será no Arrebatamento da Igreja
Mateus 24.31
O arrebatamento primeiro e a volta somente depois da Grande Tribulação

A Igreja precisa entender o que acontecerá na volta de Jesus e não cair em enganos que o próprio Jesus avisou que seriam para distrair o seu povo (Mateus 24.11).

Prepare-se para a volta de Jesus!

______________________________
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.
1 STRONG, James. Dicionário Grego do Novo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Verbete 444 – IV (B), página 2069 e verbete 5207, páginas 2434 e 2435.
2 VINE, W.E., Merril F. Unger e William White Jr. Dicionário Vine, tradução Luís Aron de Macedo, Rio de Janeiro: CPAD, 2006 – 7ª edição.  Páginas 658 e 659.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.