O servo de orelha furada

 Tema: DEDICAÇÃO  

homem de mãos levantadas para o céu crepúsculo

Deuteronômio 15.12-18

Introdução: A lei do ano sabático ensinava que a cada sete anos havia o perdão de todas as dívidas (Deuteronômio 15.1-6), com o propósito “para que não haja pobre no meio de vocês” (Deuteronômio 15.4). Se alguém empobrecesse e precisasse trabalhar como escravo, ao final de sete anos recebia a liberdade e o salário de todo tempo que trabalhou, de forma que se emancipasse e tivesse como viver (Êxodo 21.1-6 e Deuteronômio 15.13,14).

No tempo bíblico, quando se referia ao escravo no meio do povo de Deus, na verdade era um servo ou empregado, que recebia salário de diarista (Deuteronômio 14 e 18). Este trabalhador era alguém que dependia da ajuda de uma pessoa com mais condições, para que pudesse sustentar sua família e então serviam como escravos, fazendo tudo que precisassem em troca do sustento.

Mas os servos deviam ser tão bem tratados, que muitos preferiam se manter na casa do seu patrão e não aceitavam a liberdade. Quando isso acontecia, o dono da casa devia furar a orelha do servo para que fosse marcado para sempre como sua propriedade e membro da família. Furar a orelha era uma marca que significa OUVIR. O servo sempre tinha que ouvir o que o seu patrão mandava, mas o servo de orelha furada tinha prazer em obedecer.



Como era o servo de orelha furada?

Vamos refletir sobre o significado do servo da orelha furada, comparando com nossa dedicação a Deus:


1- Viver para servir: v.12-15

A decisão do servo de orelha furada era viver para servir. Quando era escravo não podia dar desculpas. Tinha prazer em fazer o melhor para seu senhor e por isso resolve continuar servindo para sempre. Abre mão de sua vontade, de sua liberdade, para ser servo.

Quando servimos a Deus, estamos fazendo o sacrifício da nossa vontade, para seguir a vontade do Senhor (Romanos 12.1,2). Antes, no mundo éramos escravos do pecado, mas Cristo nos libertou e agora somos servos de Deus.

Decida viver para servir a Deus!


2- Servir por amor: v.16,17

O servo de orelha furada aprendeu a servir por amor. Não achava difícil, nem sacrificante obedecer ao seu patrão, porque amava o que fazia. Aprendeu a amar a família do seu senhor e casa onde vivia, se sentindo bem (Deuteronômio 15.16). Antes, quando era escravo não podia ficar reclamando de nada que o seu patão mandasse fazer, porque senão seria castigado. Agora, como servo-livre, não reclamava porque estava ali voluntariamente.

Quando servimos a Deus por amor, não achamos nada difícil de fazer para Deus. Na verdade, a maior dificuldade foi enfrentada por Jesus levando a cruz por nós, para que sejamos livres, por isso devemos nos entregar como servos por amor.

Decida servir a Deus por amor!


3- Sentir-se livre: v.18

O motivo desta lei era que o povo de Deus, antes quando foi escravo no Egito, sofreu muito, então seria incoerente eles terem escravos. Por isso, além de pagar o salário deviam libertar os escravos, dando também tudo o que precisassem para viver bem e de forma autônoma. Quando o escravo era libertado, podia fazer tudo o que desejasse. Mas o servo de orelha furada, abria mão de sua vontade para servir e mesmo assim se sentia livre.

Como servos de Deus, o Senhor nos dá livre arbítrio, podemos escolher tudo o que queremos, mas as consequências não inevitáveis. Como diz o jargão: “a decisão é livre, mas o resultado não”. Precisamos aprender a usar bem a nossa liberdade “porque vocês, irmãos, foram chamados à liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à carne; pelo contrário, sejam servos uns dos outros, pelo amor” (Gálatas 5.13). As consequências de nossos erros tiram a nossa liberdade e nos prendem ao que fizemos. Mas em Cristo somos livres para sempre (João 8.32).

Você é livre para servir!


Servir é fazer a vontade de Deus!

CONCLUSÃO

Deuteronômio 15.18 “...assim, o Senhor, seu Deus, abençoará você em tudo o que fizer.”

Trazendo para nossas vidas, nós somos como este servo, que empobreceu e se tornou escravo, por causa do pecado, mas em Cristo somos amparados por Deus e libertados completamente (Romanos 6.14). Quando decidimos entregar nossas vidas para sempre a Deus, o Senhor ‘fura nossas orelhas’ e nos marca como sua propriedade para sempre. Por isso o Salmo 40.6 nos diz que “furaste as minhas orelhas” e agora podemos ouvir a voz do Senhor para obedecer à sua vontade para sempre.

Jesus é o maior exemplo de serviço, “pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Marcos 10.45). Assim como Jesus entregou sua vida, o que Ele quer de nós, que sirvamos a Deus por amor.

Ser servo é servir, ouvir e obedecer!

______________________________

Citações BíblicasBíblia NAA - Nova Almeira Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.


Rev. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista. 44 anos. Casado com Ássima, pai de Heitor e Hadassa. Natural de Muriaé MG. Bacharel em Teologia pela UMESP.

Postagem Anterior Próxima Postagem

 pregações no whatsapp