Encontre uma Pregação

3

Sal e Luz, cor e sabor para a vida cristã

-Tema: Testemunho cristão  
Mateus 5.13-16
“Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
 Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus".

-INTRODUÇÃO: Imagine a vida sem luz, você não saberia a cor e a dimensão de nada nem de si mesmo. Imagine uma comida sem sabor, ou pior sem tempero, não tem nem apetite para comer.
Ilustração: (apresentar uma vela, um pouco de sal e uma vasilha como exemplos). Olhe para o sal, para a luz desta vela e para esta vasilha. Qual é a utilidade especialmente do sal e da luz? E se eu os encobrir com esta vasilha? Continuará tendo a mesma função? Cada um destes elementos tem um propósito vital para nós. Contudo o sal é para a boca e a luz é para os olhos. Não podemos colocar o sal nos olhos e não é preciso colocar luz na boca.
Todos temos luz em casa? Em sal? Como é bom ter a casa iluminada e um bom tempero na comida! È exatamente com estas coisas tão simples, mas importantes que Jesus comparou o testemunho e a vida cristã. Quando Jesus ensinou a ser sal e luz queria transmitir a mensagem de que a vida cristã tem uma diferença, é preciso luz para discernir as coisas, é preciso sal para provar o gosto da vida.
Está faltando cor e sabor em sua vida?
Cada um [sal e luz] têm a sua utilidade. São dois elementos muito distintos, mas que têm algumas características em comum:
I – EQUILÍBRIO:
Um alimento sem sal é terrível, mas se for salgado demais também é difícil de ingerir. Da mesma forma, ficar no escuro é horrível, mas se a luz for forte demais os olhos não agüentam. Portanto é necessária uma medida certa para cada um deles de forma que não faça falta nem incomode.
Isso nos ensina que o cristão deve ter bom senso, equilíbrio, temperança. Não é bom ser uma pessoa chata, que incomoda. É preciso discernimento e saber que há tempo de falar e tempo de calar. Por isso o apóstolo Paulo orientou: “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um” (Colossenses 4.6).
Qual tem sido o nível de equilíbrio do sal e da luz em nossas vidas?

II – CONTATO:
Já vimos que o sal apenas no saleiro, saquinho ou na vasilha não faz diferença. Como também a luz escondida debaixo do alqueire ou desta vasilha, como explicou Jesus não faz sentido. A luz permite o contato com o mundo, ver as coisas antecipadamente para tocar. O sal também precisa ser tocado, provado para saber o sabor. Para salgar um alimento o sal precisa ser esfregado ou estar em contato durante algum tempo para dar o gosto adequado.
Qual é a maior dificuldade em experimentar o sabor da vida cristã ou enxergar a cor do mundo?

III – NATURALIDADE:
Depois de provado o sabor do sal e as cores da vida proporcionadas através da luz, isso se torna uma necessidade natural. Sempre será desejada aquela medida de luz e sal. Mas com o tempo se torna algo tão natural que só sentimos a falta quando corremos o risco de perder. Cada pessoa gosta de uma medida de luz em seu ambiente bem como uma quantia de sal em seu alimento. Deste modo cada um de nós tem uma necessidade de buscar a luz de Deus e o sabor da vida cristã.
Tem sido algo natural para você ser um cristão? Tem sentido falta de algum destes elementos em sua vida? Qual a medida que você gosta?
Deus quer dar cor e sabor à sua Vida!
- CONCLUSÃO:
Se pudéssemos medir a quantidade de luz e sal que temos em nossa vida cristã talvez soubessem dizer exatamente o quanto de equilíbrio, contato e naturalidade temos em nosso testemunho.
Sem dúvida hoje temos grande necessidade de testemunho cristão na sociedade em que vivemos. Contudo Jesus nos deixou estas duas ferramentas que precisam estar presentes na vida cristã para dar sabor e cor. Isso significa que é algo prazeroso e não maçante.
Podemos concluir definindo o que é testemunhar a vida cristã sendo sal e luz:
Ter testemunho é ter uma vida de cor e alegria proporcionadas pela luz de Jesus que vence as trevas deste mundo.
Testemunhar é ter uma vida saborosa cheia de prazer e que alimenta salgando tudo que é sem gosto na vida das pessoas que estão a nosso redor.

3 comentários:

  1. PAZ DO SENHOR.


    GOSTEI MUITO DO TEMA. NOS SOMOS LUZ DO MUNDO E SAL DA TERRA. SEM SAL NÃO TEM COMO DAR GOSTO A COMIDA. QUE DEUS CONTINUE O ABENÇOANDO.

    ResponderExcluir
  2. BOA TARDE!!!!


    GOSTEI MUITO DO TEMA. NÓS SOMOS LUZ DO MUNDO E SAL DA TERRA. SE NÃO HAVER SAL NÃO TEM COMO COLOCAR SABOR NA COMIDA.

    QUE DEUS O ABENÇÕE. FIQUE NA PAZ

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!