Curso de Pregação
0

A Igreja que eu quero ser

-Tema: IGREJA
Gálatas 1 e 2
-Introdução: A carta aos Gálatas é um texto doutrinário para a igreja. Contudo o apóstolo Paulo introduz com uma autobiografia. Enquanto conta seu testemunho, doutrina a comunidade. Sua preocupação ao moldar aquela igreja era ser um modelo para os cristãos. Dizia como deviam ser igreja, mas também mostrava o exemplo de ser cristão.
A Igreja é você. Somos nós. Sou eu. Não adianta apontar os defeitos da igreja e esquecer que fazemos parte deles. Como uma canoa furada, que se afundar, todos vão naufragar. Devemos trabalhar juntos para tapar as brechas e salvar nossas vidas.

Como você tem sido igreja?

Podemos refletir alguns aspectos sobre ser Igreja:
6

Mentiras contra a família

-Tema: FAMÍLIA
Mateus 4.1-11
-Introdução: Este texto fala da tentação de Jesus e vamos aplicá-lo para nossas famílias mostrando as mentiras que Satanás tem contado às famílias para enganar.
O diabo é o pai da mentira (João 8.44) e tem contado muitos enganos em três principais áreas da família que são a material, a área emocional e espiritual.
A primeira família que o inimigo enganou foi a de Adão e Eva onde roubou a comunhão com Deus, matou seu amor, levando a morte para sua família e destruindo a paz com o homicídio de Caim contra Abel.
Mas Jesus disse que a verdade liberta (João 8.32) por isso para cada mentira, vamos aprender uma verdade.

Como desmascarar as mentiras de Satanás contra minha família?

Vamos descobrir algumas artimanhas do inimigo para enganar as famílias:
33

Quebra de maldições na família

-Tema: FAMÍLIA
Provérbios 26.2
-Introdução: Vivemos em um tempo em que as pessoas assumem o compromisso de um lar sem estar preparados para isso. Juntam-se duas pessoas sofridas e imaturas resultando em ferimentos mútuos. Com o tempo um começa a falar coisas desagradáveis com o outro e isso pode se tornar uma maldição para a família.
O texto de provérbios compara a maldição com um pássaro que foge sem saber para onde vai. Isso porque na hora de falar ‘besteira’ a pessoa está apavorada e nem percebe para onde está fugindo. É como um passarinho que não sabe par aonde ir. Também como uma andorinha que voa errante parecendo não entender o que está fazendo e sem destino correto. Ambas as comparações mostram que a maldição sem motivo ou causa não tem poder sobre nossas vidas.
Então se alguém te amaldiçoou sem motivo, não há porque você se preocupar, pois está maldição não encontrará lugar em sua vida. Mas o problema é que muitas vezes as pessoas dão oportunidade ou brecha para receber maldições. É por isso que precisamos vencer tudo isso com as palavras de bênção das Escrituras.

Como quebrar as maldições na família?

Vamos aprender como quebrar maldições na família:
4

Mudança de Visão

-Tema: CONVERSÃO 
Salmos 73
-Introdução: As decepções da vida nos fazem questionar e quando estamos desanimados chegamos a pensar coisas que nunca antes imaginamos. Por isso é importante orar em todo tempo e nestas horas intensificar mais ainda a vida de oração. A tristeza cega nossos olhos para não contemplarmos nossos sonhos. Somente através do louvor e oração podemos enxergar os planos de deus para nós revelados em sua Palavra (Jeremias 29.11).
O autor das palavras deste Salmo foi Asafe, um levita, dentre os principais músicos de Davi responsável por “dirigir o canto na casa do Senhor” (I Crônicas 6.31, 39). Também foi chamado de vidente, que era um sinônimo de profeta porque profetizava através do canto (II Crônicas 29.30). Ao todo doze salmos são atribuído a Asafe, todos de caráter profético (Salmos 50 e 73 a 83). Também era um Patriarca, pois os seus descendentes são chamados os “filhos de Asafe”, que deram continuidade a seu ministério de Adoração (II Crônicas 29.13 a 30 e 35.15).
Quando escreveu estas palavras, Asafe estava deprimido e não conseguia contemplar o seu futuro. Mas quando buscou a Deus tudo mudou e voltou a sonhar na presença do Senhor.
Para onde você está olhando?
Veja como Asafe conseguiu restabelecer sua visão espiritual:
2

Os Remadores de Deus

-Tema: MISSÃO
“Porque nós somos cooperadores de Deus” e “Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo” I Coríntios 3.9 e 4.1
- Introdução: Os cooperadores eram os remadores de navios. Quando o apóstolo Paulo usa esta expressão está pensando nas galeras de homens que ficavam no andar debaixo do navio remando para que chegue ao seu destino.
Paulo cita uma lista de seus cooperadores: Prisca, Áquila (Romanos 16.3), Marcos, Aristarco, Demas, Lucas (Filemom 1.24), Jesus chamado Justo (Colossenses 4.11) e Clemente (Filipenses 4.3). Estas pessoas eram simples companheiros de luta do apóstolo.
No barco da Igreja não somos capitães porque nosso comandante é Cristo. Também não somos hóspedes ou simples viajantes. Nossa missão é remar e levar o barco da Igreja adiante até o fim.

Você está trabalhando na obra de Deus?

Vamos aprender com o exemplo dos remadores:
0

Defenda sua Família

-Tema: FAMÍLIA
“...pelejai por vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossas mulheres e vossas casas” (v.14b)Neemias 4.9-20
-Introdução: Nós mesmos podemos falar de nossos familiares, mas não aceitamos que ninguém critique quem amamos. Este é um sintoma de defesa da família. Por outro lado as famílias estão expostas a muitas influencias perigosas que invadem nossas casas como se os muros estivessem derrubados e não houvesse uma proteção adequada.
Neemias viveu em um tempo quando as famílias de seu povo estavam sofrendo todo tipo de perseguição. As casas estavam em ruínas e a própria cidade de Jerusalém estava destruída. Por isso Neemias formou um grande mutirão de reconstrução por famílias (v.13) e as famílias trabalharam unidas na restauração do muro (Neemias 3).

Como defender minha família?

Vamos refletir na atitude de Neemias e aprender sobre a defesa da família:
0

Pregações sobre o Espírito Santo