10

Desabafo com Deus

-Tema: ORAÇÃO
Salmos 63
-Introdução: As circunstâncias que cercavam Daí lhe davam inspiração para orar a Deus. Ao ver uma corça sedenta em busca de água, dizia “como a corça suspira pelas águas, por ti anseia a minha alma” (Salmos 42.1). Quando se abrigava numa caverna de pedra, declarava: “o Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza, o meu abrigo” (Salmos 18.1). Pastoreando com cuidado as suas ovelhas, proclamava: “o Senhor é o meu pastor e nada me faltará” (Salmos 23.1). No meio de uma tempestade de trovões orou dizendo: “Ouve-se a voz do SENHOR sobre as águas; troveja o Deus da glória” (Salmos 29.13). Assentado em seu trono real exaltava a Deus chamado-O de “meu rei” (Salmos 44.4). 

Imagino Davi assentado com sua harpa louvando ao Senhor e abrindo o coração diante de Deus. Ele contava para Deus o que acontecia e o louvava sempre.
As palavras do Salmo 63 vêm do contexto de II Samuel 15. Um momento na vida de Davi em que estava cercado de conflitos de relacionamento. Já tinha sido perseguido por Saul. Teve um envolvimento adúltero com Bete-Seba (II Samuel 11.1-10). Tinha sido repreendido severamente por seu amigo, o profeta Natã (II Samuel 12.1-15). Amnom seu filho havia abusado da irmã Tamar (II Samuel 13.1-10). Seu filho Absalão matou o irmão Amnom pelo que fez à moça (II Samuel 13.19-32). A partir de então Absalão persegue Davi para lhe tomar o trono (II Samuel 15.1-20).  Percebe-se que deste o capítulo 11 ao 15 de II Samuel Davi entra em declínio familiar desde seu adultério com Bate-Seba.
Este Salmo é uma oração em meio à fuga, incertezas e medo. Davi foge à pé para o deserto e fica totalmente sozinho. Nesta hora de solidão Davi fez uma oração como um desabafo com Deus.
Você já desabafou com Deus?
Vamos refletir nas palavras de Davi e aprender sobre a oração em forma de desabafo e o quê alcançamos quando desabafamos com Deus:
0

Pregações para Culto de Ação de Gaças

"em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus para convosco" I Tessalonicenses 5.18

Na última quinta-feira de Novembro, comemora-se o Dia de Ação de Graças. Mas em todo o tempo devemos aproveitar as oportunidades para agradecer a Deus por tudo.

Abaixo veja uma lista de links de pregações sobre Ação de Graças:


Veja mais em DATAS ESPECIAIS




0

Dimensões do Fruto do Espírito

Gálatas 5.22,23
-Introdução: Por que um fruto e não um cereal ou legume? O fruto é algo natural e nunca artificial. Uma fruta madura está pronta para ser comida a qualquer momento e em qualquer lugar. Também traz prazer além de alimentar de forma saudável. Desta forma deve ser a vida espiritual de cada um. Amadurecer, estar preparado, viver bem e ser forte.
O texto de Gálatas fala do Fruto do Espírito no singular, mas lista nove ‘sabores’ para este fruto. Como uma fruta que é degustada de forma diferenciada, de acordo com o paladar de cada pessoa.
As nove características do Fruto do Espírito Santo, podem ser divididas em três grupos que mostram a sua direção prática na vida cristã.
Quais são os seus frutos?
Reflita sobre as dimensões do Fruto do Espírito:
0

Subindo para Deus

-Tema: MOTIVAÇÃO
Salmos 120-134
-Introdução: Os Salmos 120 até 134 eram entoados nas caminhadas das famílias quando subiam para adorar em Jerusalém (Lucas 2.41). Por isso, estes quinze salmos são conhecidos como Canção de Degraus, de Peregrinação, subidas ou Cânticos de Romagem1. O texto original significa ‘cântico gradual’2. Estas peregrinações aconteciam três vezes ao ano, nas festas da Páscoa, Pentecostes e Tabernáculos3. Embora a ordem dos textos não tenha sido proposital, este pequeno hinário, demonstra uma graduação da jornada dos peregrinos4.
A geografia da região de Israel é extremamente montanhosa, o que exigia várias paradas no caminho. O monte Sião, onde está o templo, fica a 735 metros acima do nível do mar. Lembrando que na região do Mar Morto está há mais de 300 metros abaixo do nível do mar. Então os caminhantes precisavam de disposição para caminhar5.
Na caminhada da vida passamos por muitas dificuldades, mas não podemos parar. Precisamos continuar olhando para cima, em busca dos sonhos e realização. Às vezes parece pesado continuar, mas nunca podemos desistir.
Como você tem caminhado?
Vamos fazer uma subida através dos Salmos de Degraus:
0

Estudos sobre Seitas e Heresias

Estudar sobre as seitas e heresias é muito importante para não sermos enganados por "ventos de doutrina" (Efésios 4.14). Abaixo listo alguns links de estudos sobre o tema Seitas e Heresias:
0

A defesa da fé

-Tema: SEITAS
“o que é espiritual julga todas as coisas”
I Coríntios 2.15
-Introdução: As seitas e as Heresias estão por toda parte, por isso é indispensável ao servo de DEUS, estar preparado e armado com a armadura do cristão (Efésios 6.10-17). Devemos enfrentar as heresias e as seitas com destemor, mas com compaixão pelos seguidores que estão sendo enganados.
O apóstolo Paulo ensinou a “julgai todas as coisas e retenha o que bom” (I Tessalonicenses 5.21). O sentido da palavra julgar aqui é discernir ou compreender¹. Não devemos julgar no sentido de condenar, mas fomos chamados para ser luz e fazer diferença entre as trevas e a luz de Cristo.
Devemos defender a fé?
Vejamos 3 motivos para estudarmos seitas e heresias:
1

O conselho de Aitofel

“O conselho que Aitofel dava, naqueles dias, era como resposta de Deus a uma consulta; tal era o conselho de Aitofel, tanto para Davi como para Absalão”.
II Samuel 16.23
-Introdução: Aitofel era um homem influente no meio do povo de Israel quando Davi se tornou rei1. Por isso Aitofel fazia parte “do conselho de Davi” (II Samuel 15.12). As pessoas do povo ouviam e seguiam as orientações de Aitofel como se fossem vindas de Deus. Mas Aitofel começou a se rebelar contra Davi e dava conselhos errados que o prejudicavam lançando Absalão contra o rei.
Precisamos de conselheiros que nos ajudem porque “planos mediante os conselhos têm bom êxito (Provérbios 20.18). Mas um servo de Deus “não anda no conselho dos ímpios” (Salmos 1.1). Então precisamos pedir ao nosso “maravilhoso conselheiro” (Isaías 9.6) que nos ajude em cada decisão que vamos tomar. Além disso, devemos estar atentos para não ser enganados por pessoas mal intencionadas.
Como saber se um conselho é bom ou não?
Vamos aprender com o exemplo de Davi, como escapar de maus conselhos: