Leis Espirituais de causa e efeito

-Tema: ORAÇÃO


Lucas 6.31 “Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles”
-Introdução: Como um dominó quando as peças vão caindo uma sobre outra, a Lei da Causa e Efeito afirma que toda ação tem uma reação. Isso se aplica a diversas áreas da vida desde as ciências até o cotidiano das pessoas que dizem popularmente ‘aqui se faz, aqui se paga’ ou ‘quem com ferro fere, com ferro será ferido’. A Lei da Ação e Reação foi um conceito da física formulado por Newton, revelando um dos fatores que regem o universo.
Jesus também deixou algumas leis espirituais para reger nossas vidas. São decretos Divinos que determinam que tudo o que você faz tem uma consequência espiritual.


Quais são as consequências de seus atos?

Vamos refletir as 7 Leis Espirituais deixadas por Jesus no Evangelho de Lucas:

1ª Lei- JULGAMENTO 

Lucas 6.37   “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados”
A primeira Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre os julgamentos. Jesus sabia que muitas pessoas julgavam os outros pensando que são justas para isso. Mas ninguém é justo o suficiente para julgar a não ser Deus, “como está escrito: Não há justo, nem um sequer(Romanos 3.10).
Por isso Jesus determinou que toda pessoa que julgar também será julgado. Se você julgou alguém, peça perdão a Deus que tira de sobre você a sentença de ser julgado. Mas se você está sendo julgado, saiba que Deus julgará quem te condenou.
A Lei Espiritual do Julgamento defende quem está sendo julgado injustamente!


2ª Lei- DOAÇÃO 

Lucas 6.38 “dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão, porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”
A segunda Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre a doação. As pessoas sempre perguntam ‘o que eu vou ganhar com isso?’ demonstrando que tudo que fazem tem um interesse. Jesus ensinou a doar sem querer nada em troca, mas sabendo que Deus é quem nos recompensará.

A Lei Espiritual da Doação afirma que quem dá também receberá:
         -boa medida: abundância;
            -recalcada: quando aperta para caber mais;
            -sacudida: quando sacode para caber mais;
            -transbordante: quando sobra para doar.

A boa medida, recalcada e sacudida é para você receber o que Deus tem para sua vida. Mas a medida transbordante é para você doar. Deus abençoa tanto quem doa que além de encher de bênção, também faz sobrar o suficiente para continuar doando.
A Lei Espiritual da Doação afirma que quem dá também vai receber!

3ª Lei- FRUTOS 

Lucas 6.43 “Não há árvore boa que dê mau fruto; nem tampouco árvore má que dê bom fruto. Porquanto cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto. Porque não se colhem figos de espinheiros, nem dos abrolhos se vindimam uvas”
A terceira Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre os frutos. O exemplo dado pelo Mestre é muito claro. Não há como uma boa árvore produzir mau fruto e nem como uma árvore má produzir bom fruto. Isto é uma consequência espiritual que nunca falha. Quem planta coisa ruim com certeza vai colher o seu mal.
Se você plantou algo que não é bom, peça a Deus perdão que Ele pode te livrar das consequências ou te dar forças para enfrenta-la. Mas plante o bem sempre que puder porque você vai colher. Se alguém estiver plantando mal para você, saiba que ela mesma colherá o que semeou.
A Lei Espiritual dos Frutos declara que tudo que você plantar também colherá!


4ª Lei- ORAÇÃO 


Lucas 11.10 “Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á”
A quarta Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre a Oração. Para Deus só há um resultado para quem ora: a resposta. Contudo esta resposta nem sempre é o que queremos ou no momento que desejamos. Mas uma coisa é certa, Deus responde a oração dos seus servos.

 Deus pode responder à oração:
         -SIM: ordenando a bênção sobre quem pediu;
         -NÃO: porque sabe o que é melhor para nós;
         -ESPERA: para nos preparar um pouco mais para receber.

Enquanto oramos somos preparados para receber o milagre que acontece na hora em que cremos verdadeiramente.
A Lei Espiritual da Oração afirma que toda oração tem uma resposta!

5ª Lei- HUMILHAÇÃO 

Lucas 14.11 “Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado”
A quinta Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre a Humilhação. Jesus sabia como é triste ser humilhado. Ele mesmo sofreu a pior humilhação de carregar a cruz. Mas suportou isso tudo porque sabia que teria uma consequência espiritual em sua ressurreição e glorificação.
Tome cuidado de nunca se exaltar porque se fizer isso será humilhado. Peça perdão se você se exaltou, humilhando-se diante de quem for preciso, principalmente de Deus. Mas se você estiver sendo humilhado por alguém, saiba que Deus te exaltará.
A Lei Espiritual da Humilhação decreta que quem é humilhado pelo homem será exaltado por Deus!

6ª Lei- RADICALIDADE

Lucas 16.13 “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas”
A sexta Lei Espiritual deixada por Jesus é sobre servir a Deus radicalmente. Deus é radical. Não existe meio termo, ou é tudo, ou é nada. Ou é quente ou é frio “porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca (Apocalipse 3.16). Se você estiver servindo a Deus ‘mais ou menos’, tome uma postura diante do Senhor, porque você pode estar engando a si mesmo. Saia de cima do muro.
Quando Jesus se entregou por nós não fez isso parcialmente. Ele se entregou totalmente até ao ponto de morrer. Por isso devemos “amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força (Deuteronômio 6.5). Deus não quer apenas uma parte de sua vida e sim você inteiramente.
A Lei Espiritual da Radicalidade ensina que devemos servir totalmente a Deus!


7ª Lei- PALAVRAS 


Lucas 17.6 “Respondeu-lhes o Senhor: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá”
A sétima Lei Espiritual deixada por Jesus declara que há poder em nossas palavras. Jesus condicionou a realização de muitos milagres às nossas palavras. Ensinou que “tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céu” (Mateus 18.18). É preciso falar aquilo que cremos “porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação(Romanos 10.10). Quando falamos o que acreditamos alcançamos legalidade espiritual “porque a boca fala do que está cheio o coração (Mateus 12.34).
Como servos de Deus, temos autoridade espiritual. Devemos exercer este poder para declarar palavras de bênção. Muitas pessoas estão sofrendo porque declararam o mal sobre suas vidas. O inimigo se alegra quando vê um crente falando besteira porque nós temos uma autoridade que ele não tem. Com isso ele ganha oportunidade para agir com respaldo da própria pessoa.
A Lei Espiritual das Palavras afirma que tudo que falamos exerce poder sobre nossas vidas!

CONCLUSÃO

Estamos no tempo da graça e sempre teremos a oportunidade de alcançar perdão “porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte (Romanos 8.2). Mesmo assim Jesus deixou bem claro que nossos atos trazem consequências espirituais.

As 7 Leis Espirituais ensinadas por Jesus são:
         -quem julgar será julgado;
         -quem doa receberá abundantemente;
         -conforme se planta serão os frutos;
         -quem ora recebe resposta;
         -os humilhados serão exaltados;
         -não há como servir a dois senhores;
         -as palavras têm poder.

Uma das expressões usadas como nome de Deus é Jeová Gmolá que significa ‘o Senhor das recompensas’. Este termo era usado no Antigo Testamento com o sentido de ‘Deus te abençoe’ ou ‘Deus te pague’ (Rute 2.2). Este conceito mostra que Deus tem uma recompensa para cada um dos seus servos.
Se estiver sendo injustiçado o Senhor das recompensas te defenderá!

Tecnologia do Blogger.