A lição das quatro árvores

-Tema: VIDA CRISTÃ


Juízes 9.8-15
-Introdução: A parábola de Jotão conta sobre quatro árvores que foram convidadas para reinar sobe a floresta.  Ensina sobre as escolhas que fazemos e oportunidades que perdemos. Às vezes deixamos de ‘reinar’ para viver para nós mesmos conformando com o pouco que temos.
Jesus ensinou que “pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7.16-20) para mostrar a importância de frutificar em nossas vidas. O ensino de Jesus também serve para alertar que podemos discernir o que não é bom de acordo com os frutos. Os frutos das quatro árvores citadas na parábola exemplificam tipos de comportamentos e seus resultados.

Que tipo de árvore você é semelhante?

Vamos comparar as quatro árvores da parábola de Jotão com alguns tipos de frutos da vida cristã:

1- Oliveira > UNÇÃO: v.8,9

A oliveira é o pé de azeitonas. Seu principal produto é o azeite de oliva, um óleo muito saudável e saboroso.
O azeite simboliza a unção do Espírito Santo. Na Bíblia ensina a ungir os enfermos para serem curados (Tiago 5.14). Também ungia-se reis e profetas (I Reis 19.15,16) além de lugares e objetos consagrados especificamente para o culto a Deus (Êxodo 30.22-29). O azeite também era usado para untar o corpo protegendo do calor.
Frutificar semelhante à oliveira significa ter uma vida cheia de unção do Espírito Santo. Um crente ungido tem poder e autoridade de Deus para cumprir a sua missão. Sem a unção a pessoa parece que fica presa, mas quando é ungido tudo flui e se torna escorregadio para o inimigo tentar pegar.
Há unção em sua vida?
Busque o poder do Espírito!

2 – Figueira > ALEGRIA: v.10,11

A figueira é o pé de figos. O doce de figos é apreciado como um dos mais deliciosos.
A figueira representa alegria porque sua doçura traz prazer a quem experimenta. O profeta Isaías mandou o rei Ezequias colocar uma pasta de figos sobre a úlcera em sua barriga (II Reis 20.7). Provavelmente este era um remédio usado para trazer alívio às dores. O profeta Habacuque expressa que se a figueira não floresce as pessoas ficavam tristes, mesmo assim buscava satisfação em Deus (Habacuque 3.17). O próprio Jesus mostrou insatisfação quando encontrou uma figueira sem frutos (Marcos 11.13,14).
Frutificar semelhante à figueira significa ter uma vida cheia da alegria que é fruto do Espírito Santo (Gálatas 5.22). Devemos “servi ao Senhor com alegria” (Salmos 100.2), embora muitas coisas tentem nos desanimar de servir a Deus, a “alegria da salvação” nos sustenta a cada dia (Salmos 51.12).
Você tem prazer em servir a Deus?
Sirva ao Senhor com alegria!

3- Videira > COMUNHÃO: v.12,13

A videira é o pé de uvas. O vinho é o suco das uvas, uma bebida tradicional por milênios.
A videira simboliza a comunhão que “agrada a Deus e aos homens” (v.13). Uma das características do vinho é sua durabilidade, tornando-se cada vez melhor com o passar do tempo. Além disso, é muito saudável e sacia a sede, podendo ser levada em viagens pelo deserto sem perder seu valor nutritivo.
Frutificar como a videira é viver uma vida de comunhão com Deus e com os irmãos. Passamos por desertos na vida, mas não desfalecemos porque temos intimidade com o Senhor que nos sustenta. Deus também nos envia irmãos que nos ajudam quando precisamos de socorro. Neste século onde prevalece o individualismo egoísta, Viver em comunhão é um desafio possível somente através da fé, com disposição para perdoar.
Como está sua vida de comunhão com Deus e com os irmãos?
Perca a razão, mas não perca sua comunhão!

4- Espinheiro > ORGULHO: v.14,15

O espinheiro é uma árvore que produz espinhos. Os galhos do espinheiro devem ser manuseados com cuidado para não se machucar. Por causa de sua secura, a principal utilidade dos espinhos é acender fogo. Queimá-los também é uma forma de se livrar dos espinhos.
O espinheiro da parábola, imediatamente ao ser chamado para reinar, começou a fazer um julgamento arrogante dizendo que dele sai fogo para queimar quem não aceita-lo como rei.
Produzir espinhos representa plantar coisas ruins, ferindo ou queimando quem está por perto.  Pessoas excessivamente críticas e exigentes são como o espinheiro que fere e sempre está arrumando uma fogueira. Um comportamento arrogante, que faz juízo de valor, são características de plantar espinhos.
Os espinhos surgiram quando o homem pecou e Deus ordenou que nascessem “cardos e abrolhos” (Gênesis 3.18). Jesus levou espinhos sobre a cabeça para mostrar seu plano redentor até para quem seja digno de julgamento por ter plantado coisas ruins e livrando do fogo de condenação pelo pecado.
Você plantou algo de ruim?
Clame a misericórdia de Jesus!

Você colhe o que planta!

CONCLUSÃO

“ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide, o produto da oliveira minta ... todavia eu me alegro no Deus da minha salvação” Habacuque 3.17,18
Esta parábola nos ensina muito sobre a importância de frutificar. Se plantarmos coisas boas colheremos do melhor. Mas se plantarmos coisas ruins colhemos o pior, “pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6.7). Além disso, quem não planta nada também não pode esperar colheita.
Talvez você olhe como Habacuque e veja que não há frutos na figueira, nem na videira ou na oliveira, contudo deve confiar na misericórdia de Deus sobre sua vida. Então comece a semear rapidamente para colher no futuro. Se tiver plantado algo de ruim, peça perdão a Deus que te livrara das consequências ou te ajudará a enfrenta-las.

Que tipo de frutos você tem dado?

OLIVEIRA: Busque a unção de Deus!
FIGUEIRA: Receba a alegria do Espírito!
VIDEIRA: Viva em Comunhão com Deus e o próximo!
ESPINHEIRO: Evite plantar coisas ruins


SLIDE: A lição das 4 árvores 


10 comentários:

  1. paz do senhor pasto sou da cidade santo antonio de jesus bahia esse mensagem falou muito comigo que bença a mensagem que fala sobre as quatros arvores fica na paz amem

    ResponderExcluir
  2. essa mensagem é importante para refletirmos e saber que tipo de árvore nós somos e que fruto poderemos dar edificantissíma

    ResponderExcluir
  3. Meditar em nossas condutas

    ResponderExcluir
  4. Essa palavra é para ser meditada, usada, e muito bem usada

    ResponderExcluir
  5. Explicação muuto bonita e fácil de enteder. Muito grata.

    ResponderExcluir
  6. obrigada pela explicação dessa parábola,tivemos uma leitura na EBD de domingo então vim pesquisar.A paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom !!!!!
    Extraordinária explicação , seja abençoado por esta mensagem 😀

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.