Lamentação ou murmuração?

-Tema:

Lamentações 3.21-26

-Introdução: A lamentação é muito comum na Bíblia. Pelo menos 40 salmos refletem este gênero literário. É curioso perceber tanta incidência deste gênero entre outros belos hinos de louvor. Isso ocorre por que o povo bíblico viveu em um tempo de muitas guerras e sofriam muitos ataques de seus inimigos. Tudo o que sentiam apresentavam a Deus em orações que originaram estes textos. Até hoje o povo de Israel tem o ‘muro das lamentações’ onde clamam pela restauração de seu povo.
A lamentação se direciona para Deus com fé de que pode salvar o aflito, já a murmuração se dirige ao homem que o fere, a si mesmo ou até mesmo a Deus, porém sem fé de que este possa salvá-lo. Jeremias escreveu este livro lamentando a situação de seu povo diante do Senhor.

Você está reclamando de quê?

Vamos refletir sobre a lamentação e encontrar alguns motivos para não reclamar:


1- Gratidão pelo passado: 

v. 21 “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança”.
A base da lamentação hebraica é que sua queixa se firma sobre a fé de que o Senhor pode salvar e não tem a ver com o pessimismo ou murmuração. Embora o sofrimento faça a pessoa abrir o coração derramando toda sua angústia diante de Deus, nunca deixa de acreditar que tudo pode ser transformado pela fé.
Um bom motivo para não reclamar diante das lutas é lembrar as vitórias que já recebemos de Deus e saber que ainda há esperança.
Ao invés de reclamar, lembre-se das bênçãos de Deus!

2- Misericórdia para o presente: 

v.22,23 “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade”.
O interessante na lamentação bíblica é sua teologia centrada em Deus que pode ver todas as coisas, mas que principalmente, segundo a concepção de muitos dos salmistas é o causador do sofrimento e o mesmo que pode retirá-lo. Esta fé na soberania Divina traz confiança de que pela misericórdia de Deus tudo pode ser superado.
Outro motivo para não reclamar é saber que Deus é bondoso e sempre nos dá novas oportunidades a cada dia renovando seu amor por nós. O tempo que gastamos reclamando pode ser usado para tentar mais uma vez. Na verdade não somos merecedores de nada e tudo que temos vem de Deus, mas os problemas muitas vezes são causados por nós mesmos.
Ao invés de reclamar veja as oportunidades que Deus te dá agora!

3- Esperança para o futuro: 

v.24-26 “A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto, esperarei nele. Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é aguardar a salvação do SENHOR, e isso, em silêncio”.
O gênero literário da lamentação apresenta muitas vezes uma forte característica litúrgica focalizando sua queixa para o Deus que pode resolver todas as coisas. Outra característica é a jurídica. Parece que o autor está apeando diante de um tribunal. O que representa sua concepção de Deus como Juiz.
Baseado nesta confiança de que Deus pode mudar tudo, esta oração traz as palavras ‘esperarei’, ‘esperam’ e ‘aguardar’ mostrando que é só confiar que Deus pode transformar a situação dando sua Palavra de ordem. Às vezes Deus está tentando nos falar algo e não ouvimos porque estamos ocupados reclamando.
Ao invés de reclamar fique em silêncio para ouvir a resposta de Deus!

Pare de reclamar!

-CONCLUSÃO: Lamentações 3.29 “ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança”.
Ao invés de ‘colocar a boca no mundo’ reclamando, devemos colocar a boca no pó nos humilhando diante da presença de Deus em oração. Assim é possível abrir o coração e lamentar o sofrimento, sendo confortados pelo Espírito Santo. Deus tem prazer em nos ouvir quando sofremos e lamentamos com Ele em atitude de confiança. Porém o Senhor sabe quando reclamamos movidos pela raiva e falta de fé.
Os textos de lamentação comumente repetem uma sequência. Começando com um clamor do socorro Divino por justiça. Depois se dirige aos seus adversários advertindo-os severamente do juízo Divino (alguns incluem também uma maldição contra seus inimigos). E enfim termina com uma declaração de fé em Deus como Salvador.
As lamentações individuais são pedidos e queixas de problemas pessoais do autor clamando por socorro e salvação. A estrutura da lamentação individual é: invocação, apelo, afirmação de fé, queixa e voto. Alguns destes textos iniciam com ações de graças e depois com um desabafo diante de Deus.

Deus quer ouvir o seu lamento, mas também escuta quando murmura!

______________________________

Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.