Águas Apocalípticas

-Tema: APOCALIPSE  


Apocalipse 1.15 “os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas”.
-Introdução: O Apocalipse revela o que está acontecendo no mundo. No primeiro capítulo o próprio Cristo se revela com uma voz forte e poderosa “como voz de muitas águas” (Apocalipse 1.15), mostrando o seu poder sobre as águas desde antes da Criação do mundo (Gênesis 1.2).
Talvez você tenha se perguntado o motivo de tantas enchentes e o porquê de tantos desastres naturais devido às chuvas. Nos últimos temos percebemos uma verdadeira ‘enxurrada’ de situações em que as águas têm tomado o cenário de cidades de forma desastrosa. Isso nos leva a pensar no motivo de tantas águas em forma de enchentes e tsunamis, enquanto a seca aflige muitos lugares.
Um mesmo símbolo na Bíblia pode assumir significados diferenciados dependendo da situação e o mesmo acontece no Apocalipse, onde veremos que as águas terão significados diversos em várias passagens, sendo preciso ler de forma cuidadosa para entender.

Qual o significado das águas no Apocalipse?

Vamos refletir o sentido das águas no livro de Apocalipse:

1- AVISO – A 3ª trombeta: águas amargas

Apocalipse 8.10,11 “O terceiro anjo tocou a trombeta, e caiu do céu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas uma grande estrela, ardendo como tocha. O nome da estrela é Absinto; e a terça parte das águas se tornou em absinto, e muitos dos homens morreram por causa dessas águas, porque se tornaram amargosas”.
As trombetas tinham o objetivo de dar avisos e no Apocalipse representam o anúncio da volta de Jesus. A 3ª trombeta revela a contaminação da terça parte da água “porque se tornaram amargosas” (Apocalipse 8.10,11). Absinto significa amargor e esta estrela é um símbolo de que do céu vem este aviso. Infelizmente é o que está acontecendo, pois as águas têm trazido amargura para os desabrigados. Se notarmos bem, mais do que a terça parte das águas do mundo já estão contaminadas.
As águas no Apocalipse podem significar AVISOS de Deus!

2- TRIBULAÇÃO  – Águas de provações

Apocalipse 11.6 “Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem”.
As duas testemunhas que virão para preparar a volta de Jesus terão autoridade para orar e fazer com que pare de chover, como Elias que profetizou uma grande seca e depois orou para que chovesse (Tiago 5.17,18). Estas duas testemunhas terão como propósito revelar o poder de Deus diante da tribulação e do juízo Divino.
Apocalipse 12.5 “Então, a serpente arrojou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, a fim de fazer com que ela fosse arrebatada pelo rio”.
Em Apocalipse 12 aparece uma mulher que representa a Igreja (Apocalipse 21.2) e uma serpente que é o mal personificado em satanás (Apocalipse 12.9). Em meio uma grande perseguição, a mulher foge da serpente que lança um rio de águas para tentar alcançar a igreja.
As águas aqui representam provações e lutas que enfrentamos em nossas vidas (Isaías 43.2) e que serão maiores ainda quando Jesus estiver perto de voltar e acontecer o Princípio das Dores e a Grande Tribulação (Marcos 13.2-13). Realmente as águas têm sigo motivo de muita tribulação para muitos lugares atingidos por enchentes, desabamentos e tsunamis.
As águas no Apocalipse podem significar TRIBULAÇÃO!

3- JUÍZO – 3ª, 6ª e 7ª taças: águas em sangue,  secamento do rio Eufrates e chuva de pedras

Apocalipse 16.4 “Derramou o terceiro a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue. Então, ouvi o anjo das águas dizendo: Tu és justo, tu que és e que eras, o Santo, pois julgaste estas coisas”.
As taças no Apocalipse representam o juízo de Deus sobre o mundo em pecado. A terceira taça se derrama ao fazer com que “as fontes das águas se tornaram em sangue” (Apocalipse 16.4). Enquanto a terceira trombeta afeta a terça parte das águas tornando-as amargas, a terceira taça atinge a totalidade das águas que se transformam em sangue. Infelizmente as águas têm matado muitas pessoas em desastres como desabamentos e enchentes. Além disso, a contaminação das águas também provocam doenças mortais. O sangue também pode ser símbolo de guerras e violência no mundo, devido à falta de água potável para abastecer muitos lugares, que já cobram preços altos para fornecer água.
Apocalipse 16.12 “Derramou o sexto a sua taça sobre o grande rio Eufrates, cujas águas secaram, para que se preparasse o caminho dos reis que vêm do lado do nascimento do sol”.
A seta taça revela o secamento do rio Eufrates preparando o caminho para a batalha do Armagedom, como um combate final antes do julgamento de Deus sobre a humanidade. Isso já pode ser constatado pela diminuição do curso de água do rio Eufrates, como de todos os rios do mundo. Mas em especial este local é apontado como caminho para o cenário de uma grande guerra. Pode-se notar como os conflitos são comuns nesta região do oriente anunciando que realmente algo acontecerá neste local.
Apocalipse 16.20,21 “Todas as ilhas fugiram, e os montes não foram achados; também desabou do céu sobre os homens grande saraivada, com pedras que pesavam cerca de um talento; e, por causa do flagelo da chuva de pedras, os homens blasfemaram de Deus, porquanto o seu flagelo era sobremodo grande”.
Com o derramar da última taça da ira de Deus, a parte final deste castigo revela tamanha destruição que até mesmo as ilhas e montes desaparecem debaixo da água, talvez representando um tsunami ou que as águas dos mares subirão com o descongelamento das geleiras. Além disso, também é revelado uma grande chuva de pedras destruindo tudo e fazendo que as pessoas blasfemassem contra Deus.
As águas aqui representam o Juízo de Deus sobre a humanidade através das taças do Apocalipse. Um dilúvio já aconteceu no mundo e Deus prometeu que “não será mais destruída toda carne por águas de dilúvio, nem mais haverá dilúvio para destruir a terra” (Gênesis 9.11). Então podemos constatar que os desastres naturais envolvendo as águas não são obra diretamente de Deus, mas sim consequências dos próprios atos humanos e que o Senhor permite acontecer como juízo sobre os erros da humanidade ao destruir a natureza.
As águas no Apocalipse podem significar o JUÍZO de Deus!

4- POVOS – as nações do mundo

Os povos do mundo são representados pelas águas no Apocalipse, mas em dois tipos de pessoas: os salvos e os perdidos.
Apocalipse 14.2 “Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa”.
O povo de Deus resgatado no céu é representado com uma voz como de muitas águas, como o som de uma cachoeira muito forte. Lembrando que este também é o som da voz de Jesus no céu (Apocalipse 1.15).
Apocalipse 19.6 “Então, ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso”.
Novamente a multidão dos salvos aparece cantando com um som de muitas águas adorando ao Senhor enquanto são conduzidos à morada celestial.
Apocalipse 17.1 “Veio um dos sete anjos que têm as sete taças e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o julgamento da grande meretriz que se acha sentada sobre muitas águas”.
A meretriz que é a falsa igreja ou o sistema religioso carnal se apresenta assentada sobre as águas, ou seja, sobre os povos que acreditam em suas heresias.
Apocalipse 17.15 “Falou-me ainda: As águas que viste, onde a meretriz está assentada, são povos, multidões, nações e línguas”.
Neste texto aparece claramente a definição de que os povos são simbolizados pelas águas no Apocalipse.
As águas aqui representam os povos, talvez porque o mundo é formado por maior parte de água do que terra e todos os continentes são banhados pelos oceanos, formado pelas mesmas águas.
As águas no Apocalipse podem significar os POVOS!

5- VIDA – o rio da água da vida

Por último um símbolo lindo é apresentado: a água da vida.
Apocalipse 7.17 “pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima”.
Jesus promete que levará os salvos para beber da água da vida. O próprio Cristo se revelou como água viva para saciar todo aquele que o receber (João 4.10-14).
Apocalipse 21.6 “Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida”.
Quando cremos em Jesus recebemos sua promessa de fazer fluir em nós esta água viva (João 7.38).
Apocalipse 22.1 “Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro”.
A última página da Bíblia narra o novo céu e a nova terra com o “rio da água da vida” e a “árvore da vida... que é para a cura dos povos”, anunciando a esperança de um novo tempo com Deus (Apocalipse 22.1,2).
Apocalipse 22.17 “O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida”.
Este é o clamor da Igreja através do Espírito Santo: a volta de Jesus para que possamos finalmente beber desta fonte da vida eterna e vier para sempre com Deus.
As águas aqui representam a vida, mostrando que o Apocalipse não é um livro de desgraças, mas revela o propósito de Deus que é salvar a humanidade. Infelizmente devido à desobediência de tantas pessoas que recusam esta água viva é que tanto mal tem acontecido no mundo.
As águas no Apocalipse podem significar VIDA!

O Deus Criador está sobre as águas!

CONCLUSÃO

As águas no Apocalipse podem ter o significado de AVISOS de Deus através das trombetas, TRIBULAÇÃO com as dificuldades enfrentadas, JUÍZO por meio das taças, os POVOS tanto salvos como perdidos e também a água da VIDA. Com isso entendemos que as águas apocalípticas ou eventos com tantas águas nos últimos tempos são avisos de Deus para nós, tribulações que tantas famílias e cidades enfrentam e o juízo de Deus permitindo desastres por causa da destruição que a humanidade provocou na natureza. Mas os povos também simbolizam as águas e por fim Deus nos promete a água da vida.
O ponto de equilíbrio para entender esta mensagem sobre as águas no Apocalipse é perceber que mesmo sabendo que Deus está acima de tudo e tem o controle do mundo, bem como das águas, o ser humano é responsável direto por tudo o que está acontecendo, devido à poluição, desmatamento e principalmente à desordenada ocupação das cidades, em lugares onde pode haver alagamento ou desabamentos.
Somos responsáveis pelas águas que Deus nos deu!
______________________________
Citações Bíblicas: ARA –Almeida Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.


E-book: Manual Simbólico do Apocalipse


Quem disse que o Apocalipse é um livro que anuncia coisas ruins? Com certeza quem divulga que o Apocalipse é um livro de más notícias são pessoas que não conhecem a Boa Nova do Evangelho.
O Apocalipse faz parte desta Boa Notícia para aqueles que serão salvos, mas para quem não será salvo realmente é uma má notícia. O evangelho é uma boa notícia de que todos podem ser salvos e felizes em Cristo Jesus.

Adquira o eBook


#pregação #EstudoBíblico #Apocalipse

Siga-nos nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.