Tipos de Doutrinas

-Tema: SEITAS e HERESIAS 


“para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro” Efésios 4.14
-Introdução: A palavra Doutrina significa ensino (לֶ֫קַח = leqach no hebrico* e διδάσκω = didaskó no grego**). Tudo o que aprendemos e ensinamos sobre a Palavra de Deus pode ser chamado de doutrina. Mas além disso, o conjunto de crenças é o que define de fato uma doutrina. Por isso é importante entender os tipos de doutrinas que existem e são pregados. Num tempo de grande diversidade religiosa, até mesmo dentro de uma mesma religião existem diferentes tipos de ensinamentos. Precisamos buscar discernimento espiritual (I Coríntios 2.14) para não ser enganados (Mateus 24.24).

Quais são os tipos de doutrinas?

Existem três tipos de doutrinas:

1- Doutrina de Deus - BÍBLICA

Tito 2.10 “não furtem; pelo contrário, deem prova de toda a fidelidade, a fim de ornarem, em todas as coisas, a doutrina de Deus, nosso Salvador”
A Bíblia é a doutrina e ensinamento de Deus, também chamada de “sã doutrina” (Tito 2.1) e “doutrina do Senhor” (Atos 13.12) e “doutrina de Cristo” (II João 2.1), que não deve ser ultrapassada (II João 2.10), mas precisamos ser fiéis ao conteúdo das Escrituras sem acrescentar nem tirar coisa alguma (Apocalipse 22.18.19).
A Doutrina de Deus deve ser aceita e obedecida. A Palavra de Deus foi inspirada pelo Espírito Santo a pessoas que escreveram suas palavras direcionados pelo Senhor (II Pedro 1.20,21) e podemos confiar que cada palavra tem um propósito e se cumprirá plenamente (Marcos 13.31), pois “toda Escritura é inspirada por Deus” (II Timóteo 3.16). Quando cremos na Palavra de Deus, o Senhor fala profundamente em nosso coração e mente (Hebreus 4.12).
Todos ficavam maravilhados com a doutrina de Jesus porque era cheio de autoridade (Marcos 1.22). A pregação deve ser de acordo com a Bíblia que é a fonte de autoridade espiritual (II Timóteo 4.2), por isso a Igreja precisa perseverar nesta doutrina (Atos 2.42), sem desviar por modismos. O evangelho é a boa nova que precisamos anunciar (Hebreus 4.2-6), sem preocupar com novidades, mas demonstrar isso em nossa vida espiritual (Romanos 6.4).
A Bíblia é a fonte da Doutrina de Deus!

2- Doutrina de Homens - EXTRA BÍBLICA

Mateus 15.9 “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens
A doutrina dos homens é formada por conteúdos que não estão na Bíblia. Contudo, não existe problema se não contradisser a Palavra de Deus e não ferir a doutrina Bíblica. Porém precisamos aprender a separar a palha do trigo (Jeremias 23.28). Por isso é importante conhecer as Escrituras para entender (Marcos 13.14).
A doutrina dos homens precisa ser reconhecida e tratada para não ser confundida. Um simples detalhe do entendimento a respeito de uma doutrina bíblica pode se tornar uma doutrina de homens. 
Uma diferença entre a doutrina de Deus e a doutrina do homem é que esta é passageira (Colossenses 2.22), enquanto a Palavra de Deus dura para sempre (Salmos 119.160). Jesus disse que deveríamos julgar se a doutrina ensinada é de Deus ou humana (João 7.12) e tomar cuidado com ensinos de fariseus religiosos (Mateus 16.12).
Um sério problema das doutrinas de homens é tomar o lugar da Palavra de Deus (Hebreus 6.1) e se tornam “doutrinas estranhas” (Hebreus 13.9), estando acima ou sendo mais valorizados do que os ensinos Bíblicos (I Timóteo 6.1-4).
O encerramento da Bíblia nos adverte de que não devemos retirar nem acrescentar nada à Palavra de Deus (Apocalipse 22.18,19). Tudo deve estar de acordo com as Escrituras (Isaías 8.20). Não somos obrigados a seguir nenhuma doutrina de homens, mas sim ter o compromisso somente com a Palavra de Deus.
O ensino de homens é Doutrina Extra Bíblica!

3- Doutrina de Demônios - ANTIBÍBLICA

I Timóteo 4.1 “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios
Todo ensino que não contradiz o que a Palavra de Deus ensina é anticristã e demoníaca (Tiago 3.15). O diabo é “mentiroso e pai da mentira” (João 8.44), por isso, no fim dos tempos o inimigo está tentando enganar até mesmo os escolhidos de Deus (Mateus 24.24).
A doutrina de demônios deve ser rejeitada. Para isso contamos com a orientação do Espírito Santo de Deus que nos revela o que não é de Deus, evitando o engano e confusão "porque Deus não é de confusão, e sim de paz" (I Coríntios 14.33).
Com a tecnologia, o acúmulo de informações faz as pessoas absorverem conteúdo sem discernir sua origem e propósito. Além disso, as imagens macabras e cenas de morte se tornam tão constantes, fazendo com que muitos se acostumem com o mal.
Quem não conhece a verdade libertadora da Palavra de Deus (João 8.32), se deixa levar por doutrinas de demônios porque não suportam a verdade (II Timóteo 4.3). A doutrina que não é de Deus não produz bom fruto e sempre deixa problemas que mostra não ser boa (Romanos 16.17).
Toda mentira e ensino antibíblico é doutrina de demônios!

Não seja enganado!

CONCLUSÃO

Jesus deixou o mandato para seus seguidores fazerem discípulos em todo o mundo “ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado” (Mateus 28.20). A verdade precisa ser proclamada para que o máximo de pessoas possa conhecer a Cristo verdadeiramente e ser livre de todo mal (João 8.36). O espírito de religiosidade faz com que milhares de vidas sejam enganadas por doutrinas de homens e até de demônios, por isso é urgente anunciar o Evangelho de forma pura. Somente o ensino da Palavra de Deus pode gerar a fé verdadeira (Romanos 10.17).
Siga a verdade sempre!

Saiba mais sobre SEITAS e HERESIAS 


______________________________
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.
* STRONG, James. Dicionário Hebraico do Antigo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Página 1725, verbete 3948.
** STRONG, James. Dicionário Grego do Novo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Página 2147, verbete 1319.

#pregação #EstudoBíblico

Siga-nos nas redes sociais:








Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.