A doutrina da Salvação: Calvinismo X Arminianismo

-Tema: ESTUDO BÍBLICO 

João 3.16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Introdução: Duas teologias protestantes: Calvinismo e o Arminianismo representam as duas principais linhas de pensamento teológico do protestantismo. A discussão em torno do assunto perdura por séculos, mas tem sido atenuada nos últimos tempos, visto que os dois grupos estão menos radicais do que antes e existem novas vertentes mais equilibradas de ambos os lados. Por outro lado, muitos evangélicos nem sabem qual linha doutrinária estão seguindo, por isso é importante esclarecer.

Os grandes representantes destas duas teologias são:

 João Calvino (1509-1564): teólogo francês, fundador da Igreja Calvinista, defensor da predestinação.

 Jacob Armínio (1560-1609): teólogo holandês, que refutou o calvinismo, inspirado no pensamento de Agostinho, enfatizando o livre arbítrio.


Observação: embora vamos tentar explanar as duas vertentes sem julgar, torna-se necessário esclarecer que nossa visão é arminiana, com muito respeito aos que pensam diferente.


Como entender a salvação?

Vamos compreender um pouco sobre a doutrina da salvação pelas perspectivas calvinista e arminiana:


1- Quem são os que creem para a salvação?

I Pedro 1.12 “eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas.”

A questão doutrinária em discussão é o tema da salvação da humanidade. Se Jesus morreu “para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16), então quem são os que creem?

Existem duas possibilidades:

·       Eleição pela Predestinação? Os que creem são escolhidos por Deus. Para os calvinistas, a eleição dos salvos é predestinada por Deus, sem a participação da pessoa, que somente crê segundo a permissão Divina.

·       Escolha pelo Livre arbítrio? Os que creem aceitam voluntariamente. Para os arminianos, Deus sabe quem será salvo, mas a salvação está disponível a todas as pessoas, que são livres para aceitar ou não.

Se você crê que os salvos são predestinados por Deus, então está seguindo uma linha calvinista, mas se você crê que todos são livres para aceitar ou não a salvação, logo está seguindo a linha arminiana.

Jesus morreu para todos!


2- Semelhanças e diferenças

Romanos 8.29,30 “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.”

Os textos bíblicos da carta aos Romanos é uma das principais bases para discutir este assunto. A palavra original para predestinação no texto bíblico é proodizo (προορίζω), que significa preordenar ou predeterminar.O mesmo termo é usado em Atos 2.23 e 4.28 para falar sobre os desígnios de Deus através da vida de Jesus e em I Coríntios 1.6-8 para explicar sua eterna sabedoria, podendo também ser traduzido por presciência. 2  Mas interpretação se diz respeito à salvação da humanidade, havendo consenso de que Deus tem um propósito eterno de salvação para a humanidade, contudo, a discussão é se abrange todas as pessoas ou somente os eleitos.

·       Principal semelhança entre Calvinismo e Arminianismo

A Soberania de Deus: Ambos os grupos acreditam na soberania de Deus sobre todas as coisas para a salvação da humanidade. A questão não está em Deus e sim na humanidade, sobre quem serão os salvos. Calvinistas dizem que Deus é Soberano para salvar ou não quem escolher e arminianos pregam que a soberania Divina abrange seu amor dando liberdade de escolha.

·       Principais diferenças entre Calvinismo e Arminianismo

Predestinação: para o calvinismo, quando a pessoa crê, na verdade está seguindo o propósito da eleição de Deus para sua vida trazendo salvação e somente os escolhidos ou predestinados serão salvos.

Livre arbítrio: para o arminianismo Deus predestinou todas as pessoas para a salvação, em seu propósito para o mundo todo, mas sabe quem aceitará e dá liberdade ao ser humano de aceitar ser salvo em Cristo.

Tanto calvinistas como arminianos acreditam que Deus é soberano e que a humanidade é pecadora, mas a diferença é quanto à doutrina da salvação, pois o calvinismo ensina a predestinação dos eleitos e o arminianismo que é preciso crer e aceitar para ser salvo (livre arbítrio).

Se você acredita que a pessoa precisa aceitar Jesus conscientemente para ser salvo, então está seguindo a linha arminiana, mas se acredita que aqueles que aceitam, na verdade são conduzidos pela predestinação, pois são escolhidos de Deus, está de acordo com a linha calvinista.

Deus tem um plano de salvação!


3- Os cinco pontos do Calvinismo e do Arminianismo

Efésios 1.5 e 11

“nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”

“nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade”

O apóstolo Paulo fala aos Efésios no início da carta que Deus tem um propósito salvador para eles, mas Paulo estaria se referindo somente aos efésios, somente aos cristãos ou a todas as pessoas que viriam a crer? Na mesma carta o tema da salvação se torna a fonte de compreensão do protestantismo: “porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Efésios 2.8), então o ponto de divergência entre calvinismo e arminianismo é a explicação sobre a atuação da graça que salva.

Talvez inspirado por Martinho Lutero, que baseou sua reforma em cinco pontos, conhecidos como “Cinco Solas”, o teólogo João Calvino estipulou cinco teses essenciais de sua doutrina, que por sua vez foram refutados um a um por Armínio. Embora Armínio não tenha literalmente escrito exatamente assim, posteriormente à sua morte, os seus seguidores condensaram seu pensamento em cinco pontos contraponto a doutrina calvinista.

·      Cinco Pontos do Calvinismo

Sistema teológico defendido por João Calvino:

1) Depravação total: Todos nascem totalmente depravados, incapazes de escolher o bem em questões espirituais;

2) Eleição incondicional: Deus já predestinou os eleitos que serão salvos para a eternidade.

3) Expiação limitada: Jesus Cristo morreu na cruz para pagar o preço do resgate somente dos eleitos;

4) Graça Irresistível: A Graça de Deus é irresistível para os eleitos, isto é, o Espírito Santo acaba convencendo e infundindo a fé salvadora neles;

5) Perseverança dos Santos: Todos os eleitos vão perseverar na fé até o fim e chegar ao céu. Nenhum perderá a salvação.

 

·      Cinco Pontos do Arminianismo

Sistema teológico formulado por Jacob Armínio:

1) Livre-arbítrio: Todos embora sejam pecadores, são livres para aceitar ou recusar a salvação de Deus;

2) Eleição condicional: A eleição acontece mediante a fé em Cristo e a predestinação significa a presciência de Deus.

3) Expiação ilimitada: Cristo morreu por todos sem distinção e não somente pelos eleitos;

4) Graça resistível: Os homens podem resistir à Graça de Deus e não serem salvos;

5) Decair da Graça: Os salvos podem perder a salvação caso não perseverem na fé até o fim.

 

Comparação dos cinco pontos:

CALVINISMO

ARMINIANISMO

Depravação total

Livre arbítrio

Eleição incondicional

Eleição condicional

Expiação limitada

Expiação ilimitada

Graça Irresistível

Graça resistível

Perseverança dos Santos

Decair da Graça


Os cinco pontos calvinistas se resumem na compreensão de que a salvação depende tão somente de Deus e não do ser humano de forma alguma. A pessoa será conduzida à salvação pela graça se estiver predestinada por Deus para isso e por isso irá perseverar até o fim.

Os cinco pontos do arminianismo se resumem no pensamento de que a graça Divina está disponível a todos, que são chamados pelo Espírito Santo ao arrependimento, então de forma voluntária podem aceitar ou não a salvação, mas se não permanecerem fiéis até o fim perdem sua salvação.

O propósito de Deus é a Salvação!


Somos salvos pela Graça!

CONCLUSÃO

Romanos 10.9,10 “Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.”

Qual é a sua posição? Embora ninguém seja obrigado a aceitar uma posição ou outra, de qualquer forma estará em contato constante com os dois grupos, mesmo que não perceba. Por um lado, a vantagem de entender a questão é saber sobre qual linha doutrinária cada grupo segue, mas o mais importante é conhecer a doutrina da salvação e crer na vida eterna. Existem mistérios de Deus que nem mesmo a teologia pode explicar, mas pela fé podemos crer com base na Palavra de Deus, sob a inspiração do Espírito Santo.

Busque a Salvação em Cristo!

______________________________

Citações Bíblicas: NAA – Nova Almeida Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.

1 STRONG, James. Dicionário Grego do Novo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Página 4314, verbete 4309.

2 HARRIS, R. Laird, organizador. Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1998. Página 1796.

#pregação #EstudoBíblico

Siga-nos nas redes sociais:








Oferte abençoando este ministério:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência 4386 - Operação 001 - Conta 22027-1

BANCO DO BRASIL
Agência 5890-4 - Conta Corrente 1415-x

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.