Apocalipse 8,9 - As Sete Trombetas - Pregações e Estudos Bíblicos

Apocalipse 8,9 - As Sete Trombetas

Tema: APOCALIPSE

estudo apocalipse 8 e 9

Apocalipse 8 e 9

Introdução: O desenvolvimento da revelação do Apocalipse é muito claro, começando com as sete igrejas, depois com os sete selos que se abrem para revelar o livro e quando chega no sétimo selo, surgem sete anjos com trombetas prontos para tocar, com anúncios sobre os tempos finais.

 

Diferença entre os Selos e as Trombetas:

  SELOS: Para a Igreja > Revelação

  TROMBETAS: Para o mundo > Despertamento

A principal diferença entre os selos e as trombetas é que os selos se destinam especialmente à Igreja de Cristo para revelação dos eventos finais, preparando-a para a volta de Jesus. Já as trombetas se destinam ao mundo, como forma de despertamento espiritual, para que todos sejam avisados há tempo e tenham chance de conhecer a verdade.



O que era uma trombeta?

Comumente as trombetas eram feitas de chifres de carneiro, conhecidas também como corneta ou shofar. Posteriormente também surgiram trombetas de metais como conhecemos atualmente.

Para que se usavam Trombetas?

- Avisar sobre Perigo: Ezequiel 33.3-6

- Anunciar um novo rei: I Reis 1.34

- Divulgar um Decreto: Isaías 58.1

- Convocar o Exército: Jeremias 4.5 e 19

- Chamado para adoração: Levítico 23.24

Através das sete trombetas, Deus está avisando ao mundo dos perigos ao seu redor, anunciando que o Rei dos reis voltará, declarando o cumprimento de seus decretos (profecias e promessas), convocando o exército de Deus para uma grande batalha e chamando seu povo para adoração eternamente em sua presença.

Vamos ouvir trombetas? NÃO! Cuidado com o sensacionalismo, que tenta mostrar toques de trombetas, pois podem ser falsos anúncios (Marcos 13.21-23). Mas o cumprimento dos fatos as revelará, de forma clara, que todos possam perceber. Se as trombetas tocarão no céu, diante de Deus por seus anjos, aqui na terra o que veremos serão as consequências de sua mensagem.

 

Esboço de Apocalipse 8,9

     Apocalipse 8,9 - As Sete Trombetas

     7º Selo - 7 anjos com trombetas: Apocalipse 8.1-6

˾    1ª Trombeta - 1/3 Desmatamento e queimadas: v.7

˾    2ª Trombeta - Vulcões e Tsunamis: v.8,9

˾    3ª Trombeta - 1/3 Poluição água doce: v.10,11

˾    4ª Trombeta - 1/3 Poluição do ar: v.12

    3 Ais - As 3 últimas trombetas: Apocalipse 8.13

˾    5ª Trombeta - Demônios saem do abismo (1º Ai): Apocalipse 9.1-12

˾    6ª Trombeta – Guerras no rio Eufrates (2º Ai): Apocalipse 9.13-21

˾ Intervalo: entre a 6ª e a 7ª trombetas

˾ O livrinho: Apocalipse 10.1-11

˾  As duas testemunhas: Apocalipse 11.1-14

˾    7ª Trombeta – Volta de Jesus (3º Ai): Apocalipse 11.15-19

 

Quais serão as 7 Trombetas?

Vamos refletir sobre os capítulos 8 e 9 de Apocalipse e entender as Sete Trombetas:

 

7° Selo > 7 anjos com Trombetas: Apocalipse 8.1-6

“Quando o Cordeiro quebrou o sétimo selo, houve silêncio no céu durante quase meia hora. Então vi os sete anjos que estão em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas. Veio outro anjo e ficou em pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e lhe foi dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono. E da mão do anjo subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. Então o anjo pegou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o atirou à terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto. Então os sete anjos que tinham as sete trombetas se prepararam para tocar.” Apocalipse 8.1-6

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas:

    7° Selo > 7 anjos com Trombetas: Apocalipse 8.1-6

˾    Silêncio no céu

˾     Sete anjos com trombetas

˾    Um outro anjo

˾    Incenso com as orações

˾    Incensário lançado na terra

˾    Respostas às orações

 

O capítulo 8 de Apocalipse inicia com a conclusão dos sete selos e apresentação das sete trombetas (v.1-6), iniciando com o toque das primeiras quatro trombetas (v.7-12). Quando se abre o sétimo selo surgem sete anjos com trombetas prontos para tocar. Antes acontece um momento de silêncio no céu, um suspense, preparando para grandioso que irá acontecer.

Um outro anjo, além dos sete, toma o incensário, lembrando que era usado no tabernáculo para o momento da oração (Êxodo 30.1-10). Este incensário é lançado na terra, como se todas as respostas às orações fossem atendidas, bem como as promessas e profecias. Este momento aponta para um tempo de milagres de Deus sobre o seu povo, antes dos acontecimentos finais, através de um grande avivamento (Marcos 13.10,11).

 

1ª Trombeta - 1/3 Desmatamento e queimadas: v.7

“O primeiro anjo tocou a trombeta, e houve granizo e fogo misturados com sangue, e foram atirados à terra. Então foi queimada a terça parte da terra,
 foi queimada a terça parte das árvores, e também toda a erva verde foi queimada.” Apocalipse 8.7

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas

    1ª Trombeta - 1/3 Desmatamento e queimadas: v.7

˾    granizo e fogo

˾    misturados com sangue

˾    queimada a terça parte da terra

˾    terça parte das árvores

˾    toda a erva verde foi queimada

 

A primeira trombeta revela o desmatamento e queimadas da terça parte das árvores do planeta. João vê granizo e fogo misturados com sangue, como um sinal de grande destruição.

Sabemos que mais do que a terça parte das matas originais do mundo já não existem, o que aponta o cumprimento desta palavra. Contudo, a profecia pode se referir às florestas existentes no momento do acontecimento, o que torna mais agravante ainda o sentido da mensagem da primeira trombeta.

A cada dia vemos a rapidez com que as matas são destruídas pelo ser humano, bem como os efeitos da poluição, aquecimento global e causando o desaparecimento de tantas espécies.

 

 2ª Trombeta - Vulcões e Tsunamis: v.8,9

“O segundo anjo tocou a trombeta, e uma espécie de grande montanha em chamas foi atirada ao mar. Uma terça parte do mar se transformou em sangue,
 e morreu a terça parte das criaturas do mar, e foi destruída a terça parte das embarcações.” Apocalipse 8.8,9

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas

    2ª Trombeta - Vulcões e Tsunamis: v.8,9

˾    uma montanha em chamas atirada ao mar

˾    a terça parte

˾    do mar se transforma em sangue

˾    das criaturas do mar morrem

˾    das embarcações destruídas

 

A segunda trombeta revela um grande desastre no mar, com uma enorme montanha em chamas lançada no oceano e causando grande destruição de embarcações e animais marinhos.

Esta grande montanha em chamas demonstra ser uma descrição de vulcões, que ao explodir causam terremotos e ao se lançar no mar causam tsunamis, com consequências desastrosas.

Nesta segunda trombeta a terça parte dos oceanos é atingida e quando diz que o mar se torna em sangue, significa que os seres marinhos serão atingidos e morrerão.

Grande parte dos peixes do mar estão sendo afetados a cada dia mais pela poluição e muitas espécies estão desaparecendo. Além disso a pesca predatória tem literalmente transformado o mar em sangue.

 

3ª Trombeta - 1/3 Poluição água doce: v.10,11

“O terceiro anjo tocou a trombeta, e uma grande estrela, queimando como uma tocha, caiu do céu sobre a terça parte dos rios e sobre as fontes das águas. 
O nome da estrela é Absinto. E a terça parte das águas se transformou em absinto, e muitas pessoas morreram por causa dessas águas, porque se tornaram amargas.” Apocalipse 8.10,11

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas

    3ª Trombeta - 1/3 Poluição água doce: v.10,11

˾    uma grande estrela em chamas cai do céu

˾    sobre a terça parte dos rios

˾    e sobre as fontes das águas. 

˾    o nome da estrela é Absinto (amargor)

˾    a terça parte das águas se transformou em absinto

˾    muitas pessoas morreram

˾    por causa dessas águas, por serem amargas

 

A segunda trombeta anunciou a poluição da terça parte da água potável do planeta. João viu uma grande estrela queimando que cai sobre os rios e fontes de águas. Esta estrela recebe o nome de Absinto, que significa amargor. Os efeitos são doenças e morte de muitas pessoas.

Esta profecia também se refere a algo notável nos últimos tempos devido à poluição da água doce, que diminui rapidamente a cada dia. Muitas doenças e mortes são causadas pela falta de saneamento básico, bem como a poluição da água, um item indispensável à sobrevivência humana e de todo ser vivo.

A estrela chamada Absinto, que cai do céu, pode se referir tanto a um meteoro ou astro, bem como armas bélicas, como mísseis que para João poderiam ser descritos como uma estrela caindo. As armas biológicas e químicas são temidas pelas autoridades, devido ao seu poder destruidor e consequências desconhecidas.

 

4ª Trombeta - 1/3 Poluição do ar: v.12

“O quarto anjo tocou a trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, da lua e das estrelas, para que a terça parte deles escurecesse e uma terça parte do dia, e também da noite, ficasse sem luz.” Apocalipse 8.12

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas

    4ª Trombeta - 1/3 Poluição do ar: v.12

˾    foi ferida a terça parte

˾    do sol

˾    da lua

˾    das estrelas

˾     efeitos da poluição

 

A quarta trombeta atinge a terça parte do ar com a poluição, prejudicando a visibilidade do sol, da lua e das estrelas. O escurecimento dos astros é um efeito da poluição atmosférica, que aumenta a cada dia.

Em muitas grandes cidades e metrópoles não é possível enxergar estrelas no céu à noite e mesmo durante o dia, a visibilidade do céu não é nítida. Em muitos lugares a lua fica sem brilho ou avermelhada devido à poluição.

Os efeitos da poluição atingem também as pessoas com inúmeras doenças respiratórias, prejudicando a qualidade de vida e até mesmo ceifando muitas vidas.

 

3 Ais - As 3 últimas trombetas: Apocalipse 8.13

“Então vi e ouvi uma águia que, voando pelo meio do céu, dizia com voz forte:
Ai! Ai! Ai dos que moram na terra, por causa do som das outras trombetas
que os três anjos ainda vão tocar!” Apocalipse 8.13

 

     Apocalipse 8 - As 7 Trombetas

     3 Ais - As 3 últimas trombetas: Apocalipse 8.13

˾    uma águia

˾    dizia com voz forte:

˾    Ai! Ai! Ai!

˾    dos que moram na terra

˾    por causa das 3 últimas trombetas

 

João vê uma águia no céu gritando três vezes “ai”. Esta expressão se refere a algo que dói, como um aviso sobre o perigo. Os três “ais” se referem às três últimas trombetas que serão ainda piores que as quatro anteriores.

Muitos perguntam se vamos ver alguma águia no céu gritando ai no intervalo entre as quatro primeiras e as três últimas trombetas. Mas isso é simbólico, foi viso apenas pelo apóstolo João e registrado como um aviso para nós.

O capítulo 8 narra as quatro primeiras trombetas afetam a terça parte da terra, do mar, das águas e do ar. O capítulo 9 narra as três últimas trombetas que afetarão a humanidade de forma terrível, anunciando a volta de Jesus.

 

     Apocalipse 9 - As 7 Trombetas

     5ª Trombeta: Apocalipse 9.1-12

˾     Demônios soltos do abismo (1º Ai)

    6ª Trombeta: v.13-21

˾    Guerras no rio Eufrates (2º Ai)

    7ª Trombeta: Apocalipse 11.15-19

˾    Volta de Jesus (3º Ai)

 

5ª Trombeta - Demônios soltos do abismo (1º Ai): Apocalipse 9.1-12

1 O quinto anjo tocou a trombeta, e vi uma estrela que tinha caído do céu sobre a terra. E lhe foi dada a chave do poço do abismo. 

2 Ela abriu o poço do abismo, e dele saiu fumaça como a fumaça
 de uma grande fornalha. E o sol e o ar se escureceram com a fumaça saída do poço. 

3 Também da fumaça saíram gafanhotos para a terra; e lhes foi dado poder como o poder que têm os escorpiões da terra.

4 E lhes foi dito que não causassem dano à erva da terra, nem a qualquer coisa verde, nem a árvore alguma, e tão somente às pessoas que não têm o selo de Deus na testa.

5 Também não lhes foi permitido que os matassem, mas que os atormentassem durante cinco meses. E o seu tormento era como tormento de escorpião quando fere alguém.

6 Naqueles dias, as pessoas buscarão a morte e não a encontrarão; também terão desejo de morrer, mas a morte fugirá delas.

7 O aspecto dos gafanhotos era semelhante a cavalos preparados para a batalha. Na cabeça deles havia como que coroas parecendo de ouro, e o rosto deles era como rosto de um ser humano.

8 Tinham também cabelos, como cabelos de mulher; e os dentes eram como dentes de leão.

9 Tinham couraças, como couraças de ferro. O barulho que as suas asas faziam era como o barulho de carros puxados por muitos cavalos, quando correm para a batalha.

10 Tinham ainda cauda, como escorpiões, e um ferrão. Na cauda tinham poder para causar dano às pessoas, por cinco meses. 

11 Tinham por rei sobre eles o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abadom, e em grego, Apoliom.

12 O primeiro ai passou. Eis que, depois destas coisas, vêm ainda dois ais.

 

     Apocalipse 9 - As 7 Trombetas

     5ª Trombeta: Apocalipse 9.1-12

˾    Demônios soltos do abismo (1º Ai)

˾    uma estrela cai do céu sobre a terra

˾    lhe foi dada a chave do poço do abismo

˾    abriu o poço do abismo, e dele saiu fumaça

˾    o sol e o ar se escureceram com a fumaça

˾    saíram gafanhotos com ferrões de escorpião

˾    ferindo quem não tem o selo de Deus (Ap 7.3)

˾    os atormentaram durante cinco meses

˾    O aspecto dos gafanhotos

˾    semelhante a cavalos preparados para a batalha

˾    na cabeça deles havia como que coroas

˾    e o rosto deles era como rosto de um ser humano

˾    tinham também cabelos, como cabelos de mulher

˾    os dentes eram como dentes de leão

˾    tinham couraças, como couraças de ferro

˾    o barulho era como o barulho de carros de guerra

˾    uma cauda, como escorpiões, e um ferrão

˾    tinham por rei sobre eles o anjo do abismo

˾     nome em hebraico é Abadom

˾    em grego, Apoliom

˾    DESTRUIDOR

˾     Um tempo perseguição e guerra espiritual
    por demônios soltos do abismo

 

A quinta trombeta é também o primeiro “ai”, uma das profecias mais assustadoras do Apocalipse. João vê uma estrela que cai do céu e abre um abismo de onde sai um enxame de gafanhotos. Jesus disse: “Eu via a Satanás cair do céu como relâmpago” (Lucas 10.18), mostrando que o destruidor (Abadom e Apoliom) se refere ao inimigo da humanidade.

A descrição dos gafanhotos pode representar por seu número, um grande exército inimigo. A aparência destes gafanhotos com armaduras e ferrões lembra os cavaleiros nas batalhas, com enorme poder de destruição como um enxame de gafanhotos.

Esta visão apresenta uma grande batalha espiritual, como nunca houve antes, onde demônios perturbarão aqueles que não servem a Deus (v.4). Isso pode ter relação com o período de Grande Tribulação anunciado por Jesus (Mateus 24.15-28).

 

6ª Trombeta - Guerras na região do rio Eufrates (2º Ai): Apocalipse 9.13-21

13 O sexto anjo tocou a trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro que se encontra na presença de Deus,

14 dizendo ao sexto anjo, o mesmo que tem a trombeta: Solte os quatro anjos que estão amarrados junto ao grande rio Eufrates.

15 Então foram soltos os quatro anjos que se achavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano, para que matassem a terça parte da humanidade.

16 O número dos exércitos da cavalaria era de vinte mil vezes dez milhares; eu ouvi o seu número.

17 Assim, nesta visão, pude ver que os cavalos e os seus cavaleiros tinham couraças cor de fogo, de jacinto e de enxofre. A cabeça dos cavalos era como cabeça de leão, e de sua boca saíam fogo, fumaça e enxofre.

18 Por meio destes três flagelos, a saber, pelo fogo, pela fumaça e pelo enxofre que saíam da boca dos cavalos, foi morta a terça parte da humanidade.

19 Pois a força dos cavalos estava na boca e na cauda deles. As caudas deles eram semelhantes a serpentes, com cabeças, e com elas causavam dano.

20 O resto da humanidade, isto é, aqueles que não foram mortos por esses flagelos, não se arrependeu das obras das suas mãos: eles não deixaram de adorar os demônios e os ídolos de ouro, de prata, de bronze, de pedra e de madeira, que não podem ver, nem ouvir, nem andar.

21 Também não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua imoralidade sexual, nem dos seus furtos.

 

     Apocalipse 9 - As 7 Trombetas

    6ª Trombeta: v.13-21

˾    Guerras no rio Eufrates (2º Ai)

˾    uma voz que vinha das quatro pontas do altar

˾     quatro anjos amarrados junto ao grande rio Eufrates

˾     para que matassem a terça parte da humanidade

˾     exércitos de vinte mil vezes dez milhares (200 milhões)

˾     seus cavaleiros tinham couraças cor de fogo

˾     a cabeça dos cavalos era como cabeça de leão

˾     de sua boca saíam fogo, fumaça e enxofre

˾     caudas semelhantes a serpentes, com cabeças

˾    conflitos perto do Iraque e Síria

˾    Babel (Gênesis 11.9)

˾    Babilônia (II Reis 24.7)

˾    A 6ª taça também será sobre o Eufrates (Apocalipse 16.12)

˾    As pessoas não se arrependerão

˾    Batalha espiritual (Daniel 2.13)

 

A sexta trombeta e também segundo “ai” apresenta uma grande guerra na região do rio Eufrates, onde hoje estão a Turquia, Síria e Iraque, lugares historicamente cercados de conflitos, como o restante do Oriente Médio, onde também foi a torre de Babel (Gênesis 11.9) e a Babilônia (II Reis 24.7), de onde também será um caminho para a última batalha chamada de Armagedom, citado na Sexta Taça (Apocalipse 16.12).




A forma descrita pelo apóstolo João, para algo que nunca tinha visto antes, se referindo ao futuro, mostrando um grande exército com couraças cor de fogo, cabeças de leão e soltando fogo pela bela boca, lembra os armamentos bélicos modernos, com canhões e aviões de guerra.

Este segundo “ai” traz à lembrança as grandes guerras mundiais, mediante a iminência de uma repetição das mesmas, destacando o aumento e modernização do poder bélico, com tamanha letalidade como nunca houve antes.

O pior de tudo nesta profecia, além da mortalidade de um terço da humanidade, será a falta de sensibilidade por parte das pessoas, que não se arrependerão de seus erros (v.21), fruto de um grande esfriamento espiritual como disse Jesus (Mateus 24.12).

 

Intervalos entre as visões

O terceiro intervalo entre as visões acontece entre a sexta e a sétima trombeta, com as visões do Livrinho (Apocalipse 10.1-11) e as Duas Testemunhas (Apocalipse 11.1-14).

Este intervalo, bem como os outros, tem o propósito de complementar detalhes importantes entre as visões. A visão do livrinho no capítulo 10 enfatiza a necessidade de alimento espiritual através da Palavra de Deus nos últimos tempos. A visão das duas testemunhas no início do capítulo 11, revela a importância do testemunho cristão para o mundo antes da volta de Jesus.

O maior desafio na compreensão destas visões é estabelecer um princípio cronológico, buscando a ordem dos acontecimentos. Uma forma madura de ler o texto é buscar entender como ele está, tão somente esperando que no tempo certo Deus revelará seu significado, bastando a nós a leitura mediante a fé na Palavra de Deus. Se o texto está num intervalo, pode se se referir tanto a fatos que já se passaram como que ainda virão, ou seja, com relação a visões anteriores ou posteriores.

 

VISÕES

INTERVALOS

7 Igrejas (Apocalipse 2,3)

 

 

O Trono de Deus

(Apocalipse 4)

7 Selos
(Apocalipse 6)

 

 

Os remidos no céu

(Apocalipse 7)

7 Trombetas (Apocalipse 8,9)

 

Entre a 6ª e a 7ª trombeta

Livrinho
(Apocalipse 10.1-11)

Duas Testemunhas
(Apocalipse 11.1-14).

 

 

Após este intervalo, vem a última trombeta do Apocalipse, que também é o 3º “ai”.

 

7ª Trombeta - Volta de Jesus (3º Ai): Apocalipse 11.15-19

15 O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu vozes fortes, dizendo: “O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.

16 E os vinte e quatro anciãos que estavam sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus,

17 dizendo: “Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar.

18 Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra.

19 Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da sua aliança no seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e forte chuva de granizo.

 

     Apocalipse - As 7 Trombetas

    7ª Trombeta: Apocalipse 11.15-19

˾    Volta de Jesus (3º Ai)

˾    Anúncio da volta de Jesus:

˾    o reino do mundo se tornou do Senhor e do seu Cristo

˾    e ele reinará para todo o sempre

˾    assumiste o teu grande poder e passaste a reinar

˾    chegou a tua ira, e o tempo determinado

˾    para serem julgados os mortos

˾    para se dar o galardão aos teus servos

 

A sétima trombeta se refere ao anúncio da volta de Jesus, como o texto deixa bem claro o anúncio de que o Reino do Senhor começa a se consumar definitivamente através do seu juízo e justiça para sempre.

A volta de Jesus será com o toque da última trombeta segundo o texto de I Coríntios 15.51,52

“Eis que vou lhes revelar um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.”

Mais uma vez, a questão cronológica é um desafio na interpretação do Apocalipse, mas como Jesus mesmo disse ninguém sabe o dia e a hora (Mateus 24.36). Um sério problema é separar os fatos da volta de Jesus, que claramente são unidos em um evento conjunto: a ressurreição dos mortos e o arrebatamento da igreja.


Fatos que acontecerão junto com a volta de Jesus:

1º Ressurreição dos mortos (I Tessalonicenses 4.16,17)

2ª Arrebatamento da Igreja (Mateus 24.30,31)


Não há como separar estes acontecimentos que se relacionam diretamente com a volta de Jesus. Quando a igreja for arrebatada, os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e se Jesus vem buscar sua Igreja, então será sua volta. Não há como falar de arrebatamento sem a ressurreição dos mortos, que inclusive acontecerá antes, bem como não haverá arrebatamento sem a volta de Jesus. Quando se separam estes eventos, cria-se uma confusão chegando até mesmo a criar duas voltas de Jesus, o que não tem qualquer embasamento bíblico.

 

CONCLUSÃO

As Sete Trombetas são anúncios do cumprimento do propósito de Deus para a humanidade, consumando o tempo final. Antes da volta de Jesus, toda a terra será claramente alertada, de forma que todas as pessoas tenham oportunidade de saber que o fim está próximo. O número sete tem o sentido de perfeição, então as sete trombetas são um aviso completo, pois Deus em sua justiça permitirá que todos sejam avisados. Os sete toques representam um aviso inquestionável para toda a humanidade.

As Sete Trombetas são avisos da volta de Jesus!

  

#pregação #EstudoBíblico #Apocalipse

Siga-nos nas redes sociais:








Oferte abençoando este ministério:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência 4386 - Operação 001 - Conta 22027-1

BANCO DO BRASIL
Agência 5890-4 - Conta Corrente 1415-x
Tecnologia do Blogger.