Daniel 6, a cova dos leões


-Tema: FIDELIDADE
Daniel 6
-Introdução: Babilônia é derrotada em uma única noite pelo Império Medo-Persa.
Dario, o Medo conquista a Babilônia: v.1-9
Dario organiza o império: v.1,2
Daniel sobrevive à invasão do Império Medo-Persa e é escolhido pelo rei Dario para ser presidente no Império: v.2,3
Todos tinham inveja de Daniel e procuravam alguma coisa contra ele. Mas Daniel era fiel ao rei e só desobedeceria ao rei para obedecer a Deus: v.5
Como sair da cova dos leões?
Vamos aprender com Daniel como foi perseverante e fiel:

As sete bem-aventuranças do Apocalipse

-Tema: APOCALIPSE 
-Introdução: Quem disse que o Apocalipse é um livro que anuncia coisas ruins? Será que é um livro da Graça de Deus ou um livro de desgraças? Com certeza quem divulga que o Apocalipse é um livro de más notícias são pessoas que não conhecem a Boa-Nova do Evangelho.
O Apocalipse faz parte desta Boa Notícia para aqueles que serão salvos, mas para quem não será salvo realmente é uma má notícia.
Há muitas crendices como, por exemplo, se quebrar um espelho ter azar sete anos. As pessoas também sempre pedem para receber primeiro a má notícia para depois receber a boa.
O evangelho não tem azar ou má notícia. É uma boa notícia de que todos podem ser salvos e felizes em Cristo Jesus. Só não recebe quem não quer.
A palavra ‘bem-aventurado’ significa feliz, ter uma aventura boa. O livro de Apocalipse traz esta palavra sete vezes, um número considerado para representar a perfeição, o que simboliza ser plenamente bem-aventurado. Na verdade isso nos mostra qual é o verdadeiro padrão de felicidade, que não é o do mundo e sim o do céu, que é sete vezes mais do que tudo o que tem neste mundo (II Coríntios 2.9).
Você gostaria de ser feliz sete vezes?
Vamos refletir nas sete bem-aventuranças do Apocalipse:

Três tipos de pessoas no juízo final

-Tema: VOLTA DE JESUS
Mateus 25.31-40
-Introdução: Toda vez que lia o texto citado ou falava sobre o juízo final só conseguia imaginar dois tipos de pessoas diante do juízo Divino: os justos e os injustos. Mas olhando bem tem mais pessoas ali de acordo com as palavras de Jesus.
O mundo faz muitas separações entre pessoas, divisões de grupos sociais e exclusão das minorias, mas sabemos que somente Deus pode julgar. Não podemos discriminar as pessoas ou diferenciar entre um e outro. Deus é o Juiz e Ele vai julgar dizendo quem é quem no dia do Juízo Final.
No último dia Deus reunirá todas as pessoas de todas as nações e não haverá diferenças humanas, todos serão iguais diante do Rei até que Ele nos diferencie de acordo com Seu justo julgamento. Haverá três tipos de pessoas no meio da multidão do Juízo final.

De que lado você está?
Vamos refletir sobre os três tipos de pessoas no juízo final e pensar que tipo de pessoa temos sido:

As maravilhas da Cidade Celestial

-Tema: ESCATOLOGIA
Apocalipse 21.21-27 e 22.1-5
-Introdução: Imagine uma linda cidade. Com tudo o que um bom município precisa para funcionar bem. Ruas bonitas, iluminadas, água de qualidade, educação, saúde, segurança pública, abundância de alimentos, etc.
De todas as cidades que já tenhamos visto nada se compara à bela cidade descrita na Palavra de Deus, onde os salvos irão morar.
Sua naturalidade terrena é a cidade que nasceu, mas sua naturalidade espiritual é esta Cidade Celestial.
Você gostaria de morar na Cidade Celestial?
Vamos imaginar uma cidade completa e comparar com as maravilhas da Cidade Celestial:

Daniel 5, a mão escrevendo na parede

Daniel 4, O sonho e a conversão do rei Nabucodonosor


-Tema: HUMILDADE
Daniel 4
-Introdução: Muitas pessoas falam sobre humildade pensando em uma pessoa pobre, mal vestida e que conversa errado ou não entende as coisas. Com isso confundem humildade com pobreza, falta de cultura ou ingenuidade. Mas o que seria ser humilde? A própria palavra deixa uma pista, pois está ligada à palavra humilhação. 
    Então ser humilde é suportar a humilhação e superar isso da melhor maneira possível. Isso não significa ser passivo diante de tudo e aceitar todo tipo de afronta e sim aprender a ser humilde é não se considerar mais do que na verdade é. Uma pessoa humilde não se julga melhor do que as outras pessoas. Muitas pessoas passam por humilhação e se tornam mais amargas e arrogantes ainda. Quem é humilde aprende uma lição com cada desafio da vida.
O grande Rei Nabucodonosor passou por uma grande humilhação para aprender a ser humilde e venceu esta situação. Este texto é um testemunho de Nabucodonosor contando a transformação de sua vida (v.1-17) e inicia com uma linda declaração “Quão grandes são os seus sinais, e quão poderosas, as suas maravilhas! O seu reino é reino sempiterno, e o seu domínio, de geração em geração” (v.3).
Como se humilde?
Vamos aprender como o rei Nabucodonosor aprendeu a ser humilde:

Daniel 3, A Fornalha de Fogo

-Tema: FIDELIDADE
Daniel 3
-INTRODUÇÃO: Houve um espaço de cerca de 20 anos se passaram entre os capítulos 2 e 3. O rei Nabucodonosor mandou fazer uma estátua de ouro com 30m de altura e 3 m de largura (v.1) e chamou todos os seus governantes: Sátrapas (legisladores), Prefeitos e Governadores (executivos), Juízes e Magistrados (Judiciário) Conselheiros (Ministros), Tesoureiros (secretários administrativos) para uma grande reunião (v.2,3).
Muitas vezes caímos em situações que são armadas para nos queimar. Neste momento precisamos ter a confiança de que o Senhor não nos livra ‘do’ problema, mas nos livra ‘no’ problema.
Você já passou pelo fogo?
Vamos compreender o poder que aqueles jovens sentiram ali na fornalha:

Daniel 2, a Visão da Estátua

-Tema: ESCATOLOGIA
Daniel 2
-Introdução: Nabucodonosor ficou muito impressionado com o que viu em seu sonho (v.1) e mandou chamar os magos, encantadores, feiticeiros, astrólogos e místicos do reino para interpretar seu sonho e exigiu que revelassem o sonho com a interpretação ameaçando de pena de morte a todos (v.2-13). Como não conseguiram responder, o rei fez um decreto de matar todos os sábios do reino (v.14-23).
Quando Daniel ficou sabendo do decreto do rei, colocou-se em oração e pediu a Deus a revelação e interpretação do sonho (v.17-23). Daniel pediu a Deus a revelação do sonho e sua interpretação e exaltou ao Senhor em louvor e gratidão pela resposta.
O que significa este sonho?
Veja o significado de cada uma das partes da estátua:

Daniel 1, A Juventude do Profeta

-Tema: JUVENTUDE
Daniel 1
-Introdução: A história do jovem Daniel aconteceu na Babilônia, o mesmo lugar onde foi a torre de Babel e hoje é o Iraque. Durante o reinado do tirano Nabucodonosor, conhecido pelos jardins suspensos e grandes construções na Babilônia. Algumas ruínas como o Zigurate de Ur, um templo babilônico mostram a suntuosidade deste império.
O povo de Israel esteve cativo na Babilônia desde a queda de Jerusalém em 587 a.C. quando os exércitos babilônios destruíram o templo e roubaram seus tesouros.
Como ser um jovem consagrado a Deus?
Vamos aprender alguns desafios enfrentados por Daniel e como superou tudo se consagrando a Deus:

Sinais do fim

-Tema: VOLTA DE JESUS
6  Marcos 13.3-13 6
Ouvimos muito sobre a volta de Jesus e o final dos tempos, mas quais são as palavras de Jesus a respeito disso e quais são os sinais destes acontecimentos?
Não sabemos quando será a volta de Jesus nem a grande tribulação ou arrebatamento, mas podemos ter certeza que já temos os sinais do fim que Jesus chamou de ‘princípio das dores’.
Vamos analisar este texto e aprender sobre os sinais do fim do mundo e a volta de Jesus:

O Arrebatamento

-Tema: VOLTA DE JESUS 
“E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também
João 14.3
-Introdução: A palavra ‘arrebatamento’ não aparece na Bíblia. Entretanto o conceito de Arrebatamento é claramente ensinado nas Escrituras. Jesus prometeu que voltaria para buscar os seus discípulos e todos que cressem em seu nome.
Então o que é o Arrebatamento da Igreja? É o evento no qual Deus remove todos os crentes da terra para realizar o fim de todas as coisas e o Juízo Final.
Como será o arrebatamento?
Vamos estudar um pouco sobre o arrebatamento: