A inscrição na cruz

COMPARTILHE:

Sem comentários

-Tema: PÁSCOA   
“Pilatos escreveu também um título e o colocou no cimo da cruz; o que estava escrito era: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. Muitos judeus leram este título, porque o lugar em que Jesus fora crucificado era perto da cidade; e estava escrito em hebraico, latim e grego” João 19.19, 20
-Introdução: A epígrafe escrita sobre a cruz trazia a condenação do crucificado e qual crime cometeu para servir de exemplo para todos que o vissem sobre a cruz1. No caso de Jesus, na verdade era uma forma de escárnio, ao mesmo tempo em que relatava o motivo de sua crucificação e revelava quem realmente Jesus é: o Rei dos reis (I Timóteo 6.15).
O texto do evangelho de João traz o relato com mais precisão, dizendo que foi Pilatos quem escreveu, ou seja, redigiu (João 19.19). Também o texto é mais completo, visto que Mateus descreve apenas “este é Jesus, o Rei dos Judeus” (Mateus 27.37), Marcos traz somente “o Rei dos Judeus” (Marcos 15.26) e Lucas “este é o Rei dos Judeus” (Lucas 23.38). Mas estas diferentes versões não se contradizem, pois o conteúdo principal é o mesmo na expressão ‘Rei dos Judeus’, que ficou na memória dos escritores dos evangelhos. João ainda inteira que os sacerdotes não gostaram do que Pilatos escreveu, pedindo que escrevesse apenas “que ele disse: Sou o rei dos judeus”, mas Pilatos não aceitou (João 19.21,22).
Tradicionalmente a inscrição da cruz foi resumida na sigla INRI com as primeiras letras latinas da frase completa: Jesus Nazareno Rei dos Judeus. Os três idiomas em que o texto foi escrito mostram a abrangência de sua condenação para que o mundo todo o soubesse.

O que significa a inscrição da cruz?

Vamos refletir sobre o sentido dos três idiomas usados na inscrição:

1- HEBRAICO – Condenação Religiosa:

O hebraico era a língua religiosa, visto que o aramaico se tornou a língua oficial desde o cativeiro e o idioma dos hebreus passou a ser usado somente no ambiente litúrgico2. O próprio Jesus falava aramaico, que era a língua em uso no seu tempo. Mas os judeus também sabiam o hebraico aprendido nas sinagogas. Muitas expressões aramaicas e hebraicas se misturam e são línguas parecidas.
Em hebraico a inscrição seria: ישועהנצרתמלךהיהודים. O texto hebraico deve ser lido da direita para a esquerda. O objetivo de usar esta língua religiosa era mostrar para todos os judeus que Jesus estava sendo condenado também por eles e por sua religião.
A religião condenou Jesus porque Ele não veio fundar uma nova religiosidade. Jesus veio ao mundo para revelar a presença do próprio Deus. Toda religião aponta caminhos ou direções, afirma suas verdade e descreve sua visão sobre a vida, mas o próprio Jesus é “o caminho, a verdade e a vida” (João 14.6).
Jesus é maior que a religião!

2- LATIM – Condenação Política:

O latim era a língua “romana” (Lucas 23.38). A Itália tinha o latim como seu idioma de então. O português tem sua origem do latim, juntamente com outros idiomas latinos como espanhol e italiano, por exemplo.
Em latim, o texto da inscrição sobre a cruz seria: IESUS NAZARENUS REX IUDAEORUM. Note que as letras são as mesmas de nosso alfabeto, ou seja, letras latinas.
Todos os documentos do Império Romano eram expedidos em latim. O que nos faz concluir que o latim foi usado para oficializar a condenação de caráter político.
Jesus foi condenado pelo Império, porque afirmou ser Rei, o que não era admissível (Mateus 27.11). Desde o seu nascimento Herodes o perseguia porque não aceitava outro rei (Mateus 2.2). Mas Jesus disse que seu reino não é deste mundo, mas sim o Reino dos Céus (João 18.36), para todos aqueles que nele creem (Apocalipse 19.16).
Jesus Cristo é o Rei dos reis!

3- GREGO – Condenação Cultural:

A cultura grega foi imposta em todo o império no tempo do imperador Alexandre, o grande. O chamado ‘período helenístico’, devido à influência da cultura grega, se destaca pela expansão da ciência e da filosofia. Deste modo, o idioma grego se tornou indispensável para todo aquele que desejasse estudar e buscar conhecimento.
Em grego, a inscrição sobre a cruz é: Ἰησοῦς ὁ Ναζωραῖος ὁ Bασιλεὺς τῶν Ἰουδαίων. As letras são diferenciadas das latinas em sua maioria, bem como a sua sonoridade, embora possam haver semelhanças devido à influência do grego sobre outros idiomas, como o próprio português. O objetivo de se escrever em grego era para que se registrasse o fato na história e que todos os estudiosos soubessem e difundissem o que aconteceu. Até nisso, houve contribuição para a divulgação do evangelho em todo o mundo (Mateus 28.19 e Marcos 13.10).
A cultura do mundo sempre foi voltada para o pecado. Jesus veio para ensinar sobre o Reino de Deus, que não é como as coisas mundanas, por isso foi condenado pela cultura. Desde aquele tempo já haviam todo tido de perversão moral (Romanos 1), que fazia do evangelho uma cultura adversa aos costumes do mundo.
A cultura do mundo condenou Jesus!

Jesus é o Rei de nossas vidas!

-CONCLUSÃO:

Colossenses 2.14 “tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz”.
A inscrição na cruz também serve para nós, pois ali era o nosso lugar e Jesus cancelou toda dívida que era contra nossas vidas por causa do pecado, mas em Cristo não há mais condenação (Romanos 8.1).
Jesus foi condenado pela religião, pela política e pela cultura. Mas o mais importante a saber é que Ele morreu por nós na cruz e que seja o Rei em nossas vidas. Reconheça a Jesus como seu rei e creia no sacrifício que realizou por você.
Se você como cristão, sentir-se condenado pelo mundo, lembre-se do que Jesus avisou: “Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós(Mateus 5.12).

Jesus pagou por nossos erros!

______________________________
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.
1 FILLION, Louis-Claude. Enciclopédia da Vida de Jesus. Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2ª Edição, 2008. Páginas 978 e 979.
2 IDEM, página 222.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodsita de São Paulo.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.