O Mapa da Alma

-Tema: MITIVACIONAL
Salmos 42.1-6
-Introdução: A humanidade alcançou os quatro cantos da terra, bem como os oceanos e até mesmo o espaço longínquo dos céus. Existem mapas e registros detalhados de tudo isso como uma tentativa humana de controlar tudo que há ao seu redor. Contudo ainda não conseguiu conquistar a si mesmo ou conhecer o próprio íntimo.
O Salmo 42 é uma conversa com a própria Alma. O título do texto diz que é um ‘salmo didático’, o que demonstra que os filhos de Coré escreveram este hino para ensinar o povo a conhecer a si mesmo.
A alma é o ‘eu’ ou personalidade e tudo que diz respeito ao seu ser. Os cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato são capacidades sentidas pela alma. Deus criou o homem do pó da terra formando seu corpo e “lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente (Gênesis 2.7). Então a alma vem de Deus para nos dar a vida.
A sociedade moderna mecanizou o ser humano ao ponto de perder a sensibilidade de coisas que não são visíveis. As pessoas estão tão cercadas de tecnologia que não conseguem entender o seu próximo nem a si próprio.
Você conhece a si mesmo?
Vamos aprender quais são as três entradas ou portas da alma humana:

1- VONTADE: v.1,2
A Vontade é a primeira porta da Alma. Toda disposição ou interesse por algo é o que nos move a conhecer e aprender mais. Esta força vem de dentro da Alma.
Certa vez alguém disse que ‘vontade é algo que dá e passa’. Verdade. Contudo, a vontade se baseia nas necessidades íntimas da alma. Não podemos deixar ser dominados pela vontade, como Deus avisou para Caim “o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo (Gênesis 4.7). A raiva, o medo, até mesmo a fome ou o sono são exemplos de vontades que precisamos administrar bem para não nos prejudicar.
Os versículos 1 e 2 falam da alma que ‘suspira’ e tem ‘sede’ de Deus. Esta é a melhor de todas as vontades que podemos ter. O desejo de buscar a presença do Senhor é a maior de todas as satisfações que a alma humana precisa. Quando a pessoa não satisfaz sua alma com Deus, nada mais pode suprir suas vontades. Então surge um vazio que muitos tentam preencher com vícios, prazeres e tantas coisas que o mundo oferece.
Você tem vontade de buscar a Deus?
Que o seu maior desejo seja pela presença do Senhor!
                              
2- MEMÓRIA: v.3,4
A Memória é a segunda porta da Alma. Os registros de tudo que acontece ou vemos são armazenados em nossa mente. A memória é tão rápida, que traz à lembrança em fração de segundos.
Segundo a psicologia, as lembranças são guardadas em três camadas[I]:
-Consciente: o que acontece aqui e agora, tendo conhecimento sobre o que sente e pensa. Comparado à ponta de um Iceberg, menor parte visível;
-Subconsciente: o que aconteceu no passado e pode ser trazida a memória com facilidade. Comparado à parte submersa de um Iceberg, como maior parte invisível;
-Inconsciente: fatos que não conseguimos lembrar mais, contudo estão registrados profundamente.
Os versículos 3 e 4 falam de lembranças ruins e boas. O salmista expressa sua tristeza pelos que desprezam ao Senhor e se alegra em recordar de suas experiências em adoração a Deus no meio de seu povo. Estas boas lembranças estavam transbordando em seu coração ao ponto de dizer que “dentro de mim se me derrama a alma”.
Muitas pessoas dizem que têm um caderninho onde anotam tudo de ruim que alguém faz para não esquecer. Isso é muito ruim. Se você for guardar tudo de mal em seu coração você vai ficar contaminado e doente.
Aprendi que o cristão deve andar com duas sacolas, uma rasgada para colocar o que não é bom para perder pelo caminho e outra bem segura para reservar tudo que edifica sua vida. Por isso, “quero trazer à memória o que me pode dar esperança (Lamentações 3.21). Então procure se lembrar das maravilhas de Deus e concentre-se em adorar ao Senhor enchendo sua alma de louvor e alegria.
O quem tem preenchido sua memória?
Lembre-se de coisas que edificam sua vida!

3- EMOÇÃO: v.5,6
A terceira entrada da alma é a Emoção. Tudo o que sentimos trazendo alegria ou tristeza, prazer ou dor, formam nossas emoções.
Muitas pessoas são movidas por suas emoções, guiando suas vidas pelo que sentem. Isso causa um desequilíbrio entre seus pensamentos e emoções. Precisamos tomar cuidado para não ser dominados por emoções apenas porque “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas (Jeremias 17.9).
Os versículos 5 e 6 falam de emoções que abatem a alma. Sentimentos que superlotam o coração acabam pesando sua alma para abatê-la. O salmista compreende a sua alma e conversa consigo mesmo como se falasse diante de um espelho. Aconselha sua própria alma a esperar e duvida de suas incertezas.
Esta capacidade de refletir e questionar o motivo de seus sentimentos é ensinada pelo escritor Augusto Cury ensina no livro Código da Inteligência[II] par ajudar pessoas que estão com sua alma abatida a não se conformarem com este sofrimento.
Faça como o salmista e questione suas emoções. Pergunte a si mesmo porque está sentindo tal sofrimento. Duvide de tudo que tenta te abater. Converse com seus pensamentos e “espera em Deus” entregando tudo nas mãos do Senhor.
Está sentindo sua alma abatida?
Entregue suas emoções na presença do Senhor!

Deus conhece sua alma!
-CONCLUSÃO:
A Alma é a sede de nossas vontades, memória e emoções. Conhecer a si mesmo é como entrar em um labirinto e sair sem se perder. Pela falta deste conhecimento próprio, muitas pessoas têm se confundido perdendo o controle de sua vida.
Muito mais que conhecer pessoas, lugares e coisas, precisamos conhecer nossa própria vida. O domínio próprio é uma das características do fruto do Espírito (Gálatas 5.23). Não fomos criados para viver como ‘animais’ movidos por instintos. Deus quer que seus filhos sejam autônomos e capazes de decidir o melhor por suas vidas.  Existem coisas que não compreendemos em nós mesmos e somente com ajuda do nosso Criador é que podemos vencer.
Você conhece a si mesmo?
Deus te conhece muito melhor!



[I] http://pt.wikipedia.org/wiki/Inconsciente
[II] CURY, Augusto Jorge. Código da Inteligência. Rio de Janeiro, Thomas Nelson Brasil/Ediouro, 2008. Páginas 93,94.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

3 comentários:

  1. Olá.
    Adorei a matéria.Divulguei no Portal Teia.
    Fique a vontade para pedir divulgação sempre que quiser.
    Até mais

    ResponderExcluir
  2. ALMA
    Definição: Na Bíblia, “alma” é a tradução do termo hebraico né·fesh e do grego psy·khé. O emprego bíblico mostra que alma é uma pessoa ou um animal, ou a vida que uma pessoa ou um animal usufrui. Para muitos, porém, “alma” significa a parte imaterial ou espiritual de um ser humano, que sobrevive à morte do corpo físico. Outros entendem que seja o princípio da vida. Mas esses últimos conceitos não são ensinamentos bíblicos.


    http://estudossobreabibliaonline.blogspot.com.br/2013/06/a-alma-e-imortal-o-que-diz-biblia.html

    ResponderExcluir

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.