Ads Top

Monte da Tentação - Lugar de Consagração

-Tema: GEOGRAFIA BÍBLICA   

“E logo o Espírito o impeliu para o deserto, onde permaneceu quarenta dias, sendo tentado por Satanás; estava com as feras, mas os anjos o serviam.” (Marcos 1.12,13).

Altitude: 366m*.
Chamado de Quarantania (quarentena) fica na região de Jericó próximo ao vale do Jordão, deserto da Judeia1. Lugar onde Jesus passou quarenta dias em jejum sendo tentado pelo diabo, logo após o seu batismo. Após descer este monte Jesus iniciou seu ministério.

O que aprendemos no Monte da Tentação?

Vamos refletir sobre as lições na tentação de Jesus:


1) Significado Histórico do Monte da Tentação

O Monte da Tentação tem uma importância histórica porque descreve corretamente a região em que a cena aconteceu (Mateus 4.1,3), dando provas da realidade dos fatos. O cenário da tentação se passa no deserto da Judeia onde o solo é rochoso (v.3), o alto do monte (v.8) e o pináculo do templo em Jerusalém (v.5), com cerca de 30m de altura2. Além disso, marca a transição da vida privada de Jesus para o início do seu ministério terreno (Mateus 4.12 e 18-22).

2) Significado Profético do Monte da Tentação

Jesus passou pelo deserto por quarenta dias para representar a libertação do povo de Deus (Deuteronômio 2.7). Além disso, Jesus foi tentado par mostrar a sua humanidade (Hebreus 2.18). Jesus cumpriu as Escrituras e venceu a tentação pelo poder da Palavra de Deus, respondendo citando os textos sagrados (Deuteronômio 8.3, Salmos 91.11 e Deuteronômio 6.16).

3) Significado Espiritual do Monte da Tentação

A tentação de Jesus revela o que acontece com o ser humano quando se expõe a sua fragilidade diante do pecado e como Jesus nos ajuda a vencer a tentação (Hebreus 4.15).
O diabo tentou Jesus nas áreas:
- Física, ao propor que transforme pedras em pães (Mateus 4.3,4);
- Emocional, ao sugerir que pule do pináculo do templo (Mateus 4.5,6);
- Espiritual, ao pedir que Jesus o adore oferecendo-lhe poder temporal neste mundo (Mateus 4.8,9).

O Monte da Tentação nos ensina que somos fracos e passamos por desertos em nossas vidas, mas o Senhor tem um propósito para nós e precisamos perseverar sabendo que Deus nos dará forças para vencer (I Coríntios 10.13). Jesus foi tentado naquele monte, mas foi ali que se consagrou especialmente para iniciar seu ministério e realizar maravilhas.
Diante da tentação precisamos de consagração!

1 FILLION, Louis-Claude. Enciclopédia da Vida de Jesus. Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2ª Edição, 2008. Página 314.
2 Bíblia de Estudo Arqueológica NVI. São Paulo: Editora Vida, 2013. Páginas 1563 e 1673.

* Número aproximado, visto que as fontes divergem.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.