TEMPO PROFÉTICO: no ano da morte do Rei Uzias...

-Tema: ORAÇÃO 


"No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo" Isaías 6.1
-Introdução: O ano 740 a.C. foi marcado por uma crise com a morte de um grande rei: Uzias.  O texto de II Crônicas 26 narra a vida e os momentos finais de Uzias. Começou a reinar com apenas 16 anos de idade e foi um jovem rei temente ao Senhor (II Crônicas 26.1-5), guerreiro e estrategista de guerra (II Crônicas 26.6-8), empenhado na arte da engenharia, arquitetura, construindo torres no deserto e muitas cisternas de água para suprir seu povo, criava gado e era “amigo da agricultura” (II Crônicas 26.9,10). Preparou um grande exército para defender o seu povo com armamento e modernas máquinas de guerra posicionadas estrategicamente para lançar pedras e flechas (II Crônicas 26.11-15).
Tudo isso fez com que a fama de Uzias crescesse e também sua vaidade ao ponto de querer exercer um ministério separado apenas para os sacerdotes quando tentou queimar incenso no templo (II Crônicas 26.16-18). Por causa de sua rebeldia ficou leproso, sendo confinado até o fim de sua vida e seu filho Jotão reinou em seu lugar (II Crônicas 26.19-22).
A história de Uzias revela a decadência de uma vida bem sucedida, mas que por falta de vigilância e temor perde tudo o que havia conquistado com a bênção de Deus. Isaías era um profeta que amava seu rei e foi neste tempo de recessão que foi levantado para profetizar. O ano da crise se tornou um tempo profético.

O que fazer em um ano de recessão?

Vamos refletir com a experiência de Isaías 6.1-8 e aprender o que podemos fazer no meio de uma grande crise:

1- Contemplar: v.1-4

A primeira decisão de Isaías foi deixar as circunstâncias externas ao seu redor e entrar na Casa de Deus para buscar a presença do Senhor em adoração. A partir daquele momento Isaías começou a ver as coisas se movendo através do poder de Deus. Embora a nação estivesse sem rei, Isaías vê que o Rei dos Reis está em seu trono.
Isaías contemplou:
A Glória de Deus: v.1
O Louvor dos anjos: v.2,3
O Mover de Deus: v.4
Quando contemplamos, saímos da esfera da ação negativa diante dos fatores externos para a reação positiva a partir de um direcionamento que vem de Deus e não de nós mesmos. O louvor dos anjos não declarava a crise do mundo e sim a glória de Deus (v.2,3). Por isso precisamos deixar tudo e contemplar a glória de Deus em adoração para ver o mover do Senhor em nossas vidas.
Pare de olhar o mundo e contemple a glória de Deus!

2- Confessar: v.5-7

A segunda reação de Isaías foi confessar ao Senhor as suas falhas e também os erros de seu povo. Diante da glória de Deus, Isaías reconheceu que tudo o que estavam vivendo era devido ao pecado.
Isaías confessou a necessidade de:
Arrependimento: v.5
Transformação: v.6
Perdão: v.7
Isaías entendeu que a razão de tudo o que acontecia era resultado do pecado e as consequências assolavam a nação. Não adiantava falar da crise externa da nação sem tratar o seu interior. A confissão é um reconhecimento de estar errado em arrependimento pelos pecados. Quando confessamos estamos buscando mudança, que deve partir do interior de cada um de nós.
Pare de olhar os erros externos e confesse seus pecados!

3- Aceitar: v.8

O terceiro exemplo de Isaías foi aceitar a vontade de Deus para sua vida. A partir daquele momento Isaías se tornaria um grande profeta no meio do seu povo anunciando a Palavra do Senhor para sua geração.
Isaías aceitou:
O chamado: v.8ª
A resposta: v.8b
Que não seria fácil: v.9-13
Quando aceitamos o chamado de Deus para nossas vidas entendemos que nossa existência tem um propósito mesmo em meio a grandes crises que vivemos na sociedade, fomos escolhidos por Deus para enfrentar tudo e vencer com seu poder e amor.
Pare de reclamar e aceite o chamado de Deus para sua vida!

Vamos vencer a crise!

CONCLUSÃO

Isaías 6.8 “Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: — A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Eu respondi: — Eis-me aqui, envia-me a mim.”
A crise não será vencida apenas com a constatação de erros e problemas. Precisamos parar de olhar para o mundo e contemplar a glória de Deus, confessar nossos pecados em arrependimento ao Senhor e então aceitar o chamado que recebemos para ser agentes Divinos neste tempo e transformar todas as coisas com o poder de Deus.
O ano da crise se tornou um ano profético, quando o Senhor levantou o seu escolhido para cumprir o seu chamado e anunciar a sua Palavra de um novo tempo para o povo de Deus.
A mudança começa a partir de você!
______________________________
Citações Bíblicas: NAA – Nova Almeida Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.
MACDONALD, William. Comentário Bíblico Popular – Antigo e Novo Testamento. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Páginas 637 e 638.

#pregação #EstudoBíblico

Siga-nos nas redes sociais:








Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.