Apocalipse 5 e 6 - Os Sete Selos

Tema: APOCALIPSE


Apocalipse 5,6

Introdução: A visão dos Sete Selos faz parte das principais visões do Apocalipse. O Capítulo 5 fala sobre o livro selado, mostrando o cenário sendo preparado para a abertura da revelação. O conteúdo do rolo está protegido com sete selos e somente o Cordeiro de Deus pode abrir. O ambiente de adoração prepara o momento para abertura da revelação. O Capítulo 6, mostra a abertura de cada um dos selos, acontecendo fatos que marcam o cumprimento da revelação.

A mensagem de Apocalipse 5 e 6 nos mostra que a revelação ainda está sendo aberta e que somente Jesus pode mostrar o seu significado. Não existe outra forma de entender o Apocalipse sem passar por Jesus, que é o Caminho (João 14.6). Os acontecimentos finais da história da humanidade revelam a mensagem de Deus para o mundo.


Você entende o Apocalipse?

Vamos estudar sobre o Livro Selado e os Sete Selos do Apocalipse:

 

Esboço de Apocalipse 5

     Apocalipse 5 - O livro Selado:

       No Trono: v.1

˾        Ninguém podia abrir: v.2-4

˾        Somente o Cordeiro abre: v.5-7

        O louvor no céu: v.8-14

˾      1º louvor: os vinte e quatro anciãos: v.8-10

˾      2º louvor: anjos no céu: v.11,12

˾      3º louvor: toda criação: v.13,14

 

O que era um selo?

O anel do imperador tinha uma marca de seu reino que era usado para registrar documentos, leis e cartas, carimbando sobre uma cera que protegia o documento, fechando-o.

     O selo servia como:

       Marca do remetente

       Garantia para o destinatário

˾        Uma senha

˾         Proteção

        7 selos:

˾        Totalmente protegido

Ao receber um documento selado, o destinatário tem a garantia da originalidade de quem foi o remetente. O selo serve como uma senha para abrir o texto e descobrir seu conteúdo, protegendo de violações. Por ter sete selos, significa que está totalmente protegido.

 

O livro Selado: v.1

“Vi, na mão direita daquele que estava sentado no trono, um livro em forma de rolo escrito por dentro e por fora, e selado com sete selos.” Apocalipse 5.1

     O livro Selado:

       No Trono: v.1

˾        Na mão direita: AUTORIDADE

˾        Daquele que está assentado: GOVERNO

       Escrito:

˾        por dentro: o que está oculto

˾        por fora: o que foi revelado

       Selado com sete selos: FECHADO

O livro estava na mão direita Daquele que estava assentado no trono, revendo sua autoridade e governo. Os governantes usavam a mão direita para segurar o cetro e fazer sinais como levantar a mão ao aprovar um decreto ou fazer o juízo. O rolo estava escrito por dentro e por fora, mostrando que há coisas que são públicas e todos podem ler e outras coisas que estão ocultas e ainda serão reveladas. Os sete selos significam que o livro está totalmente fechado.


Ninguém podia abrir: v.2-4

“Vi, também, um anjo forte, que proclamava com voz forte: Quem é digno de quebrar os selos e abrir o livro? Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele. E eu chorava muito, porque ninguém foi achado digno de abrir o livro, nem mesmo de olhar para ele.” Apocalipse 5.2-4

     O livro Selado:

       Ninguém podia abrir: v.2-4

˾        Por não ser digno: v.6

˾        Nem mesmo de olhar: v.7

˾        Porque somos pecadores

O livro estava totalmente selado e ninguém podia abrir, por não ser dignos, nem mesmo de olhar para o seu texto, o que impediria a leitura “porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3.23).


Somente o Cordeiro abre: v.5-7

“Então um dos anciãos me disse: Não chore! Eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para quebrar os sete selos e abrir o livro. Então vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, em pé, um Cordeiro que parecia que tinha sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados por toda a terra. O Cordeiro foi e pegou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono.” Apocalipse 5.5-7

     O livro Selado:

       Somente o Cordeiro abre: v.5-7

˾        Leão da Tribo de Judá: família de Jesus

˾        Raiz de Davi: origem real

˾        De pé: prontidão

˾        Como tendo sido morto: mas está vivo

˾        Sete chifres: símbolo de poder

˾        Sete olhos: visão plena (onisciência)

O apóstolo João ouve que somente o Cordeiro pode abrir o livro. Este Cordeiro é Jesus que veio manso pela primeira vez (Isaías 53.1-10), mas voltará feroz e forte como um leão. Jesus era da tribo de Judá, que usava o símbolo de um leão (Gênesis 49.9). Jesus também era raiz de Davi, porque sua família era da descendência real (Mateus 1.1-6), por isso Jesus era chamado de “filho de Davi” (Mateus 9.27).

A aparência do Cordeiro revela seu significado: estava em pé, o que não é normal, um cordeiro ficar em pé, mas ele estava pronto para levantar e agir. No sacrifício, um cordeiro era oferecido pelo pecado e este Cordeiro tinha sido morto, mas estava vivo, o que mostra sua representação de Cristo, que nos perdoa (João 1.29). Os chifres têm o significado de força, pois no reino animal quem tem o maior chifre é mais poderoso no bando. Os sete chifres significam poder completo e perfeito, como Jesus disse: “toda autoridade me foi dada no céu e na terra” (Mateus 28.18). Os sete olhos fazem referência à visão plena e onisciência Divina.


O louvor no céu: v.8-14

Acontecem três momentos de louvor:

     O louvor no céu: v.8-14

        1º louvor - vinte e quatro anciãos: v.8-10

        2º louvor - anjos: v.11,12

        3º louvor - toda criação: v.13,14

O texto continua com um momento de adoração no céu, preparando o ambiente para a abertura do livro.


1º louvor - vinte e quatro anciãos: v.8-10

“E, quando ele [Jesus] pegou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos se prostraram diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, e cantavam um cântico novo, dizendo: Digno és de pegar o livro e de quebrar os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.” Apocalipse 5.8-10

     O livro Selado:

        O louvor no céu: v.8-14

˾        1º louvor - vinte e quatro anciãos: v.8-10

˾        Anciãos: símbolo de liderança e sabedoria

˾        Sacerdócio: era dividido em 24 turnos

˾        Harpas: louvor

˾        Taças com incenso: oração

˾        Cântico novo: Digno és...

Este primeiro momento de adoração apresentado pelos vinte e quatro anciãos, que lembram dos doze patriarcas e os doze apóstolos, representando os salvos das duas alianças. Os anciãos eram líderes do povo, pessoas sábias para as decisões importantes (Números 11.16). O sacerdócio era dividido em vinte e quatro turnos para manter a adoração ininterrupta (I Crônicas 24.1-19). As harpas são símbolos do louvor a Deus. O incenso era usado no tabernáculo e no templo para o momento da intercessão do sacerdote (Êxodo 30.1-38), por isso as taças com incenso são usadas para representar a oração que sobe como fumaça (Apocalipse 5.8 e 8.4), com “muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono” (Apocalipse 8.3). Os anciãos cantavam um cântico novo, espontâneo declarando a dignidade do Cordeiro de abrir o livro.


2º louvor - anjos: v.11,12

“Vi e ouvi uma voz de muitos anjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares, proclamando com voz forte: “Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, a riqueza, a sabedoria, a força, a honra, a glória e o louvor.” Apocalipse 5.11,12

     O livro Selado:

        O louvor no céu: v.8-14

˾        2º louvor - anjos: v.11,12

˾        Milhares de milhares: exército celestial

˾        Ao redor do trono: presença de Deus

˾        Com voz forte: adoração e poder

˾        “Digno é o Cordeiro... de receber poder...”

O segundo momento de louvor é ministrado pelos anjos declarando a dignidade do Cordeiro de abrir o livro. Uma milícia celestial louva a Deus, semelhante ao anúncio do nascimento de Jesus, quando “apareceu com o anjo uma multidão do exército celestial, louvando a Deus” (Lucas 2.13). Estes anjos estavam ao redor do trono de Deus, preparando o ambiente de adoração para a abertura dos selos.


3º louvor - toda criação: v.13,14

“Então ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: “Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro sejam o louvor, a honra, a glória e o domínio para todo o sempre.” E os quatro seres viventes respondiam: “Amém!” Também os anciãos se prostraram e adoraram.” Apocalipse 5.13,14

     O livro Selado:

        O louvor no céu: v.8-14

˾        3º louvor - toda criação: v.13,14

˾        Adorando ao Cordeiro

˾        Em concordância: Amém (assim seja)

˾        Anjos

˾        Querubins

˾        24 anciãos

˾        Se prostraram

O terceiro momento de louvor é ministrado por toda criatura existente diante do trono de Deus, declarando que o Cordeiro é digno de abrir os selos. Em concordância com a criação, os seres celestiais continuam adorando, reunindo um único e grandioso coral, dizendo: Amém, que significa concordar, dizer que é verdade. Neste momento, os anjos, os querubins, que são os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos se prostram diante do trono, rendendo-se diante do Cordeiro. Está pronto o cenário para a revelação dos sete selos.

 

Mensagem central de Apocalipse 5

 Apocalipse 5.1 “...um livro em forma de rolo escrito por dentro e por fora, e selado com sete selos.”

O livro está totalmente fechado e somente Jesus pode revelar. Por isso precisamos ler o Apocalipse na dependência da revelação dada por Deus através do Espírito Santo, aguardando o cumprimento das profecias. Não existe ciência ou teologia capaz de descobrir o real significado da mensagem, somente Jesus pode mostrar no tempo certo o seu sentido.


Esboço de Apocalipse 6

     Os 7 Selos:

         1° Selo > Cavalo Branco-ENGANO: Apocalipse 6.1,2

         2° Selo > Cavalo Vermelho-GUERRA: Apocalipse 6.3,4

         3° Selo > Cavalo Preto-FOME: Apocalipse 6.5,6

         4° Selo > Cavalo Amarelo-DOENÇAS: Apocalipse 6.7,8

         5° Selo > Mártires: Apocalipse 6.9-11

         6° Selo > Poluição: Apocalipse 6.12-17

         7° Selo > Trombetas: Apocalipse 8.1-6

 

1° Selo > Cavalo Branco - ENGANO: Apocalipse 6.1,2

“Vi quando o Cordeiro quebrou o primeiro dos sete selos e ouvi um dos quatro seres viventes dizendo, como se fosse som de trovão: Venha! Vi, então, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro tinha um arco, e foi-lhe dada uma coroa. E ele saiu vencendo e para vencer.” Apocalipse 6.1,2

     Os 7 Selos:

         1° Selo > Cavalo Branco: Apocalipse 6.1,2     

˾        ENGANO

˾        O cavaleiro tinha um arco (sem flecha)

˾        Foi lhe dada uma coroa: mas não era rei

˾        Saiu vencendo: conquistando

˾        Este Cavaleiro imita Jesus

˾        Falsos cristos (Mateus 24.24)

O primeiro selo revela um cavalo branco com um cavaleiro. Mas embora este cavaleiro branco demonstre primeiramente ser algo bom, na verdade está imitando Jesus, tentando enganar as pessoas, conforme profetizado sobre o anticristo, que primeiro tentará fazer alianças de paz para conquistar o mundo (Daniel 9.27). Precisamos tomar cuidado com falsos cristos e falsos profetas como Jesus alertou (Marcos 13.22).

     Diferença entre os dois cavaleiros brancos:

        Anticristo: Apocalipse 6.1,2

˾        Recebe uma coroa

˾        Um arco sem flecha

˾        Vem lutando

        Volta de Jesus: Apocalipse 19.11-16

˾        Tem muitas coroas

˾        Espada de dois gumes

˾        Olhos como fogo

Compare os capítulos 6 e 19 de Apocalipse. Antes da volta de Jesus o anticristo vai tentar “enganar se possível, os próprios os eleitos” (Mateus 24.24). Primeiro ele imita Jesus se fazendo passar por Cristo em sua volta no Capítulo 6, mas depois Jesus mesmo vem com poder e derrota-o finalmente, narrado no Capítulo 19. O cavaleiro branco do capítulo 6 recebe coroa, mas não é rei. Tem um arco sem flecha na mão e sai lutando e conquistando. Já o Cavaleiro branco do capítulo 19, inconfundivelmente é Cristo, conforme o texto deixa bem claro, com muitas coroas porque é Rei dos Reis, com uma espada de dois gumes (Hebreus 4.12) e seus olhos como chama de fogo. Jesus voltando como Juiz para julgar em justiça.

 

2° Selo > Cavalo Vermelho - GUERRA: Apocalipse 6.3,4

“Quando o Cordeiro quebrou o segundo selo, ouvi o segundo ser vivente dizendo: Venha!
E saiu outro cavalo, que era vermelho. E ao seu cavaleiro foi dado poder para tirar a paz da terra e fazer com que os homens matassem uns aos outros. Também lhe foi dada uma grande espada.” Apocalipse 6.3,4

     Os 7 Selos:

        2° Selo > Cavalo Vermelho: Apocalipse 6.3,4

˾        GUERRA: Violência

˾        Poder de tirar a paz

˾        Homens se matando

˾        Recebe uma grande espada

O segundo selo do Apocalipse revela um cavaleiro vermelho, que é a guerra e a violência, que tem afligido a humanidade nos últimos tempos, tirando a paz da terra, com pessoas se matando. A grande espada representa a luta da humanidade, em que milhares de vidas são assassinadas e este número aumenta a cada dia. Quando falamos de guerras não são somente as guerras entre países, mas a violência urbana é um tipo de guerra que acontece bem perto de nós.


3° Selo > Cavalo Preto - FOME: Apocalipse 6.5,6

“Quando o Cordeiro quebrou o terceiro selo, ouvi o terceiro ser vivente dizendo: Venha! Então olhei, e eis um cavalo preto e o seu cavaleiro com uma balança na mão. E ouvi o que parecia uma voz no meio dos quatro seres viventes dizendo: Uma medida de trigo por um denário; três medidas de cevada por um denário; e não danifique o azeite e o vinho.” Apocalipse 6.5,6

     Os 7 Selos:

        3° Selo > Cavalo Preto: Apocalipse 6.5,6

˾        FOME

˾        Balança na mão: medida

˾        Um denário: dia de trabalho

˾        Trigo e cevada: alimento

˾        Não danifiques: corromper

˾        AZEITE: unção

˾        VINHO: comunhão

A abertura do terceiro selo revelou um cavalo preto e seu cavaleiro com uma balança na mão, então foi anunciado o preço caro do alimento no mundo. Esteve cavalo preto representa a fome, a falta de alimentos e a crise financeira mundial. O denário era o preço de um dia de trabalho, então uma pessoa precisaria trabalhar um dia por uma medida de trigo ou cevada, cereais usados para fazer alimentos, como o pão. Imagine trabalhar um dia todo e o dinheiro só dá para um pão... Quando o texto fala de não danificar o azeite e o vinho, pode representar tanto os alimentos corrompidos com acréscimo de outros produtos, como também uma lembrança para a Igreja de cuidar de sua unção e da comunhão neste tempo de crise.


4° Selo > Cavalo Amarelo - EPIDEMIAS: Apocalipse 6.7,8

“Quando o Cordeiro quebrou o quarto selo, ouvi a voz do quarto ser vivente dizendo: Venha! Vi, então, e eis um cavalo amarelo. O seu cavaleiro se chamava Morte, e o inferno o estava seguindo. E lhes foi dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio dos animais selvagens da terra.” Apocalipse 6.7,8

     Os 7 Selos:

        4° Selo > Cavalo Amarelo: Apocalipse 6.7,8

˾        EPIDEMIAS

˾        Seu cavaleiro se chama Morte

˾        O inferno o seguia

˾        Poder sobre a 4ª parte da terra

˾        Espada: guerras e violência

˾        Fome: crise financeira

˾        Mortandade: epidemias e doenças

˾        Feras da terra: animais e insetos

O quarto selo revela um cavaleiro amarelo, que traz doenças e mortes. Este cavalo amarelo recebe poder sobre a quarta parte da terra para matar através da espada, fruto da violência já instalada no mundo, além da crise financeira que gera fome, mas também com epidemias e doenças mortais. As feras da terra não são apenas animais ferozes, mas também os insetos como aranhas, escorpiões e pernilongos que matam milhares de pessoas em todo o mundo espalhando doenças.


Os 4 cavaleiros do Apocalipse

        Branco: ENGANO: Apocalipse 6.1,2

        Vermelho: GUERRA: Apocalipse 6.3,4

        Preto: FOME: Apocalipse 6.5,6

        Amarelo: DOENÇAS: Apocalipse 6.7,8

Os quatro primeiros selos são representados por cavalos que eram o meio de transporte mais rápido da época, então o cavalo simboliza a rapidez e a sequência dos fatos que se cumprirão. Ao abrir cada um dos quatro primeiros selos, um dos quatro seres viventes chama o cavaleiro dizendo: Vem! Não há como impedir o seu agir, pois estão sob a ordem do Cordeiro de Deus e o final se aproxima.


5° Selo > Mártires: Apocalipse 6.9-11

“Quando o Cordeiro quebrou o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que deram. Clamaram com voz forte, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? Então a cada um deles foi dada uma veste branca, e lhes foi pedido que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como eles tinham sido.” Apocalipse 6.9-11

     Os 7 Selos:

        5° Selo > Mártires: Apocalipse 6.9-11

˾        Debaixo do altar de Deus

˾        Clamando por justiça

˾        Recebem vestes brancas

˾        Esperam o tempo certo

˾        Mais pessoas martirizadas

O quinto selo revela os mártires, pessoas que são mortas por causa de sua fé em Cristo. Isso aponta para a perseguição da igreja nos últimos tempos, como Jesus alertou (Marcos 13.9-13). A Igreja Primitiva foi perseguida ferozmente e milhares de cristãos foram mortos. Mas nos dias atuais os cristãos ainda são perseguidos e martirizados. O quinto selo revela que o lugar especial dos mártires no céu é debaixo do altar de Deus, estão clamando a Deus por justiça e recebem vestes brancas que é um símbolo de honra e santidade. Mas o Senhor diz que muitas pessoas ainda serão martirizadas por sua fé. Isso é um alerta para a igreja de que passará por perseguição.


6° Selo > Poluição: Apocalipse 6.12-17

“Vi quando o Cordeiro quebrou o sexto selo. Houve um grande terremoto, o sol se tornou negro como pano de saco feito de crina, a lua ficou toda vermelha como sangue, as estrelas do céu caíram sobre a terra, como a figueira deixa cair os seus figos verdes quando sacudida por um vento forte, e o céu recolheu-se como um pergaminho quando se enrola. Então
todos os montes e as ilhas foram movidos do seu lugar. Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes disseram aos montes e aos rochedos: Caiam sobre nós e nos escondam da face daquele que está sentado no trono e da ira do Cordeiro! Porque chegou o grande Dia da ira deles, e quem poderá subsistir?” Apocalipse 6.12-17

     Os 7 Selos:

        6° Selo > Poluição: Apocalipse 6.12-17

˾        Terremotos

˾        Sol escuro e lua vermelha

˾        Estrelas caindo e céu recolhido

˾        Ilhas encobertas: degelo dos polos

˾        Pessoas fugindo

O sexto selo revela os problemas derivados da poluição sobre o mundo, com a questão climática descontrolada, superaquecimento e catástrofes ambientais. Os terremotos, que na verdade sempre existiram, estão aumentando a cada dia como Jesus anunciou (Marcos 13.8). o sol escurecendo e lua avermelhada são efeitos da poluição. As ilhas encobertas são resultado do degelo dos polos aumentando o nível dos mares. Por isso tudo as pessoas tentarão fugir, mas não encontrarão refúgio.


Segundo intervalo do Apocalipse

     As visões do Apocalipse

        7 Igrejas (Apocalipse 2,3)

˾        1º intervalo: visão do Trono de Deus (Apocalipse 4)

         7 Selos (Apocalipse 6)

˾        2º intervalo: Os remidos nos céus (Apocalipse 7)

        7 Trombetas (Apocalipse 8)

        7 Taças (Apocalipse 16)

O livro de Apocalipse tem quatro grandes principais visões: Sete Igrejas, Sete Selos, Sete Trombetas e Sete Taças. Mas no meio destas grandes visões aparecem outras visões que fazem intervalos entre uma revelação para a outra. Em todo o Apocalipse isso acontece, um sete após o outro: quando chega na sétima igreja, vem os sete selos, quando chega no sétimo selo vem as sete trombetas e após a sétima trombeta vem as sete taças.

O capítulo 6 de Apocalipse narra até ao sexto selo, então surge um segundo intervalo do livro que fala sobre os remidos no céu (Apocalipse 7). O sétimo selo é aberto no capítulo 8 de Apocalipse que começa a segunda grande revelação que são as sete trombetas.


7° Selo > Trombetas: Apocalipse 8.1-6

“Quando o Cordeiro quebrou o sétimo selo, houve silêncio no céu durante quase meia hora. 
Então vi os sete anjos que estão em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas.
Veio outro anjo e ficou em pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e lhe foi dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono. E da mão do anjo subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. Então o anjo pegou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o atirou à terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto.” Apocalipse 8.1-6

     Os 7 Selos:

        7° Selo > Trombetas: Apocalipse 8.1-6

˾        Silêncio no céu

˾        Sete anjos com trombetas

˾        Um outro anjo

˾        Incenso com as orações

˾        Incensário lançado na terra

˾        Repostas às orações

O último selo é aberto para revelar uma nova mensagem que serão as trombetas. A preparação para o toque das trombetas acontece com um tempo de silêncio no céu, que gera um suspense, como se algo grandioso que vai acontecer. Sete anjos recebem trombetas, mas esperam ordem para tocar. Então um outro anjo pega o incensário com as orações e lança na terra, o que revela que milagres acontecerão e todas as orações serão respondidas antes da volta de Jesus. O sétimo selo aponta para a terceira grande visão do Apocalipse que são as Sete Trombetas.


MENSAGEM CENTRAL de Apocalipse 6

Apocalipse 6.1 “Vi quando o Cordeiro quebrou...o selo...”

O livro está sendo aberto e a cada acontecimento, o significado da mensagem é revelado. Os selos são especialmente para a Igreja vivendo o Princípio das Dores, como Jesus anunciou (Marcos 13.8). Durante este tempo Jesus vai revelar para seu povo o que acontecerá no tempo final e Igreja se despertará para a volta de Jesus.


Os selos estão sendo abertos!

Conclusão

O capítulo 5 de Apocalipse narra sobre o Livro Selado que somente o Cordeiro pode abrir e prepara o ambiente de louvor e adoração para a revelação, quando no capítulo 6, os selos são abertos e fatos acontecem para revelar o propósito de Deus para a humanidade, despertando sua Igreja para o tempo final, quando Jesus voltará.

O mundo não consegue entender o que está acontecendo, mas a Igreja precisa buscar a revelação de Jesus para este tempo e anunciar o Evangelho para que o mundo seja preparado para o retorno de Jesus (Marcos 13.10).

Os selos são para a Igreja!


#pregação #EstudoBíblico #Apocalipse

Siga-nos nas redes sociais:








Oferte abençoando este ministério:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência 4386 - Operação 001 - Conta 22027-1

BANCO DO BRASIL
Agência 5890-4 - Conta Corrente 1415-x
Tecnologia do Blogger.