Carta à Igreja de Pérgamo no Apocalipse

-Tema: APOCALIPSE
Apocalipse 2.12-17
-Introdução: A Igreja de Pérgamo foi exortada severamente por Jesus porque aceitou o pecado dentro da igreja e se conformou com as coisas do mundo.
O nome Pérgamo significa "cidadela". Estava localizada no cume de uma montanha onde hoje é a cidade de Bergama na Turquia. Conhecida por seus muitos templos pagãos e uma grande biblioteca com cerca de 200.000 rolos (livros). A palavra ‘pergaminho’ é em referência aos livros de Pérgamo.

Qual a mensagem à Igreja de Pérgamo?

Vamos analisar a carta à Igreja de Pérgamo pelo método literal, histórico e moral:

1- Interpretação LITERAL:

Análise literária:
PÉRGAMO = Fortaleza.
Pastor: Antipas.
ELOGIO: Mantém a fé em Cristo.
INSTRUÇÃO: Arrependimento da idolatria e imoralidade.
PROMESSA: O maná escondido e um novo nome.
Antipas era o provável Pastor da Igreja (v.13). Foi queimado vido dentro de um bezerro de latão aquecido até ficar incandescente1.
Palavras-chave do texto:
- ESPADA DE DOIS GUMES ou ESPADA DA MINHA BOCA (v.12 e 16): a Palavra de Deus (Hebreus 4.12);
- TRONO DE SATANÁS ou ONDE SATANÁS HABITA (v.13): altar de idolatria e templos pagãos.
- DOUTRINA DE BALAÃO (v.14): referência a estratégia de Balaão para fazer o povo de Israel pecar permitindo comidas sacrificadas a ídolos e prostituição (Números 25.1,2 e 31.16).
- NICOLAÍTAS (v.15): falsos sacerdotes que pregavam liberdade aceitando o pecado na igreja2.
- MANÁ ESCONDIDO (v.16): porção guardada na Arca da Aliança (Êxodo 16.14,15). Deus revela o sentido de sua palavra de uma forma nova para nós.
- PEDRINHA BRANCA (v.16): nos julgamentos era entregue uma pedra branca quando o réu era absolvido. Os juízes votavam usando pedras3. Também uma referência ao Urim e Tumim que os sacerdotes usavam para consultar a Deus (Levíticos 8.8).
- NOVO NOME (v.16): nova identidade, nova vida celestial.
Pérgamo instituiu o primeiro culto de adoração a um imperador vivo (29 a.C.). Construiu o grandioso altar de Zeus com mais de 300 metros. Por isso é referida como o lugar "onde Satanás tem seu trono"4.

ASSISTA:
2- Interpretação HISTÓRICA:

Pérgamo representa a Igreja Imperial 313-590 d.C. com a união da Igreja e estado. O terceiro período do cristianismo, quando o Império Romano estabelece um papa para liderar todas as igrejas.
A influência dos Nicolaítas que criaram uma casta sacerdotal, demonstra o clericalismo adotado na idade média. Além disso, pecados morais eram cometidos pelo clero, que ao mesmo tempo dominava sobre o povo.
Na idade média a Igreja esteve unida ao estado Romano e seus interesses. Nesse período muitas falsas doutrinas invadiram o cristianismo, como a veneração de santos e relíquias, o purgatório e a divinização de Maria.

3- Interpretação MORAL:

Pérgamo era uma igreja licenciosa, liberal e permissiva, aceitando tudo dentro da igreja para agradar às pessoas.
Pérgamo representa uma Igreja que aceita falsas doutrinas e se desviou da Palavra de Deus, bem como da doutrina dos Apóstolos (Atos 2.42). A apostasia dos últimos tempos (I Timóteo 4.1).
Isso pode ser visto em igrejas que buscam de crescimento a qualquer preço e trazem coisas do mundo para dentro da igreja.
Influências de pensamento do mundo na Igreja são a respeito de:  aborto, divórcio, homossexualismo, vícios, sexo for a do casamento, falta de compromisso…etc.
Antigamente os pecados aconteciam nas igrejas, mas elas não concordavam com o pecado e praticamente apedrejavam quem os cometiam. Atualmente o pecado tem entrado de forma ideológica nas igrejas, ou seja, não se consideram mais como pecado.

Não podemos aceitar o pecado na Igreja!

-CONCLUSÃO:
Pérgamo representa a Igreja Imperial, período em que estado e igreja estiveram unidos. O mundo não pode entrar na Igreja e não podemos ser coniventes com o pecado (Romanos 12.1). Devemos ir ao mundo evangelizar e não trazer costumes mundanos para a igreja. Somente através da Palavra de Deus a Igreja pode ser santificada (João 17.17).

Deus quer santificar a sua Igreja!


______________________________
1 CHAMPLIN, R. N. Ph. D. O Novo Testamento interpretado versículo por versículo. São Paulo: Hagnos, 2014. Volume VI. Página 510.
2 DUCK, Daymond R. Guia fácil para entender o Apocalipse. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2014. Página 36 e 43.
3 ROSSIER, Henri. A linguagem simbólica do Apocalipse. Diadema/SP: Depósito de Literatura Cristã, 2005. Página 23.
4 MALGO, Wim. Apocalipse de Jesus Cristo: um comentário para a nossa época. Porto Alegre: Chamada da Meia Noite, 1999. Volume I. Página 55.

Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.