O Fruto do Espírito: BONDADE

-Tema: FRUTO DO ESPÍRITO  

Romanos 12.9-21
-Introdução: Certa vez um homem perguntou a Jesus o que deveria fazer para ser salvo e chamou Jesus de “bom Mestre”, então Jesus perguntou por que o chamava de bom, pois somente Deus é bom (Marcos 10.17-22). Jesus quis dizer que a única referencia de bondade que devemos ter é Deus. Seria um risco para nós pesarmos que somos bons, sendo que na verdade somos pecadores e precisamos reconhecer isso.
A diferença entre a benignidade e a bondade é que a primeira consiste tanto em sentir como desejar o bem, já a segunda significa o ato de realizar o que é bom para o próximo. Infelizmente somos falhos e cometemos muitos erros em nossas vidas, mas através do Espírito Santo podemos frutificar a bondade que vem de Deus para com o nosso próximo.

Como ser uma pessoa boa?

Vamos aprender sobre a bondade como fruto do Espírito Santo na vida crista, refletindo sobre os ensinamentos do texto de Romanos 12.9-21:


1- O mal que não devemos fazer:

A primeira coisa que devemos pensar é como não fazer o mal, pois o mundo está cheio de maldade e devemos fazer como diz a Palavra: “abstende-vos de toda forma de mal” (I Tessalonicenses 5.22). Se desaprendermos a fazer o mal que o mundo ensina, logo começamos a fazer o bem.
Coisas que não devemos fazer porque são más:

a) Hipocrisia:

v.9 “O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem”.
Usar máscaras. Fingir. Os fariseus foram chamados por Jesus de hipócritas porque faziam as coisas para se acharem bons e aparecer (Mateus 7.1). Por isso devemos ajudar as pessoas sem olhar quem merece (Mateus 6.3).

b) Lentidão:

v.11 “No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor”.
Demorar em fazer o bem. Muitas vezes deixamos o bem para depois. A procrastinação é o mal hábito de atrasar as coisas. O bem é urgente. Precisamos nos apressar em realizar o que é bom e não ficar esperando acontecer.

c) Amaldiçoar:

v.14 “abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis”.
Amaldiçoar é desejar o mal. Fofoca também é uma forma de maldição porque a pessoa está falando mal da outra. Quem fala mal das pessoas está julgando (Tiago 4.11). Julgar e dizer que a pessoa merece o sofrimento que enfrenta.

d) Retribuir o mal:

v.17 “Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens”.
As nossas reações muitas vezes transmitem maldade. Talvez você não faça o mal propositalmente, mas se alguém te fizer mal você reage de forma negativa. Esta é uma estratégia do inimigo contra nossas vidas, pois se reagirmos fazendo o mal, logo nos tornamos maus.

e) Vingar-se:

v.19 “não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor”.
Enquanto o retribuir o mal significa uma reação negativa impensada, já o ato de vingar-se é agir de forma pensada com a intensão de pagar um mal realizado contra alguém. A vingança é o desejo de cumprir justiça com as próprias mãos. Isso entristece a Deus porque somente Deus pode julgar e castigar o mal, então a vingança é falta de confiar na justiça Divina (Hebreus 10.30).

Estes maus hábitos ensinados pelo mundo devem ser tirados de nossas vidas. A hipocrisia, a lentidão para realizar o bem, amaldiçoar as pessoas, retribuir o mal e a vingança, são exemplos de coisas más que não podemos fazer.
Não faça o mal e já estará fazendo bem!

ASSISTA:
2- O bem que devemos fazer:
O bem deve ser praticado com ações porque “aquele que sabe o bem que deve fazer e não o faz, nisto está pecando” (Tiago 4.17). Então precisamos aprender a fazer o bem que não sabemos, buscando cumprir a vontade de Deus que é o melhor para nós.
Alguns exemplos de coisas boas que devemos fazer:

a) Amar:

v.10 “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”.
O amor é o maior bem que se pode fazer porque “o amor não faz o mal” (Romanos 13.10), por isso é o maior mandamento (Marcos 12.30,31). Quem ama não faz o mal, por isso a melhor forma de fazer o bem é amando.

b) Cuidar das pessoas:

v.13 “compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade”.
Deus coloca em nosso caminho pessoas que precisamos cuidar. Alguém necessitado, uma pessoa numa posição inferior em um setor de trabalho, alguém que está passando por uma necessidade, etc. Cada situação em que conhecemos a dificuldade do nosso próximo é uma oportunidade para fazer o bem para esta pessoa.

c) Humildade:

v.15,16 “Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram. Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos”.
Quando a pessoa se acha melhor do que os outros, não consegue ajudar nem entender a pessoa. Às vezes só o fato de estar junto já é um grande bem. Não escandalizar o nosso irmão também é algo importante (I Coríntios 8.13), pois precisamos ter humildade para deixar de fazer algo que irá aborrecer nosso próximo (Romanos 14.18-21).

d) Promover a paz:

v.18 “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens”.
Como filhos de Deus devemos ser pacificadores, que significa fazer a paz entre as pessoas (Mateus 5.9). Ao invés de ficar no meio de intrigas, precisamos levar a paz de Deus onde formos (Lucas 10.5). Somos mensageiros da paz e por isso devemos levar as boas novas de Deus para todos (Isaías 52.7).

e) Ajudar a todos:

v.20 “Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça”.
O ódio, mágoa e rancor prejudicam primeiramente a própria pessoa (Provérbios 11.17). Temos o dever cristão de fazer o bem para todo ser humano indistintamente. Aproveite cada oportunidade para fazer o bem para as pessoas. Jesus ensinou a mostrar a outra face para quem nos ofende (Lucas 6.29). Isso representa mostrar o outro lado que temos, sendo bons com as pessoas. Jesus deixou uma lei régia de que tudo o que desejamos para nós, devemos fazer para os outros (Mateus 7.12).

O bem deve ser aprendido. Precisamos nos treinar para aprender a fazer o bem. Mas estes ensinamentos básicos do amor que não pode fazer o mal, a humildade para não se achar melhor que os outros, promover a paz por onde formos e ajudar todas as pessoas, inclusive as que se dizem nossas inimigas, são formas didáticas que Deus nos concede para nos ensinar a fazer o bem.
Aprenda a fazer o bem!

Você pode ser bom!

-CONCLUSÃO
Romanos 12.21 “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem”.
O bem é mais forte que o mal, então não podemos deixar que a maldade prevaleça em nossas vidas. Fazer o bem ou o mal consiste em escolhas que dependem de nós. Por isso precisamos deixar de fazer o mal e aprender a fazer o bem (I Pedro 3.11).

Seja bondoso!

______________________________
Citações Bíblicas: Bíblia Revista e Atualizada, Sociedade Bíblica do Brasil.


Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodsita de São Paulo. Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna. Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell. Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.