Obras da carne: PORFIA

-Tema: OBRAS DA CARNE        

II Coríntios 12.20 “Temo, pois, que, indo ter convosco, não vos encontre na forma em que vos quero, e que também vós me acheis diferente do que esperáveis, e que haja entre vós contendas, invejas, iras, porfias, detrações, intrigas, orgulho e tumultos”.
-Introdução: Porfia significa discórdia, traduzido nas versões Corrigida e na Atualizada como ‘porfia’, mas pela versão NVI – Nova Versão Internacional como ‘discórdia’ e pela Bíblia na Linguagem de Hoje como ‘brigas’. A palavra éris (ἔρις)do texto original grego significa contenda ou confusão.
O apóstolo Paulo, escrevendo aos Coríntios, lhes advertiu que temia ir ao seu encontro e presenciar confusões no meio deles, avisando também que ficariam impressionados com sua reação rígida diante destes comportamentos. Isso mostra que muitas vezes nossas atitudes são fruto do meio em que estamos e precisamos muito de sabedoria para superar o clima de porfias.
Leia mais sobre o assunto nos estudos: AS OBRAS DA CARNE.

Você está vivendo em meio à confusão?

Vamos refletir sobre as características da porfia no livro de provérbios que traz a expressão ‘contenda’:


1- Motivações para as Discórdias - ORGULHO:

Provérbios 13.10 “Da soberba só resulta a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria”.
A primeira motivação para a porfia é o orgulho. Uma pessoa que se acha melhor que os outros, logo não quer abrir mão de sua opinião ou vontade, o que sempre gera confusão.
A soberba é uma característica satânica (Apocalipse 13.5), pois Satanás era um anjo  e caiu pecando contra Deus por sua arrogância (Ezequiel 28.14-16).
Como cristãos precisamos ser humildes e tratar uns aos outros “de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento  (Filipenses 2.2). O caráter cristão deve ser pacífico e manso (Filipenses 2.1-5). Então devemos confessar primeiro este sentimento pecaminoso pedindo perdão ao Senhor para que sejamos transformados.
Não seja orgulhoso e viverá fora de contendas!

2- Origem das Discórdias:

Provérbios 6.14 “No seu coração há perversidade; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas”.
Infelizmente existem pessoas que semeiam contendas, o que é abominável aos olhos de Deus (Provérbios 6.19).
Algumas atitudes que geram contendas são:
a) ÓDIO: Provérbios 10.12 “O ódio excita contendas, mas o amor cobre todas as transgressões”. O ódio é a falta de amor. Onde não existe amor sempre há confusão.
b) IRA: Provérbios 15.18 “O homem iracundo suscita contendas, mas o longânimo apazigua a luta”. Provérbios 29.22 “O iracundo levanta contendas, e o furioso multiplica as transgressões”. Provérbios 30.33 “Porque o bater do leite produz manteiga, e o torcer do nariz produz sangue, e o açular a ira produz contendas”. A raiva gera brigas e discussões muitas vezes desnecessárias. Existem pessoas que se tornam iracundas, pois se deixam tomar pela raiva. Mas também há aqueles que provocam raiva nos outros para que aconteça a contenda.
c) FOFOCA: Provérbios 16.28 “O homem perverso espalha contendas, e o difamador separa os maiores amigos”. Algo terrível é a calúnia, que separa pessoas e provoca contendas.
d) MALEDICÊNCIA: Provérbios 26.20 “Sem lenha, o fogo se apaga; e, não havendo maldizente, cessa a contenda”. O hábito de falar mal das pessoas se torna um desvio de comportamento, que sempre resulta em confusão.
e) INSENSATEZ: Provérbios 18.6 “Os lábios do insensato entram na contenda, e por açoites brada a sua boca”. A falta de sabedoria faz as pessoas entrarem em discussões que não precisava e falar de coisas que não sabem.
f) DESRESPEITO: Provérbios 22.10 “Lança fora o escarnecedor, e com ele se irá a contenda; cessarão as demandas e a ignomínia”. A pessoa escarnecedora é quem está na carne, vive carnalmente e não respeita a ninguém.
g) COBIÇA: Provérbios 28.25 “O cobiçoso levanta contendas, mas o que confia no SENHOR prosperará”. Quem cobiça, sempre quer estar a frente dos outros e por isso gera contenda.
Se percebermos a origem das discórdias, logo podemos evitar todo tipo de contendas. Como cristãos precisamos buscar o caráter de Cristo e não viver de forma mundana, mas guiados pelo Espírito Santo que sempre nos faz agir de forma agradável.
Fique atento a coisas que provocam confusão!

3- Como resolver discordâncias:

Provérbios 17.19 “O que ama a contenda ama o pecado; o que faz alta a sua porta facilita a própria queda”.
Se já sabemos que a contenda é pecado e uma obra carnal, como espirituais precisamos lutar contra tudo isso.
Duas atitudes para vencer as discórdias:
a) DESISTIR: Provérbios 17.14 “Como o abrir-se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas”. É muito melhor desistir da discussão antes do que levar adiante e gerar contendas. Insistir num problema muitas vezes é prolongar o mesmo e não resolve nada.
b) DESVIAR-SE: Provérbios 20.3 “Honroso é para o homem o desviar-se de contendas, mas todo insensato se mete em rixas”. O sevo de Deus se afasta de todo tipo de confusão, porque sabe que não vale a pena. Às vezes é melhor sair fora do que continuar no meio de uma briga.
A vida cristã nos leva a ser pessoas responsáveis. Antes de qualquer atitude precisamos refletir sobre as suas consequências. Se o final não pode ser previsto, ou se torna arriscado, então não devemos prosseguir em algo que podemos nos arrepender depois.
Desista e se desvie de toda confusão!

Não viva em contendas!

-CONCLUSÃO:

I Coríntios 14.33 “porque Deus não é de confusão, e sim de paz...”.
Deus abomina a discórdia (Provérbios 6.19). É muito desagradável estar num local que há contendas, porque é “melhor é um bocado seco e tranquilidade do que a casa farta de carnes e contendas” (Provérbios 1.17). Por isso é importante buscar ser manso como Jesus (Mateus 11.29), para ser pacífico como nos ensinou (Mateus 5.5).

Evite se envolver em contendas!

______________________________
1 STRONG, James. Dicionário Grego do Novo Testamento. Bíblia de Estudo Palavras-Chave: Hebraico. Grego. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Corrigida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. Página 2211, verbete 2054.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões.
Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP - Universidade Metodista de São Paulo.
Pós Graduação em Filosofia pela ISEIB - Instituto Superior de Educação Ibituruna.
Licenciatura em Letras pela ISEED - Instituto Educacional Elvira Dayrell.
Extensão em Grego Bíblico pela MACKENZIE - CPAJ.
Siga Google+.

0 COMENTE!:

Deixe um comentário sobre o que achou desta pregação.
IDENTIFIQUE-SE por favor., colocando seu nome no comentário.
Muito obrigado por participar!

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.
Direitos autorais protegidos:
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Seguidores

Pregações por email

Livro

Livro
E-books do Pr. Welfany Nolasco
Powered by Blogger.